Poemas : 

Jogo de palavras

 
Jogo de palavras
meticulosamente calculadas
a ferro e fogo,
fenecem
na ferrugem da cobardia,
na chama da carnalidade.

Regressa a rotina
do imperceptível charme,
brilho imundo
no olhar dissimulado.

Nas mãos,
de unhas limadas
e verniz transparente,
o vício
toca as teclas do anonimato,
vomita poesia enlatada
em frases obscenas,
provocadoras,
excitantes.

- É macho, muito macho!

Desprezível figura…

(não sabe ele que sou eu
do outro lado do vidro?)


Rosa Maria Anselmo
 
Autor
rosamaria
Autor
 
Texto
Data
Leituras
5976
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
5
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Zélia Nicolodi
Publicado: 27/01/2008 22:54  Atualizado: 27/01/2008 22:54
Colaborador
Usuário desde: 18/01/2008
Localidade: Curitiba - PR.
Mensagens: 983
 Re: Jogo de palavras
...as várias facetas do ser humano!
Fugas, carências... vícios?
Gostei do seu poema!
Beijos e uma semana muito feliz...

Enviado por Tópico
Tália
Publicado: 27/01/2008 23:05  Atualizado: 27/01/2008 23:05
Colaborador
Usuário desde: 18/09/2006
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2503
 Re: Jogo de palavras

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 27/01/2008 23:11  Atualizado: 27/01/2008 23:11
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14879
 Re: Jogo de palavras p/ rosamaria
Querida poetisa

Um excelente poema
meus parabéns

Beijinhos no coração

Enviado por Tópico
Wellington Lino
Publicado: 28/01/2008 15:50  Atualizado: 28/01/2008 15:50
Participativo
Usuário desde: 12/10/2007
Localidade:
Mensagens: 20
 Re: Jogo de palavras
Sempre, na simplicidade e no conteúdo notável de seu poema!
Padrão Rosa Maria de qualidade.
Abraços do sertão amiga, Tom Lino.

Enviado por Tópico
Vera Sousa
Publicado: 28/01/2008 17:49  Atualizado: 28/01/2008 17:49
Membro de honra
Usuário desde: 04/10/2006
Localidade: Amadora
Mensagens: 4100
 Re: Jogo de palavras
Rosinha, gostei do poema!

"(não sabe ele que sou eu
do outro lado do vidro?)"

Quantos olhares dissimulados andam por aí...

Beijo