https://www.poetris.com/
Artigos > Luso-Entrevistas > Luso do mês > Julho 2008 - Henrique Pedro

Julho 2008 - Henrique Pedro

Publicado por Luso-Poemas em 12-Jul-2008 11:20 (7783 leituras)

Introdução


Neste mês de Julho, foi eleito o Henrique Pedro como o destaque do nosso Luso-Poemas. A escolha não é desprovida de fundamento, foi consensual e não é mais do que uma justa homenagem a um autor que nos tem dado muito de si.
O Henrique, desde o início, sempre foi algo envolto numa aura de mistério embora, ao mesmo tempo, se mostrasse interventivo e opinador nas mais variadas discussões ou temáticas.
Nesta conversa, que nos tomou algumas horas de amena, cordial e saudável convivência, descobrimos um escritor que também é um homem de família e de sólidos princípios. Não foi uma surpresa, foi a confirmação do que todos sentíamos com grande certeza.
Uma entrevista a ler que é introduzida por uma farta e elucidativa nota biográfica. Deixamos, então, a todos, um Henrique que se vos oferece tal como ele é.

Nota biográfica


Henrique (António) Pedro nasceu a 8 de Dezembro de 1947, em Vale de Salgueiro, freguesia do concelho de Mirandela, bem no coração da Terra Quente Transmontana, bacia telúrica dos rios Tua, Tuela e Rabaçal. A Terra Quente Transmontana, berço da mítica Pátria Luanca, é terra marcada por olivais, vinhedos, roseiras e muros de pedra de xisto. Henrique Pedro fez a Instrução Primária na aldeia natal e o Curso Geral dos Liceus no Liceu Nacional de Chaves, de onde saiu em 1966, para cursar a Academia Militar de Lisboa. É bacharel em Matemáticas e licenciado em Engenharia Geográfica pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, e Membro Sénior da Ordem dos Engenheiros. Leccionou na Academia Militar e prestou serviço no actual Instituto Geográfico do Exército, em Lisboa, durante vários anos.
Cumpriu comissão militar no Norte de Moçambique de que resultou o seu primeiro livro de poesia (Poemas da Guerra, de Mim e de Outrem), publicado em 2001, pela Editora Piaget. Foi um dos operacionais do 25 de Abril de 1974. Deixou o Exército em 1989 para exercer a profissão de engenheiro, e foi gestor, professor do ensino superior e vereador. Publicou ainda os livros de poesia Do Povo que Sou (Editora Ver o Verso-2004), Minha Mátria Terra Quente (Editora Ver o Verso-2004), Minha Pátria Montanha (Editora Ver o Verso-2005) e o romance histórico Códice da Pátria Luanca (Editora Ver o Verso-2006). É casado com Maria de Lourdes e pai de Ana Lourdes e de João Henrique. Reside, desde 1997, na sua aldeia natal, ocupando o tempo, prioritariamente, a tratar dos seus bens mais queridos: oliveiras, roseiras, pinheiros e pastores belgas.


Entrevista


Pedra Filosofal (Pedra) - Henrique Pedro... poeta, agricultor. Quem é este luso-poeta?

Henrique Pedro (h@p) - Apenas um cidadão que encontra na poesia uma forma de se dar e partilhar o que tem de melhor.

Vera Silva (Vera) - Henrique, conte-nos como começou o seu percurso na vida poética. Ainda se lembra do 1º poema?

h@p - Possuo uma memória privilegiada. Tanto, que me recordo muito bem do primeiro "poema" que escrevi, mal aprendi a ler. Estava então na 4.ª classe e rezava assim: "Luís de Camões poeta e soldado/ Com todo o fulgor/ Tu és amado" .

Valdevinoxis (Val) - A imagem que temos do Henrique, é a de uma pessoa de e com conhecimento. É pai, marido, homem de vida farta, tendo participado de momentos históricos. A sua escrita reflecte isto de uma forma clara e transversal. Até que ponto se confundem homem e poeta/escritor e a partir de onde divergem?

h@p - Respondendo de forma muito sucinta, direi que cada um de nós é um todo indissociável. E assim sendo, também eu sempre me identifiquei com a minha terra, com a minha gente e com os fenómenos sociais que estão ao meu alcance. Claro que a família é central na minha natureza e formação mas, o poeta é um ente peculiar (como é sabido). Aí não sou igual a ninguém e sou inteiramente livre, autónomo e divirjo para planos impensáveis, sem deixar de escrever muitos poemas terra a terra.

Godi - Os poemas, Henrique Pedro (faço uma observação de tua obra), estão vinculados a temas sempre em aberto, talvez à vivência de um homem integrada com a sua história e aquilo que o cerca. Diferenciando-se de outros autores do luso na maneira de compor os poemas, o Henrique se diferencia também pela concepção que tem sobre literatura.
Para ele, ser poeta não era debruçar-se sobre si mesmo, num irremediável narcisismo mas, voltar-se para o mundo, medi-lo com olhos críticos e em palavras fortes. Como defines tua obra, meu caro Henrique?

h@p - Humildemente não considero que tenha uma obra e muito menos me considero um literato. Vou desabafando, dando liberdade a uma vocação que não enjeito e tentando intervir dessa forma, sem ter que gritar demasiado.

Pedra - A maioria dos textos que tens publicados são poemas. Mas também tens alguns contos e crónicas. Tens até um romance editado. Preferes a poesia à prosa? Em qual te sentes mais à vontade?

h@p - Tenho publicado um romance histórico intitulado "Códice da Pátria Luanca" e, pronto para publicar, um outro romance especulativo chamado " 2024 Ignescência". A prosa não tem, em mim, um sentido estritamente literário mas sim, o seu papel fundamental será lúdico e prospectivo. A poesia, que prefiro, é de consumo quotidiano e mais abrangente.

Vera - Henrique, o que o inspira para a escrita? Tem rituais próprios?

h@p - Não tenho aquilo que se poderá chamar de ritual mas tenho métodos como ter sempre um papel e lápis perto de mim, quando não o computador e, respirar fundo quando abro a janela ou um raio cósmico me dardeja a moleirinha.

Tália - o HP tem alguns livros editados, quer nos falar um pouco sobre eles?

h@p - Muito resumidamente, são obras despretensiosas que resultaram de uma vocação que não recuso e que muito me satisfaz. Porque são um instrumento privilegiado para falarmos de nós e das pessoas de que mais gostamos, bem como das ideias que defendemos. Cada um deles possui uma temática e uma oportunidade muito especial. Representam momentos de grande felicidade porque fui capaz de me exceder e os pôr a público.


Pedra - Muitos dos poemas que publicas fazem referência às “Mulheres de amor inventadas”. Quem são essas mulheres?

h@p - Boa pergunta! "Mulheres de Amor Inventadas" é apenas o título de um livro que gostaria de publicar em breve, até porque me parece ter sentido comercial, que bem precisamos para fazer valer a poesia no mercado. O sentido do título é ambivalente como se vê: mas as mulheres estão lá porque foram inventadas por amor.

Tália - Henrique, depois de ter passado algum tempo sobre uma discussão saudável acerca da maneira de expormos o amor, tenho acompanhado a sua escrita e tenho visto, com satisfação, que colocou o “pudor” de lado. Já fala e cria imagens e cenas de puro sexo. Foi uma libertação difícil?

h@p - Não, que ideia! O LusoPoemas e vocês da Adm têm um mérito imenso nisso é, para mim e acima de tudo, um espaço privilegiado de aprendizagem e de ensaio, sem tirar valor à amizade desinteressada que vamos promovendo. Tudo teve o seu tempo. Tenho aprendido muito, tirado ilações e recolhido material que dava para milhares de doutoramentos em todas as áreas.
Continuo a publicar poemas sobre o Mistério da Santíssima Trindade que também são lidos.... a WEB é fabulosa nesta matéria! O importante é que se alcançou um bom equilíbrio de mentalidades, matérias e talentos, com muito espaço e respeito por todos.


Godi - O termo literatura tem, pois uma extensão mais ou menos vasta consoante os autores, que vão dos clássicos escolares as histórias em quadrinhos. O critério de valor que inclui a um texto não é em si mesmo literário, nem teórico, mas ético, social e ideológico, ou seja, é de forma sempre extra literária.
Pode–se entretanto, definir valor literário a literatura?

h@p - A definição de literatura é académica, de compêndio, mas para mim, qualquer coisa escrita é literatura, porque uma simples carta de amor ditada por uma pessoa iletrada poderá ter valor literário inestimável. O valor em literatura ou a qualidade, como se queira, tem a ver com um sistema complexo de padrões culturais, sociais, políticos...e académicos, que nos levam a preferir textos em detrimento de outros. Tanto assim é que o valor comercial não acompanha esta lógica valorativa e vende o que é comprado, não o que tem valor.

Godi - Se dermos valor literário a todo e qualquer texto, será que ela perde sua especificidade? Será que a qualidade, propriamente literária, lhe é negada? Qual sua opinião?

h@p - Penso que um dos parâmetros qualitativos, ou valorativos, será sempre a especificidade, a genuinidade. Depois teremos sempre que valorar por classes, por matérias e também pelos impactos sociais que um texto provoca. O valor absoluto só existe na matemática. Quem é o melhor do mundo? Ninguém!


Godi – Evidentemente, identificar a literatura com o valor literário não é ao mesmo tempo negar de fato e de direito o restante dos textos literários? Será que, por exemplo, ao dizer que um texto é literário subtende-se sempre que um outro texto não o seja? Concorda comigo que a literatura é difícil de se definir?

h@p - Claro que nesta matéria não há o politicamente correcto, o modismo, o interesse de circunstância. Há critérios estéticos, harmonias, ideias, impactos que perduram no tempo e pelas culturas fora...

Val - Tem autores de referência? Peço-lhe uma análise sincera, sobre o que e como se escreve no Luso.

h@p - Penso que há muita gente a escrever poesia de muito valor no Luso. Para não magoar ninguém nesta oportunidade, limitar-me-ei a citar um poeta, por uma gritante questão de justiça, que me parece ter muito mérito mas que não dá nas vistas e com quem nunca entrei em contacto, contrariamente a tantos por quem tenho muito apreço. Refiro-me a Jairo Bezerra.

Tália - Como membro da administração gostaria de saber o que gostarias de ver alterado no Luso-poemas.

h@p - Penso que o Luso-Poemas alcançou um equilíbrio interessante. As recentes alterações foram muito positivas e as discussões que anteriormente se estabeleceram deram os seus frutos. Há algumas arestas a limar mas gostaria que tudo continuasse nesta abertura e familiaridade. Fundamental será que todos sejamos mais honestos nos comentários e seria útil, quanto a mim. que cada poeta não postasse mais que um poema por dia, para termos mais tempo para ler e conversar.

Val - O Henrique é uma pessoa política?...

h@p - Como qualquer cidadão que se preze, não me revejo na actual situação, que esconjuro! Considero-me um democrata do futuro. Mas isto levar-nos-ia muito longe!

Val - ... e religiosa?

h@p - Sou profundamente religioso, crente devoto de Jesus Cristo e de Fátima, não citando outros santos pessoais, embora seja muito crítico e um tanto desalinhado das igrejas.

Pedra - Se pudesses, que mudarias no ensino do português nas escolas? Sabendo que se lê tão pouco, o que farias para mudar este panorama?

h@p - Humildemente não sei o que mudaria. Talvez o Ensino de alto a baixo...talvez pusesse os miúdos a declamar os melhores poetas logo que aprendessem a ler...

Val - Não estará porventura a internet a destruir os livros, a exemplo do que já aconteceu por acção da televisão. Por outras palavras não se estará a promover o facilitismo e a retirar alguma mística à instituição “livro” com sites como o Luso? Não poderão (estes sites) ter uma acção contraproducente na escrita?

h@p - Não me parece. O sistema se auto restabelece. A qualidade, do maior teor, virá sempre ao de cima, com a vantagem de que é dada oportunidade a milhões. Os livros impressos terão que ser capazes de se reformular e acompanhar o ritmo. Porque não vender livros de poemas como se vende música?

Tália - Henrique, gostava que deixasse uma frase, só uma para as mulheres do luso-poemas.

h@p - Não é fácil! São tantas, tão lindas e talentosas que vou ter que escrever uma frase para cada uma. Dedico-lhes o meu livro " Mulheres de Amor Inventadas", aonde poderão encontrar um espelho que não as desfavorecerá muito, por certo. Um beijo e uma rosa do meu jardim para cada uma.


Navegue pelos artigos
Artigo anterior Junho 2008 - António Paiva Setembro 2008 - Cleo Artigo seguinte
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Mel de Carvalho
Publicado: 12/07/2008 12:29  Atualizado: 12/07/2008 18:03
Colaborador
Usuário desde: 03/03/2007
Localidade: Lisboa/Peniche
Mensagens: 1562
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Caríssimo Henrique,

Ao inaugurar este espaço de comentários, tenho uma responsabilidade acrescida.

Como sabe, leio-o e comento-o desde o início da sua chegada aqui. Reconheço-lhe indiscutível talento, inovação temática, léxico e arte de ser palavra.

Bom conhecer o homem que se abriga por detrás do poeta. Bom saber que foi um dos interventivos do processo da liberdade, um dos bens maiores da civilização.
Sendo como é compatriota de Torga, a urze plantou-se-lhe na alma.

Bem-haja pela partilha. Votos sinceros de muitos e muitos livros, de muitos e muitos textos, e, acima de tudo, de muitos e muitos anos na companhia dos seus bens maiores, de que aqui nos dá testemunho.

Por mim, pese embora andar algo arredada destes espaços (razões múltiplas que não vêm ao caso), vou continuar a seguir com toda a atenção o que por bem decidir ofertar-nos.

Fraterno abraço,
Mel


Enviado por Tópico
flavio silver
Publicado: 12/07/2008 12:30  Atualizado: 12/07/2008 12:30
Colaborador
Usuário desde: 24/09/2007
Localidade: barcelos
Mensagens: 1001
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
é com agrado que leio o historial de henrique pedro, que eu já tinha "vasculhado" no blog dele.
nota-se que é uma pessoa com uma filosofia bastante abrangente, dotada de uma sensibilidade muito grande.
esta forma de reconhecimento de um poeta que escreve aquilo que vê é um agradecimento geral dos luspoetas para que henrique pedro nos possa continuar a contribuir com seus textos e com suas criticas favoráveis.
força henrique.
um abraço


Enviado por Tópico
Carolina
Publicado: 12/07/2008 12:43  Atualizado: 12/07/2008 13:12
Colaborador
Usuário desde: 04/07/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 3479
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Olá Henrique
Tenho lido com muito agrado os poemas com que nos tem presenteado, aqui no luso. Nos seus poemas mostra-nos muito do nosso país e especialmente da região onde vive, muito interessantes e rica em tradições.

Parabéns ao Henrique Pedro pela entrevista, onde nos dá a conhecer mais um pouco do homem e do escritor que é. Não conhecia a já tão vasta obra do Henrique.

Parabéns aos entrevistadores que conduziram de uma forma excelente a entrevista, valorizando a pessoa e o escritor, "matando" a curiosidade do leitor.

beijos


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/07/2008 12:47  Atualizado: 12/07/2008 12:47
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Meu caro Henrique Pedro.
Sigo desde o início com os olhos bem abertos, a tua escrita e a tua forma de ser e de estar aqui no site.
Leio com agrado tudo o que vais oferecendo à literatura e aos amigos.
Se não me revejo em alguns textos ou poemas, o que é natural, logo me deixo encantar noutros com profunda emoção.
Falou-se na entrevista numa aura de mistério que te acompanha...Diria antes de dádida: Em cada pedaço que foste oferecendo e que agora revelaste como um todo generoso nesta entrevista.
Tenho uma profunda consideração por ti (permite-me este tratamento), as raízes familiares da minha esposa e da sua família encontram-se aí nessa terra mágica onde moras e que os teus dedos conhecem bem, ao ponto de impregnarem o texto com o seu cheiro, a sua cor.
Recebe um abraço deste que espera encontrar-te breve no caminho curto da amizade.
Até já Henrique.


Enviado por Tópico
Carlos Said
Publicado: 12/07/2008 12:53  Atualizado: 12/07/2008 12:53
Participativo
Usuário desde: 22/10/2007
Localidade: São Paulo
Mensagens: 49
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Caro Henrique
Você é destas raras pessoas raras. Já lhe adivinhava a índole e os conhecimentos, pelos textos poemas e comentários, ao ler sua entrevista nada mais fiz que comprovar o que sabia e acrescentar mais saber a mim lendo-o. Redundante seria debruçar-me em considerações literárias que, a bem da verdade pouco sei, muito admiro, gosto do que escreve, reconheço até por força de contingências um talento, percebo que tens conhecimento real do mercado cultural, sabes bem dividir, subtrair, adicionar, e inserir-se nele. Resta-me, reiterar a admiração que tenho por você, parabéns por merecido ser, grato por tudo que é e nos oferta.
Que meu abraço encontre o seu sorriso
Carlos Said




Enviado por Tópico
Maria Verde
Publicado: 12/07/2008 13:54  Atualizado: 12/07/2008 13:54
Colaborador
Usuário desde: 20/01/2008
Localidade: SP
Mensagens: 3541
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Foi pelo convite desse inestimável homem e poeta que aqui cheguei. E essa justa homenagem me deixa feliz por demais, por tudo que conheço do Henrique, e principalmente pela sua gentileza e generosidade. Momem de fé, sempre disposto a ajudar e intervir quando solicitado. Foi assim comigo e muito me ajudou na minha vida acadêmica. Muito obrigada meu amigo querido! e parabéns pelo talento!

beijos

Maria Verde


Enviado por Tópico
salomé
Publicado: 12/07/2008 21:54  Atualizado: 12/07/2008 21:54
Da casa!
Usuário desde: 25/01/2008
Localidade:
Mensagens: 409
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Ando por aqui à pouco tempo, mas nesse pouco deu para perceber o interior de seus poemas, a maneira com que por aqui passa sempre atento, e verdadeiro ao comentar, e na sua maneira de ser dá para perceber o grande ser humano que se esconde por detrás das palavras.Este Luso do mês foi mais que merecido, abraço e os meus sinceros parabéns.Salomé


Enviado por Tópico
MariaSousa
Publicado: 12/07/2008 17:52  Atualizado: 12/07/2008 17:52
Membro de honra
Usuário desde: 03/03/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 4096
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Amigo Henrique Pedro,

Fiquei contente por o ver como "Poeta do Mês". É uma distinção há muito merecida. Para mim tem sido "Poeta todos os dias".

O Homem que se escondia na sua escrita não é diferente daquilo que eu esperava/imaginava. A minha Admiração já não podia aumentar... acho que não fica desiludido com isso, pois não?

Muitos Parabéns e muito sucesso em toda a sua Vida.

Bem Haja!

Beijinhos cheios de Poesia.

Maria


Enviado por Tópico
jessé barbosa de oli
Publicado: 12/07/2008 18:15  Atualizado: 12/07/2008 18:15
Da casa!
Usuário desde: 03/12/2007
Localidade: SALVADOR, Bahia
Mensagens: 334
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
finalmente ensejaram a justiça de
prestigiá-lo com esta entrevista.
fico muito contente em conhecê-lo
um pouco mais.


Enviado por Tópico
Carlos Ricardo
Publicado: 12/07/2008 18:26  Atualizado: 12/07/2008 18:26
Colaborador
Usuário desde: 28/12/2007
Localidade: Penafiel
Mensagens: 1849
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Caro Henrique Pedro,

felicito-o pelo destaque e dou-lhe parabéns pela entrevista, que reflecte muito daquilo que os seus textos, em geral e poemas, em particular, têm vindo a transparecer do escritor, poeta, homem, cidadão...

É uma honra e uma grande satisfação poder partilhar do seu trabalho e da sua convivência, ainda que virtual.
Na sua condição de cultor dos valores do Humanismo e do Universalismo, contribui com um estilo muito próprio para enriquecer e moderar o luso-poemas.

E, aproveitando ainda esta oportunidade, não deixo de dizer que aprecio sobremaneira a sua postura disciplinada, de contenção crítica e autocrítica.
Continue a dar expressão artística , tanto às suas paixões, quanto às suas ideias, sem perder de vista a matriz de Fé cristã, como pano de fundo em que projecta o sentido do efémero e da contingência.

Um grande abraço.


Enviado por Tópico
Ledalge
Publicado: 12/07/2008 18:27  Atualizado: 12/07/2008 18:27
Colaborador
Usuário desde: 24/07/2007
Localidade: BRASIL
Mensagens: 6880
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
OLÁ HENRIQUE! NÃO IMAGINAS A EMOÇÃO QUE ME TOMA NESTE MOMENTO! É INEGÁVEL A TUA IMPORTÂNCIA NESSE ESPAÇO, BEM COMO EM QUALQUER ESPAÇO QUE ASPIRE ARTE PURA, DESVINCULADA DE PADRÕES ESTÉTICOS. TU ÉS TEU PRÓPRIO RUMO, SEM TE PRENDERES A QUALQUER LAÇO PRÉ DETERMINADO. DETENTOR DUMA SENSIBILIDADE EXTREMA, DE UM CAVALHEIRISMO EXEMPLAR, MOLDADO NUM CORAÇÃO IMENSO. ASSIM TE DEFINO COMO SER HUMANO, ASSIM DEFINO A TUA POESIA. VER QUE FOSTE DISTINTO COM TANTO CUIDADO, ATENÇÃO E PROFISSIONALISMO PELA ADMINISTRAÇÃO DO SITE, SÓ TENHO QUE AGRADECER A TODOS, POIS FIZERAM UM TRABALHO EXEMPLAR. E A VOCÊ, MEU AMIGO DILETO, DESEJO TODAS AS ALEGRIAS E REALIZAÇÕES ALCANÇÁVEIS A UM SER HUMANO.
UM BEIJO DESTA AMIGA E FÃ
NÚRIA CARLA FIGUEIREDO SILVA.


Enviado por Tópico
Amora
Publicado: 12/07/2008 18:49  Atualizado: 12/07/2008 18:49
Colaborador
Usuário desde: 08/02/2008
Localidade: Brasil
Mensagens: 4763
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Olá, Henrique.
Parabéns pela distinção realmente proveitosa. É sempre bom conhecermos o outro lado daqueles com os quais convivemos por intermédio da escrita.
Um abraço.

Amora


Enviado por Tópico
Julio Saraiva
Publicado: 12/07/2008 19:03  Atualizado: 12/07/2008 19:28
Colaborador
Usuário desde: 13/10/2007
Localidade: São Paulo- Brasil
Mensagens: 4206
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro/Júlio Saraiva
Meu Caro Henrique,

Orgulha-me mais ainda o fato de ter recebido tantas vezes seus comentários e observações. A admiração que tenho por você e pela sua poesia acho que já ficou evidente. Não temos mais idade para rasgar seda. Agora, nesta sua entrevista, fiquei conhecendo melhor o duro e doce transmontano, sangue do nosso Miguel Torga.Os comentários que trocamos muitas vezes fizeram-me crer que nos conhecemos de longa data.De alguma tasca imaginária talvez. Lembro-me, logo no meu começo aqui neste espaço, de uma confusão que arrumei acerca da reforma ortográfica - a maldita reforma ortográfica. E você, de pronto, intermediou com sabedoria, sem tomar partido de um lado ou do outro.Aliás, pude perceber ,várias vezes, o carinho que você demonstra pelo Brasil. Não vou dizer que o Luso presta-lhe uma homenagem. Não! Homenagem é uma palavra ruim, quase póstuma. O que Luso lhe presta é reconhecimento. E reconhecimento pra lá de justo.
Abraça-o este seu admirador - e por que não? - amigo brasileiro.

Júlio Saraiva


Enviado por Tópico
ana alves
Publicado: 12/07/2008 19:12  Atualizado: 12/07/2008 19:12
Da casa!
Usuário desde: 24/01/2008
Localidade: castelo branco
Mensagens: 391
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
PARABENS HENRIQUE PELA MERECIDA DISTINÇAO...PARABENS PELA PESSOA QUE É.E PELO GRANDE POETA QUE TODOS OS DIAS NOS MOSTRA SER.


Enviado por Tópico
Edilson José
Publicado: 12/07/2008 19:26  Atualizado: 12/07/2008 19:27
Colaborador
Usuário desde: 12/04/2008
Localidade: SP
Mensagens: 5590
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Olá Henrique
Sou "meio novo" no site, mais logo que aqui cheguei, me identifiquei muito com tua arte.
E fui percebendo a pessoa, isso não foi difícil, basta olhar para algumas poesias e comentários que tece sobre textos dos autores do Luso.
Bem, em muita verdade: sou teu fã!
Quanto à entrevista,ahhhhhhh, maravilhosa... Tua história de vida Homem... Eu que lido com História, fiquei fascinado, e muito!
Merecido demais!!!
Um grande abraço
Edilson


Enviado por Tópico
Alberto da fonseca
Publicado: 12/07/2008 20:20  Atualizado: 12/07/2008 20:20
Colaborador
Usuário desde: 01/12/2007
Localidade: Natural de Sacavém,residente em Les Vans sul da Ardéche França
Mensagens: 7095
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Caro Henrique Pedro:
tenho que o felicitar por ter posto a descoberto toda a sua cultura, já o conhecia como um excelente poeta, mas desconhecia todo o seu manancial cultural.
Eu que pensava, que o Henrique calçava pela manhã as botas de borracha e lá ia para o campo.
Afinal, é verdade que ele calça as botas de borracha, mas para passear toda a sua grande cultura por montes e vales e me deixar honrado por poder estar num local a publicar os meus pobres poemas ao lado de um senhor da poesia e da prosa.
Parabéns Caro amigo.
A. da fonseca


Enviado por Tópico
Luis F
Publicado: 12/07/2008 20:49  Atualizado: 12/07/2008 20:49
Colaborador
Usuário desde: 15/08/2007
Localidade: Alcochete
Mensagens: 1184
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Caro amigo HP

Com muita satisfação leio esta entrevista e a distinção para Lusos do mês. Os meus parabéns.

Com prazer li a entrevista e conheci mais um pouco da obra, da pessoa, do amigo, do poeta HP que se esconde por detrás das palavras.

Acompanho sempre os teus textos, pelo que conhecer o autor é constituir a obra completa.

Um abraço com amizade
Luis F


Enviado por Tópico
rosamaria
Publicado: 12/07/2008 20:52  Atualizado: 12/07/2008 20:52
Colaborador
Usuário desde: 10/09/2006
Localidade: Mindelo - Vila do Conde
Mensagens: 1015
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Olá Henrique
Parabéns pela belíssima entrevista que nos ofereceu.É mais que justa esta homenagem ou melhor reconhecimento que o nosso site lhe faz, pois ele (o site) muito lhe deve, quer pela sua qualidade literária, quer pela sua postura coerente e determinada. Gostei de conhecer mais do Homem que está por detrás do poeta. É sempre mais fácil e agradável quando damos "corpo" a alguém que apenas "conhecemos" no virtual.
com estima
Rosamaria


Enviado por Tópico
Henrique Pedro
Publicado: 12/07/2008 21:10  Atualizado: 16/07/2008 21:13
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2007
Localidade:
Mensagens: 3821
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Inúmeros são os luso-poetas merecedores, pelo talento e carácter que aqui evidenciam, de serem destacados em cada mês. Por mais exigentes que os critérios sejam, nunca será tarefa fácil para a Administração eleger um de entre tantos. Tocou-me a mim, no mês em que completo um ano, ininterrupto, de participação no Luso-poemas e confesso que estou muito agradado com isso.
Cumpre-me agradecer, publicamente, aos promotores da entrevista, que mais uma vez, como desde a primeira hora venho enaltecendo, souberam colocar inexcedível competência, profissionalismo, exigência e generosidade naquilo que fazem. Fiquei a conhecer melhor a sua entrega, o seu esforço e a sua dedicação e todos devemos estar-lhes gratos por isso. Deu para perceber que são pessoas de missão. Só assim se compreende o alcance que o Luso-Poemas vem ganhando e o papel grandioso que poderá tomar neste mundo mesquinho que nos asfixia.
Foi com imenso prazer e alegria que recebi em minha casa, por longas e agradabilíssimas horas de bate-papo, a Vera, a Magda, a Vânia, o Godi e o Val, que brilhamtemente coordenou a equipa. Guardo o desejo de que um dia, não muito distante, me dêem o prazer de os ter sentados, também fisicamente, a meu lado.
Deixo também uma palavra de admiração e amizade para o Trabis e a todos exorto a que saibamos aproveitar a embalagem para fazer do Luso-Poemas um espaço de humanismo e universalidade.
Bem hajam.

Enviado por Tópico
FatinhaMussato
Publicado: 12/07/2008 21:43  Atualizado: 12/07/2008 21:43
Colaborador
Usuário desde: 17/11/2007
Localidade: Jales (SP / BR)
Mensagens: 2106
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
É para mim, motivo de grande alegria, saber que o homenageado deste mês é o Henrique Pedro, poeta que me acolheu aqui no Lusos, quando aqui cheguei!
Aos poucos fui conhecendo e admirando cada vez mais este poeta admirável e homem honrado, ligado à sua arte e também à sua família!
Seus comentários são sempre uma aula da arte de poetar, que eu preso muito e que sempre tem me servido de parâmetro!
Apreciei muito conhecer um pouco mais de tua vida, de teu jeito de ser, Henrique!
Beijinhos de Luz, a ti e à tua família, que muito admiro e respeito!


Enviado por Tópico
ANTONIOFILIPE
Publicado: 12/07/2008 23:40  Atualizado: 12/07/2008 23:40
Novo Membro
Usuário desde: 03/07/2008
Localidade: lisboa
Mensagens: 1
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Sou um utilizador recente,que sendo poeta á muito tempo, ainda não tinha descoberto este pequeno recanto de emoções, desde já o meu agradecimento pelo incentivo nos comentários aos meus pequenos escritos.
Um abraço deste poeta que também é da terra quente, que muitas vezes se banhou nas águas do tua entre a Maravilha e a Ponte Nova.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 13/07/2008 00:29  Atualizado: 13/07/2008 00:29
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Congratulações a administração do Luso pela escolha de Henrique Pedro para destaque do mês de julho. Sua biografia e entrevista confirmam o que demonstram seus teus textos: um homem coerente com suas idéias e estilo de vida, além de excelente escritor.
Parabéns, Henrique Pedro!Luz, saúde e sucesso!
Bjins meus, Betha.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 13/07/2008 01:21  Atualizado: 13/07/2008 02:01
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Henrique Pedro apesar das nossas divergências, que para mim já são águas passadas,apreciei a sua entrevista pois nela conheci melhor o poeta e o ser humano.

Venho desejar-lhe os meus sinceros parabéns!

Abraço

ConceiçãoB


Enviado por Tópico
RaimundoSturaro
Publicado: 13/07/2008 01:48  Atualizado: 13/07/2008 01:48
Da casa!
Usuário desde: 11/04/2008
Localidade:
Mensagens: 216
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
A escolha do destaque do mês não poderia ter sido mais acertada,não poderia portanto neste momento,deixar de tecer um comentário.
Além do talento já reconhecido de grande escritor, desde que faço parte do Luso,Henrique através de palavras confortadoras e sábias quando comentando meus poemas,já dava mostras do grande caráter e da figura humana fantástica que agora todos nós conhecemos mais profundamente,ou melhor,nós comprovamos o já sabido caráter e hombridade deste ilustre luso.
Dos seus escritos não preciso prolongar-me em merecidos elogios,estão (para nosso deleite) â disposição de todos.
Parabéns Henrique,e obrigado por nos presentar com grandes pensamentos, poemas,romances e particularmente,pela atenção.
Saibas que na figura deste que ora escreve tens além de um fiél admirador um grato amigo,e que nisto encontro grande satisfação.


Abraços!


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 13/07/2008 02:41  Atualizado: 13/07/2008 10:40
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
ESTIMADAO AMIGO E ILUSTRE POETA HENRIQUE PEDRO, UMA JUSTA E BELA HOMENAGEM A UMA PERSONALIDADE DE VULTO O QUAL CONSIDERO UM DOS MELHORES ESCRITORES E POETAS DO LUSO.

FICO CONTENTE POR A ADMINISTRAÇÃO TER RECONHECIDO O SEU TALENTO, AS SUAS OBRAS, E AS SUAS SEMPRE POSITIVAS INTERVENÇÕES NOS DEBATES COLOCADOS, E NOS COMENTÁRIO POSTADOS BEM COMO NO INCENTIVO A TODOS AQUELES NOVATOS QUE PISAM O CHÃO POETISA DESTA BELA CASA CHAMADA LUSO-POEMAS.

UMA PESSOA COM FORTE CARACTER QUE GRANGEIA A AMIZADE DE TODOS NÓS.

UM ABRAÇO E MEUS SINCEROS PARABÉNS AMIGO HENRIQUE PEDRO ILUSTRE POETA.


Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 13/07/2008 05:16  Atualizado: 13/07/2008 05:16
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14939
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Olá querido poeta

H oje... Hoje te conheci mais
E ncontrei...Encontrei uma pessoa
N otável...Notável de conhecimentos
R espira... Respira em poesia
I nquietei-me... Inquietei-me
Q uestionei-me... Questionei-me
U nicamente... Unicamente
E xtasiei-me... Extasiei-me

A mor... Amor quanta flor
N aturalmente... Naturalmente
T em... Tem muito sabor
O rganizado... Organizado em verso
N utre... Nutre em si um universo
I ndubitavelmente... Indubitavelmente composto de
O olhares... Olhares perpetuados no céu

P edro... Pedro nome de discípulo
E ngenhoso... Engenhoso como tal
D doa-se... Doa-se ao natural
R omanceia... Romanceia a vida
O lhando... Olhando ainda como menino

Sendo ainda menino de espírito vê tudo como é
Nada pode em sua vida ser assim, tão bonito
Quanto esta vida pode lhe proporcionar

Adorei a tua entrevista obrigado pela partilha


Beijinhos meu


Enviado por Tópico
Margarete
Publicado: 13/07/2008 13:27  Atualizado: 13/07/2008 13:27
Colaborador
Usuário desde: 10/02/2007
Localidade: braga.
Mensagens: 1199
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
amigo henrique pedro:
trás-os-montes é das terras mais belas, nasci em cabeceiras de basto (cavez) aí vivo com os meus pais e quero que saiba que são muitas as vezes em que me busco em viagens e voltas, mirandela é uma das minhas paragens obrigatórias. hoje sei de onde lhe vem essa forma tão genuína de ser, vem-lhe das terras, dos campos, das experiências que (espero não estar enganada) conhece melhor do que ninguém. eu sei o que isso é.
cresci a acordar ao som do galo que canta, vivi sempre com trás-os-montes tão ao pé que posso jurar-lhe que a minha pele cheira à terra e isso fez apurar-me todos os sentidos.
tantas vezes nos descreve sítios e lugares inegavelmente verdes e magníficos, tantas vezes o vejo sentado num rochedo mirando pedaços de uma mirandela pequena onde ainda cabe um portugal inteiro e, graças a isso, tantas vezes acredito e tenho esperança no nosso país pelas suas palavras.
procurarei o seu livro e espero em breve tê-lo nas minhas mãos, grande é a sua qualidade em poemas e prosa.
um abraço do tamanho da mirandela grande que guarda o portugal inteiro.
beijo em ti
Mar


Enviado por Tópico
Liliana Jardim
Publicado: 13/07/2008 13:41  Atualizado: 13/07/2008 13:41
Luso de Ouro
Usuário desde: 08/10/2007
Localidade: Caniço-Madeira
Mensagens: 4449
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Parabéns Henrique por este destaque
Gostei de conhecer um pouco (muito) da sua vida literária e fiquei surpreendida.... e com muita senceridade, fiquei a "olhar" com outros olhos o Henrique que anteriormente lia.

Beijinhos
Tudo de bom para si


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 13/07/2008 13:55  Atualizado: 13/07/2008 13:55
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Caro Henrique,
Estou muito feliz com esse reconhecimento do site à sua escrita e pessoa. Essa excelente entrevista só veio arrematar a imagem do homem e poeta que nos tem ofertado aqui.
Louvo a pessoa íntegra, a dignidade e caráter presentes de forma coesa na sua pessoa.
Obrigada pela presença entre nós.
Um grande abraço,
Sandra.


Enviado por Tópico
SoniaNogueira
Publicado: 13/07/2008 14:28  Atualizado: 13/07/2008 14:28
Colaborador
Usuário desde: 31/10/2007
Localidade: Fortaleza
Mensagens: 630
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Quando chegamos num site de artes literárias não temos tempo para ler todos os colegas virtuais. Eu, em particular por falta de tempo.

Deve ter vários que merecem destaque, e não os conheço. Mas leio os escritores que estão na tela de entrada e com a primeira leitura eles são
cativos de mim. Sempre que chego na tela do Luso você e alguns poetas fazem parte da minha leitura. Às vezes não comento, porém a leitura
me é de praxe.

Seu estilo é modernista, não obedecendo as regras pré-estabelecidas, por rima, métrica e ritmo. Tem uma beleza toda especial, na criatividade, estilo
próprio, aliás o homem é o próprio estilo, e sensibilidade poética quer seja com fatos reais ou metafóricos.

Quem escreve sobre o amor e lida com flores a poesia se enche de encanto e lirismo, a sensibilidade poética aflora com toda a sutileza que lhe é peculiar.

Destaque bem merecido para o mês de julho.
Parabéns Pedro Henrique.


Enviado por Tópico
Alemtagus
Publicado: 13/07/2008 16:37  Atualizado: 13/07/2008 16:37
Colaborador
Usuário desde: 24/12/2006
Localidade: Montemor-o-Novo
Mensagens: 2716
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Finalmente, tarde, mas ainda a tempo, chegou o Luso do mês (desculpar-me-ão a insistenção, mas considero este espaço um dos mais necessários no Luso). Desculpada fica a administração por ter escolhido alguém merecedor desta distinção, tal merecimento, diria eu, não é de hoje.
A escrita do Henrique Pedro parece, para quem pouco lê dele, algo pacata, mas - e esta opinião é minha - tem um sentido social e socializante sublime, por tal deixo aqui os meus parabéns, tanto à administração - pela escolha -, como ao Henrique - por fazer parte do Luso.

abraço



Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 13/07/2008 16:59  Atualizado: 13/07/2008 16:59
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Olá Henrique Pedro.

A presença da figura de Henrique Pedro foi um dos acontecimentos mais importantes ocorridas no luso-poemas. Sua dedicação imensa, sua libido com este espaço, com todos os fatos que ocorreram no site lá sempre esteve ele, de forma perene, isenta e correta nesse convívio que fará um ano neste mês. É sem dúvida para louvar e coroar sua presença por aqui.
Henrique é como um pai para mim, (espiritual e cronológico, pois tenho 26 anos de idade) que nós tivemos uma aproximação imediata e profícua. Sua obra é sem dúvida um dos grandes acervos que temos de bom e que podemos orgulhar no luso-poemas.
Além de grande poeta e prosador, é um grande comentarista, categoria essencial no nosso meio. Quem não fica orgulhoso de ter um comentário vindo de ti? Eu nesta silva de declarações fico orgulhoso de poder ver você como colaborador do mês do luso-poemas.
Um abraço afetuoso, no qual, se pudesse faria pessoalmente, seria uma alegria indescritível. Valeu HP!


Enviado por Tópico
Leo Marques
Publicado: 13/07/2008 17:47  Atualizado: 13/07/2008 17:47
Da casa!
Usuário desde: 01/09/2007
Localidade: Évora
Mensagens: 309
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Boa tarde Henrique!
Estou muito feliz,por ter sido escolhido "POETA DO MÊS"Você merece meu amigo!Fiquei desde o início lisongeada por ter um comentário seu,a maneira gentil como me aceitou.Claro que tive curiosidade e quis saber mais sobre si,fiquei feliz como estou hoje!Por si por mim por nós,que adoramos pessoas lindas de coração.Já tenho a minha rosa,muito obrigada.Parabéns a todos pela belíssima entrevista.A si meu amigo e a toda a sua família lhes envio um abraço com votos de muitas felicidades.Leontina(évora)


Enviado por Tópico
Valdevinoxis
Publicado: 13/07/2008 19:05  Atualizado: 13/07/2008 19:05
Colaborador
Usuário desde: 27/10/2006
Localidade: Aguiar, Viana do Alentejo
Mensagens: 1997
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Tive, no passado dia 10, o privilégio de passar algumas horas, acompanhado pelo meu e minhas camaradas de entrevista, a conversar com o Henrique Pedro. Tenho acompanhado (o que faço por sistema) as reacções de todos e, com muita alegria, sinto-me cheio.
A forma como o Henrique se entregou a esta conversa tornou-a num elo de ligação, de contacto cúmplice entre ele e todos os Luso-Poetas.
Alguém disse por aqui que não é uma homenagem mas, sim, um reconhecimento merecido. Sublinho.
O Henrique é um dos que consideramos (penso que falo por quase todos) incontornáveis neste sítio e, assim sendo, a sua escolha para destaque do mês, que vem na senda do que tem vindo a acontecer nesta rubrica, reveste-se de toda a lógica e coerência.

O meu obrigado ao que assina por h@p por ser um Luso-Poeta.

Valdevinoxis


Enviado por Tópico
Pedra Filosofal
Publicado: 13/07/2008 22:02  Atualizado: 13/07/2008 22:02
Colaborador
Usuário desde: 17/09/2007
Localidade: Barreiro
Mensagens: 1279
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Bem... e então? posso escolher a rosa? o beijo já o guardei.

Henrique, foi com gosto que partilhamos aquelas horas de conversa, quer antes quer durante a entrevista. Gostei de conhecer mais um pouco do poeta, do pai e do homem.

Beijo
(pode ser a rosa amarela?)


Enviado por Tópico
amandu
Publicado: 13/07/2008 22:15  Atualizado: 13/07/2008 22:16
Colaborador
Usuário desde: 24/03/2008
Localidade: LISBOA
Mensagens: 3651
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
ASSIM COMO É O TEMPO ESTAMOS TODOS DE PARABÉNS POR SER O SENHOR O ESCOLHIDO DESTE MÊS DE JULHO.
POSITIVA A MINHA CANDURA DE LEITOR A SI PREFIRO DE TUDO EMBORA NOVO NO SITE E OCUPADO DE TUDO INFELIZMENTE.
DE TUDO É UM POUCO DE MUNDO POIS ACERCA DE LIBERDADE NO MUNDO SE INVENTA DE TUDO MAS NESSA O CONSIDERO MAIS DO QUE SE DIZ NA SUA ENTREVISTA. OS MEUS PARABÉNS AMIGO HENRIQUE PEDRO E BEM AJA O SEU TALENTO SEMPRE POIS NÃO O VEJO DESVIADO DE TUDO E ISSO É DO MUNDO O DEFEITO EM QUASE TUDO. O CONSIDERO PORTANTO UM GRANDE POETA.


Enviado por Tópico
cleo
Publicado: 14/07/2008 00:18  Atualizado: 14/07/2008 00:18
Luso de Ouro
Usuário desde: 02/03/2007
Localidade: Queluz
Mensagens: 3857
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Henrique Pedro
Desde a sua chegada, que o considero como sendo um dos grandes poetas desta casa. A sua entrevista deu-nos oportunidade de o ficar a conhecer um pouco melhor, assim como à sua obra.
Gostei de saber que é afinal uma pessoa tão rica de sentimentos, sensível e tão simples como qualquer outra que gosta da beleza e da simplicidade da vida.

Parabéns pela merecida homenagem e pela entrevista!

Um beijo de amizade


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/07/2008 14:03  Atualizado: 14/07/2008 14:03
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Olá Henrique Pedro,

Cheguei de viagem hoje, e logo vi sua foto na pagina inicial, com bastante alegria no coração.

Li atentamente sua entrevista, que só veio confirmar a pessoa digna que é.

Dentre tantas qualidades que vc demonstra ter, fiquei surpresa com suas roseiras, pois também gosto de cultivar rosas e orquídeas. E sei o qto precisamos ser dedicados com as flores e plantas. Já demonstrando toda a sua sensibilidade e cuidado com a criação divina. Isso realmente me emocionou. E fiquei pensando nos poemas que já tive a oportunidade de ler em sua página, e fazer um paralelo com sua entrevista e resumo da sua vida. Vc tem poemas de profundo entendimento moral, ético e de observações da sua sensibilidade.

"Mulheres de Amor Invetadas", gostei muito desse titulo, e agradeço por dedicá-lo a mim tbm. Seu beijo e sua rosa ficarão no meu coração para sempre.

Desejo que vc continue sendo abençoado junto de sua família, com bastante sorte na vida e que continue colhendo os louros do seu sucesso!!

Que meu abraço encontre o seu sorriso!

Meus sinceros parabéns pra vc e para a equipe do Luso que promoveu essa entrevista gratificante.

Helen De Rose.


Enviado por Tópico
Namibiano
Publicado: 14/07/2008 14:47  Atualizado: 14/07/2008 14:47
Participativo
Usuário desde: 06/07/2008
Localidade:
Mensagens: 14
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Caro Henrique,
Ao ler este interessantissimo artigo passo a conhecer melhor o meu caro poeta e amigo neste espaco virtual no qual ainda comeco a dar as primeiras passadas. Fico mais inteirado da sua pessoa humana e poetica ja que, o vou ter sempre neste espaco, como o primeiro comentador a um poema meu, se o Joao Filipe me convidou (e a minha esposa, Dinah Raphaellus) voce, digamos que apadrinhou!! Muito contente por o conhecer melhor,
um grande e sincero abraco
Namibiano


Enviado por Tópico
PauloAlves
Publicado: 14/07/2008 15:05  Atualizado: 14/07/2008 15:05
Colaborador
Usuário desde: 18/04/2008
Localidade: Bern, Suiça
Mensagens: 1805
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Caro Henrique Pedro

Os meus parabéns, é muito bom ficar a saber um pouco mais de escritores excepcionais como você, e estas entrevistas proporcionam mesmo isso...por tudo o que tem escrito, mrece esse reconhecimento, e os que o lêm , merecem tb saber um pouco mais de si...

Abraços

Paulo Alves


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/07/2008 15:35  Atualizado: 14/07/2008 21:59
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Quem lê os escritos do Henrique Pedro não vê sombras nas suas palavras. Depois que li a entrevista deste Poeta, vi que não só nas palavras, não há sombra também sobre o todo dele; e sim, somente luz. Homens assim são merecedores de atenção. E os administradores souberam dar o merecido destaque.
Parabenizo-o amigo,
Saudações brasileiras,
Silveira


Enviado por Tópico
Rogério Beça
Publicado: 14/07/2008 17:14  Atualizado: 14/07/2008 17:14
Colaborador
Usuário desde: 06/11/2007
Localidade:
Mensagens: 1335
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Em primeiro Lugar gostaria de felicitar a administração pela escolha do poeta Henrique Pedro para o Luso do Mês de Julho. Uma palavra de apreço pela forma como a entrevista foi tão bem conduzida, pela pertinência das questões e pela simplicidade das respostas.
O que nos remete para a pessoa entrevistada.
Henrique Pedro é o meu autor favorito do Luso-poemas. Tem a capacidade de escrever sobre o quotidiano, como ninguém e sobretudo, mostrou-me o que é ter um amor despudorado à escrita.
Os seus comentários aos escritos doutros têm a capacidade de incentivar, sempre com honestidade e pedagogia.
Duma forma geral os seus escritos têm sempre incrito algo de belo, profundo e existêncial.

Até mais ler.


P.S. - Quando eu for grande quero ser como tu.


Enviado por Tópico
sanderscatherina
Publicado: 14/07/2008 19:18  Atualizado: 14/07/2008 19:18
Super Participativo
Usuário desde: 02/11/2007
Localidade: Vila Nova de Gaia
Mensagens: 121
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Boa entrevista.
Não sabia que o Henrique Pedro tinha já uma vasta obra literária.
Mas o que me deixou surpresa, foi ter feito o serviço militar no norte de moçambique...... Em que terras foi? E em que anos?
É que meus avós e pais estiveram lá.
Beijos, e continuação de bons projectos literários.

Catherina


Enviado por Tópico
João Filipe Ferreira
Publicado: 14/07/2008 22:03  Atualizado: 14/07/2008 22:03
Colaborador
Usuário desde: 08/10/2006
Localidade: Lavra-Matosinhos
Mensagens: 1047
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
é com imenso prazer que vejo este grande ESCRITOR como luso do mês...
um prémio merecido para alguém que consegue trabalhar as palavras como ninguém... o resultado? sempre algo com muita beleza!!!
MUITOS PARABÉNS poeta Henrique Pedro e que essa força e esse dom continuem a fazer parte de si..
um aplauso de quem muito gosta de o ler !!

abraço
joão filipe ferreira




Enviado por Tópico
JSL
Publicado: 16/07/2008 13:14  Atualizado: 16/07/2008 13:14
Colaborador
Usuário desde: 10/05/2007
Localidade: Minho
Mensagens: 679
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
A poesia é o pão nosso de cada dia
A agricultura a poesia do nosso pão
E as duas dão-nos com muita mestria
A essência do ser e da vida: a razão.


Em homenagem ao poeta que colocou numa flor uma arma e que bem soube colocar nessa arma a flor.

Reafirmo a importãncia de conciliar o ser militar com o militante poeta.


Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 16/07/2008 13:47  Atualizado: 16/07/2008 13:47
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Olá Henrique!
Venho felicitá-lo por ter sido escolhido
como Poeta do mês de Julho.
Os seus poemas sempre me revelaram uma pessoa extremamente sensível e que trata as palavras com grande lirismo.
Fiquei a conhecê-lo melhor depois de ler a sua entrevista. Eu que tenho uma paixão enorme pelas rosas e uma devoção pelas oliveiras que me trazem à memória a infância, congratulo-me por saber que são duas das suas especialidades profissionais.
Desejo-lhe as maiores felicidades profissionais e como escritor. Uma vez mais os meus parabéns e um abraço,
Vóny Ferreira


Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 16/07/2008 23:49  Atualizado: 16/07/2008 23:49
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Claro que aceito a sua amizade!
Acima de tudo desejo-lhe as maiores felicidades
e muita inspiração para nos brindar com os seus textos.
Um abraço; Henrique, e uma vez mais os meus sinceros parabéns!
Vóny Ferrreira

Enviado por Tópico
Laura Gil
Publicado: 17/07/2008 09:50  Atualizado: 17/07/2008 09:50
Muito Participativo
Usuário desde: 16/09/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 65
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Olá Henrique,

Por tudo o que tenho lido, este reconhecimento é mais que merecido. Foi uma delícia ler esta entrevista e como transmontana que sou foi tão bom recordar, viver, cheirar, ver todas as maravilhas dessas magnificas terras.
Por nos ter dado a conhecer mais um pouco de si.
Obrigada!!!

Com amizade,
Laura Gil


Enviado por Tópico
maduro
Publicado: 17/07/2008 15:46  Atualizado: 17/07/2008 15:46
Muito Participativo
Usuário desde: 09/02/2008
Localidade: Santa Maria da Feira
Mensagens: 73
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Que sorte a minha, cabe-me o centésimo comentário.
Ando fugido, mas não ando escondido, por isso também lhe quero dar as felicitações caro conterrâneo.
Gostei sinceramente de o conhecer guiado por esta notável entrevista.


Enviado por Tópico
beatriz barroso
Publicado: 18/07/2008 16:06  Atualizado: 18/07/2008 16:06
Super Participativo
Usuário desde: 03/07/2007
Localidade:
Mensagens: 164
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Olá Henrique Pedro,

Mais que merecer o lugar de destaque, merece a sua poesia que a leiam, que a sintam, que a agarrem com emoção.

Gosto muito da sua poesia e de tudo o que através dela me chega de si enquanto pessoa humana, pai de família e mante das coisas belas.

Por toda a aenção que me tem dispensado e o favor que me te,m feito em ler os meus poemas, eu agradeço.

nesta oportunidade eu felicito-o.

As minhas sinceras saudações,
beatriz barroso



Enviado por Tópico
Batista
Publicado: 18/07/2008 21:11  Atualizado: 18/07/2008 21:14
Super Participativo
Usuário desde: 02/10/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 174
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro

Antes de mais Henrique, meus parabéns por seres o Poeta do mês.
Já começa a ser dificil dizer mais alguma coisa, sem nos repetir, sobre este GRANDE POETA.
Ao sermos indissociavéis entre nós, meros mortais deste caminho de sentido único, encontramos ocasionalmente nessa encruzilhada com outros parceiros, (des)conhecidos ou amigos...

Ao que parece esse cruzamento está cada vez mais a parecer uma rotunda, pois estamos constantemente a nos encontrar por este bem dito espaço de letras.

Agradeço desde já pelo espírito sincero que me destes a conhecer, não só pelos comentários, bem como pelo que escreves...

Força Henrique.


Enviado por Tópico
Marco
Publicado: 19/07/2008 19:31  Atualizado: 19/07/2008 19:31
Da casa!
Usuário desde: 18/03/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 228
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Olá Henrique, felicito-o por este merecido reconhecimento. Pelo trabalho que desenvolveu e pelo dinamismo que tem conferido ao site Luso-poemas nos últimos tempos.

Abraço


Enviado por Tópico
Karla Bardanza
Publicado: 20/07/2008 01:38  Atualizado: 20/07/2008 01:38
Colaborador
Usuário desde: 24/06/2007
Localidade:
Mensagens: 3491
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Olá Poeta!

Gostei muito de conhecer o homem por detrás do poeta.Gostei ainda mais de tuas idéias.

Afeto.

Karla Bardanza


Enviado por Tópico
goretidias
Publicado: 20/07/2008 12:00  Atualizado: 20/07/2008 12:00
Colaborador
Usuário desde: 08/04/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 1237
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Os meus sinceros parabéns pelo destaque merecido. Atribuir destaque a quem escreve bem é uma forma de fazer crescer a literatura.
Felicidades para a publicação de seu livro que se crê próximo.
Um abraço


Enviado por Tópico
De Moura
Publicado: 20/07/2008 23:14  Atualizado: 20/07/2008 23:14
Colaborador
Usuário desde: 10/12/2007
Localidade: USA / NJ
Mensagens: 752
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Olá Henrique,

Esta entrevista tua é mais que merecida, um reconhecimento á tua pessoa e ao grande poeta que revelas ser. O meus Parabéns pela entrevista, pelo poeta-escritor e ao homem que lhe dá corpo. Não sabia da existência dos teus livros, mas algo me dizia que tinha de haver algures livros teus, intuição. Te agradeço a incentivação e apoio que sempre me destes, foste a primeira pessoa a comentar os meus poemas, alias tenho reparado que incentivas todos que aqui chegam ao luso-poemas, o qual me agrada muito. Foi bom conhecer certas coisas da tua vida do homem que és. Como disse antes estas entrevistas são muito valiosas, nos mostram o calor humano da outra, e simples factos de suas vidas que nunca iriamos saber se não fossem estas entrevistas. Aqui te deixo um beijo e desejos de uma continuação longa de teus poemas fortes e super legais.

A.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 21/07/2008 02:55  Atualizado: 21/07/2008 02:55
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Caro Henrique Pedro

Ao me inscrever nesse Site, imagino um relacionamento
tão impessoal entre seus integrantes, como um corpo sem
alma, onde ninguém se conhece, não se cumprimenta, como acontece nos grandes centros.Aos poucos no entanto, fui me relacionando e criando amizades, que hoje tenho preocupação com uma dor de cabeça da Liliana, com a filha da Dolores, com a gripe da Paloma, apenas para citar. Sem entender da razão de sua foto na página inicial do Site, que me releve a desatenção, hoje li a sua história, um pouco de sua vida, e confesso que fiquei muito feliz de ter você como companheiro nesta sociedade altruística. E, assim, me vejo na obrigação de participar dessa homenagem merecida, e cumprimentá-lo pela escolha de seu nome.
Meus sinceros parabéns

Ulysses Laluce – Birigui – Estado de São Paulo – Brasil.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 21/07/2008 15:22  Atualizado: 21/07/2008 15:22
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Li e reli esta entrevista (coisa rara, em mim) e no fim exclamei: «Cristóvão...Cristóvão tens de comer muita broa!!!» De facto, pelas palavras depreende-se um homem com linha, de pensamento, bem aprumada... sem vestígios de bacoquice tão em voga.
Não sou apologista dos elogios do pedestal, mas (e contradizendo-me) considero-te um Poeta Maior, seja lá o que isso for, cá do burgo literário. Por isso mesmo, tens poemas que simplesmente adoro e outros que adoro não gostar tanto, pois só assim (a meu ver) se consegue percepcionar e distinguir o talento da mediania tarefeira.
Uma particularidade que me agrada sobremaneira é o teor assertivo dos teus comentários que não cai na tentação do facilitismo do género: «gostei muito».

Abraço

Cristóvão Siano


Enviado por Tópico
isabel_pt
Publicado: 22/07/2008 02:40  Atualizado: 22/07/2008 02:40
Participativo
Usuário desde: 30/03/2008
Localidade: lisboa
Mensagens: 32
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Parabéns pelo destaque merecido.

Obrigada pelos comentários :)

Um abraço


Enviado por Tópico
Vera Sousa
Publicado: 22/07/2008 22:10  Atualizado: 22/07/2008 22:10
Membro de honra
Usuário desde: 04/10/2006
Localidade: Amadora
Mensagens: 4100
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Henrique esta entrevista espelha bem o poeta de qualidade que temos no Luso-Poemas.
Foi uma honra pertencer ao grupo de entrevistadores e conhecer um pouco mais do ser humano que está por trás da poesia.
Espero em breve ter um exemplar do "Mulheres de Amor Inventadas" nas mãos, devidamente autografado!

Beijinhos e felicidades


Enviado por Tópico
quidam
Publicado: 22/07/2008 23:28  Atualizado: 22/07/2008 23:28
Colaborador
Usuário desde: 29/12/2006
Localidade: PORTIMÃO
Mensagens: 1438
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Last but not least... Tenho pouco a dizer, nada para escrever a não ser que houve um dia uma pessoa que deixou o primeiro comentário ao que escrevo, apenas como duas palavras:
Parabéns. Abraço.
São as palavras que retribuo e agradeço ao Henrique Pedro, capazes de dizerem tudo.
Jorge



Enviado por Tópico
HorrorisCausa
Publicado: 23/07/2008 00:16  Atualizado: 23/07/2008 00:16
Colaborador
Usuário desde: 15/02/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 2699
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Penso que qualquer que seja a expressão de arte (neste caso a escrita) deve ter como objectivo revelar a arte e ocultar o artista, no entanto, no teu caso, a revelação do artista não ofusca a arte, bem pelo contrário, completam-se em estreita cumplicidade.


Enviado por Tópico
TrabisDeMentia
Publicado: 23/07/2008 00:41  Atualizado: 23/07/2008 00:41
Webmaster
Usuário desde: 25/01/2006
Localidade: Bombarral
Mensagens: 2263
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Olá Henrique, creio que a manifestação de todos estes poetas nos diz muito sobre a sua integração em Luso-Poemas. Eu não tenho estado muito activo, não conheço bem as suas obras nem tenho uma ideia clara da sua poesia mas, bem me lembro daquele Henrique sempre activo no forum e sempre tão correcto com os restantes poetas mesmo quando a opinião sobre determinado assunto não era coincidente. Desde essa altura que eu gravei o seu nome na minha lista branca(digamos) e que sempre que me cruzo como seu nome sou tentado a segui-lo. Uma outra característica que sempre me agradou em si é o bem saber (e querer) comentar. Os seus comentários sempre demonstram uma leitura atenta aos poemas e isso acredite, é uma massagem ao ego dos autores. Orgulho-me de partilhar este espaço consigo. Um abraço.




Enviado por Tópico
Ibernise
Publicado: 24/07/2008 03:36  Atualizado: 24/07/2008 03:36
Colaborador
Usuário desde: 04/10/2007
Localidade: Indiara(GO)
Mensagens: 1460
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Querido poeta e amigo Henrique Pedro. Que maravilhosa surpresa retornar ao Luso e vê-lo como destaque do mês.
Receba meus sinceros parabéns por mais esta justa e merecida vitória.
A entrevista revela uma personalidade exemplar como homem e como poeta, a quem logo de inicio aprendi a admirar.
Amizade consolidada pela forma participativa como se relaciona, compartilha, ajuda, faz críticas construtivas, como mestre ao acolher seus discípulos.
Um amigo generoso e fraternal. Parabéns querido poeta Henrique Pedro, seja muito feliz caríssimo poeta d´além mar.
Receba meu abraço luso brasileiro.

Bjs.

Ibernise.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 24/07/2008 15:07  Atualizado: 24/07/2008 15:07
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Não podia passar, sem deixar aqui um registo meu. Apesar de estar há pouco tempo no Luso, tive já a oportunidade de ler, e agora de conhecer um pouco mais este Senhor que nos presenteia com um trabalho de qualidade.


Henrique, os meus agradecimentos, por me ter dado o prazer de o conhecer melhor.

Um beijo meu

Dolores


Enviado por Tópico
Paulo Afonso Ramos
Publicado: 27/07/2008 12:16  Atualizado: 27/07/2008 12:16
Colaborador
Usuário desde: 14/06/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2094
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Olá Henrique,
Cumpre-me, antes mais dizer, que desde que entrei para administração participo nas entrevistas como entrevistador e por isso, por opção própria nunca as comento. É essa a minha opção. Esta é a primeira que não participo porque quando foi feitas estava de férias, por isso também é a que posso comentar, respeitando os meus critérios atrás mencionados. Assim, soube-me bem ler esta entrevista, conhecer o Homem humilde que se esconde por detrás do Poeta que na força da sua expressão assume uma vida activa e enriquecedora neste espaço de todos. Homem de fé inabalável e de requisitos conquistados pelo caminho da vida consegue transmitir na sua escrita, na poesia em especial, todas as linhas com que se cruzou nos áureos e sóbrios momentos da vida. Não recusa cada negrume que contra o qual combate com uma robustez intelectual reconhecida e enaltece sempre um contacto profícuo em torno da razão que nos junta. As letras correm no seu sangue e disso damos conta nos seus escritos e na sua interacção em cada comentário que nos oferece. Uma referência actual deste espaço. Parabéns aos entrevistadores, que na sua missão abnegada conseguiram mais uma boa intervenção extraindo as maravilhas de um excelente entrevistado. Todos reconhecemos e agradecemos tal facto. Parabéns ao destaque do mês, obrigado Henrique por cada dia.
Um abraço sincero.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 28/07/2008 11:33  Atualizado: 28/07/2008 11:33
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Olá Henrique!
Só agora me dei conta que era possível comentar este seu destaque aqui no Luso... Pois bem: com todo o carinho lhe digo que encontro nos seus poemas os mais interessantes temas, sempre abordados com a sensibilidade e beleza de que só um poeta é capaz. Aproveito para lhe agradecer os comentários e força que me deu. É caso para dizer que é um HOMEM ( com "H" e todas as outras letras grandes!)
Um beijinho muito grande de parabéns,
Diana Correia.


Enviado por Tópico
Andy
Publicado: 29/07/2008 12:24  Atualizado: 29/07/2008 12:31
Colaborador
Usuário desde: 01/08/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2164
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Olá Henrique, quero felicita-lo, pela distinção tão merecida que lhe foi concedida pelos administradores deste sitio, pois sem dúvida alguma, o Henrique é uma presença quase ininterrupta nesta casa e isto aliado a sua qualidade poética são motivos mais que suficientes para tão merecida distinção!
Agradeço-lhe também, tal como o Henrique frisou, por partilhar connosco o melhor de si, não somente na poesia, mas também, através desta entrevista concedida, em que duma forma simples e sóbria, o Henrique esteve igual a si mesmo, ...excelente!
parabéns Henrique muitas felicidades!!

um abraço!

Andy


Enviado por Tópico
juvepp
Publicado: 29/07/2008 19:08  Atualizado: 29/07/2008 19:08
Colaborador
Usuário desde: 13/04/2007
Localidade: Machico - Madeira
Mensagens: 547
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Olá Henrique,
Após ler ocorre-me o verso de Camões: Numa mão a espada, noutra a pena e assim se faz um homem de carácter e nobreza de sentimentos. Parabéns. Os adamastores também se fazem de homens que dão corpo a um Ser que a pulso constrói o seu destino.
Beijinhos e felicitações.


Enviado por Tópico
Fhatima
Publicado: 01/08/2008 03:47  Atualizado: 01/08/2008 03:47
Colaborador
Usuário desde: 12/02/2008
Localidade: Curitiba - Paraná
Mensagens: 3217
 Re: Julho 2008 - Henrique Pedro
Caríssimo Poeta Henrique!
Desde que entrei no site Luso, venho acompanhando seu trabalho. Gostei de ler a sua entrevista, e nela conheci o lado espiritual e também o amor pela natureza, através das belas rosas que enfeitam seu jardim. Suas poesias demonstram grande maturidade e um lirismo que aprecio, és um homem de grande sensibilidade está escrito nas linhas dos seus singelos poemas!
Parabéns ao poeta Henrique e aos poetas que tão bem conduziram esta entrevista.
Abraços afetuosos!
Fhatima

Links patrocinados