(1) 2 3 4 ... 87 »
Textos deste autor
Offline
Jairo Nunes Bezerra
DESFIGURAÇÃO
DESFIGURAÇÃO (Jairo Nunes Bezerra) Meu amplo mar é uma fantasia figurada, Luz omissa inexiste...
Enviado por Jairo Nunes Bezerra
em 21/01/2017 23:58:24
Textos deste autor
Offline
Azke
"e, desvirar."
“Quem, tendo um coração para amar e nesse coração a coragem suficiente para tornar conhecido o ...
Enviado por Azke
em 19/01/2017 00:25:07
Textos deste autor
Offline
Azke
"just like that,"
"Fora de casa sois pinturas; nos quartos, sinos; santas, quando ofendeis; demônios puros, ...
Enviado por Azke
em 18/01/2017 00:55:18
Textos deste autor
Offline
Azke
"espectro da palavra deixada,"
“Quem, tendo um coração para amar e nesse coração a coragem suficiente para tornar conhecido o ...
Enviado por Azke
em 18/01/2017 00:42:57
Textos deste autor
Offline
Azke
"três vezes(três..)"
"(...)all the world has closed her eyes tired faith all worn and thin for all we could have...
Enviado por Azke
em 14/01/2017 01:11:22
Textos deste autor
Offline
Lucineide
Perdoa-me
Perdoa-me Perdoa-me se não sei mais desenhar Na areia da praia o teu belo rosto, E se guardei n...
Enviado por Lucineide
em 13/01/2017 07:21:30
Textos deste autor
Offline
Azke
"próxima vez,"
"O resto é Silêncio" Cena II, Ato V (Hamlet) minha.. cálida resol...
Enviado por Azke
em 09/01/2017 21:38:10
Textos deste autor
Offline
Azke
"linha estendida,"
"Nossos corpos são nossos jardins, cujos jardineiros são nossas vontades." (Otelo) A...
Enviado por Azke
em 06/01/2017 23:28:57
Textos deste autor
Offline
Azke
"a blasfêmia,"
"(...)Toma-me pelo instrumento que melhor te agrade e por muito que me dedilhes, posso gara...
Enviado por Azke
em 06/01/2017 23:23:46
Textos deste autor
Offline
Harbard
(algo perto, alvo fixo..)
"Nossos corpos são nossos jardins, cujos jardineiros são nossas vontades." (Otelo) ...
Enviado por Harbard
em 04/01/2017 23:40:45
Textos deste autor
Offline
Azke
"por deixar-me afora de si,"
“Quem, tendo um coração para amar e nesse coração a coragem suficiente para tornar conhecido o ...
Enviado por Azke
em 04/01/2017 23:32:05
Textos deste autor
Offline
Azke
"o retrato,"
“Escarneçamos a hora presente com uma bela aparência: um rosto falso deve esconder o que se pas...
Enviado por Azke
em 04/01/2017 01:16:57
Textos deste autor
Offline
Azke
"exercício de te ir e vir,"
"Fora de casa sois pinturas; nos quartos, sinos; santas, quando ofendeis; demônios puros, q...
Enviado por Azke
em 04/01/2017 01:11:48
Textos deste autor
Offline
Azke
"o reflexo,"
"(...)Meu único punhal será minha palavra." (Hamlet) Cena II, Ato III ...
Enviado por Azke
em 02/01/2017 00:42:10
Textos deste autor
Offline
Azke
"ao infinito..."
"Nossos corpos são nossos jardins, cujos jardineiros são nossas vontades." (Otelo) ...
Enviado por Azke
em 27/12/2016 00:46:15
Textos deste autor
Offline
Azke
"outra forma de despudorar,"
"Fora de casa sois pinturas; nos quartos, sinos; santas, quando ofendeis; demônios puros,...
Enviado por Azke
em 27/12/2016 00:39:21
Textos deste autor
Offline
Azke
"o alimento."
"(...)Toma-me pelo instrumento que melhor te agrade e por muito que me dedilhes, posso ga...
Enviado por Azke
em 17/12/2016 00:02:25
Textos deste autor
Offline
Azke
"indelével,"
"(...)o coração em dois me partes. Jogai fora a metade que não presta, para com a outra pa...
Enviado por Azke
em 13/12/2016 00:08:05
Textos deste autor
Offline
Azke
"confiável,"
“Quem, tendo um coração para amar e nesse coração a coragem suficiente para tornar conhecido o...
Enviado por Azke
em 08/12/2016 22:21:48
Textos deste autor
Offline
Azke
"luz e sombra,"
“Débil vontade! Entrega-me esses punhais. O sono e a morte são maquiagens. Nada mais. (...)” (...
Enviado por Azke
em 04/12/2016 01:51:36
(1) 2 3 4 ... 87 »