Quebra-cabeças

 
Quebra-cabeças
by Betha Mendonça

Nada a pensar
Que possa ser dito
Nada a lamentar
Que não estivesse escrito...
Sigo hoje rumo incerto
Dias perdidos como ontem
E não há por certo
Quebra-cabeças que montem
Que haja para mim peças
Que de longe contem
As dores secretas do coração...
 
Quebra-cabeças

O Mundo Parece não Existir

 
O tempo parece que não passa
Quando estamos juntos
O mundo parece não existir

Eu fico igual criança com medo do escuro
Se não estamos juntos
A vida parece não ter sentido

Eu não sei existir sem você
Eu não sei existir sem você
O mundo até poderia existir...

Eu não me importo se as pessoas não me vêem
Por que você é o meu sorriso
E o mundo não importa pra mim

Se acaso você fala em partida
Eu não consigo conter os meus olhos
E o mundo desaba em mim

Eu não sei existir sem você
Eu não sei existir sem você
O mundo até poderia existir...

Há noite é que eu sinto a sua falta
Dos teus carinhos em meus cabelos
Por que tem que haver um amanhã sem você?

E se eu fico a sonhar ao ouvir a nossa canção
Ela parece não mais ter um fim
É assim que eu existo ao trazer-te pra mim.

Eu não sei existir sem você
Eu não sei existir sem você
O mundo até poderia existir.

Produzido por Christine Aldo
Village, Novembro de 2011 no dia 08.
 
O Mundo Parece não Existir

Solidão...

 
A solidão corta a alma feita navalha
E a esperança de que a dor passe
É a face mais terrível dos dias
Que se vão em vão...
 
Solidão...

SOLIDÃO

 
++++++++++++++++++++++++++++++
++++++++++++++++++++++++++++++
++++++++++++++++++++++++++++++

É TRISTE SENTIR-SE SÓ MAS POR VEZES É PREFERÍVEL, ASSIM FICAMOS A SABER QUEM NOS AMA

DE A. DA FONSECA
 
SOLIDÃO

O DESAPARECIMENTO DO HOMEM

 
O DESAPARECIMENTO DO HOMEM

Uma vontade incontrolável grita dentro de mim
As vozes se calam
Minha alma sente sede, desejo estranho
As correntes ferem meu pulso, continuo caminhando
A caravana passa os insanos
A cabeça sangra, sinto medo
As aves rodeiam o tempo todo
A matilha de cães famintos, inimigos
A coragem desconfia
Certa vez lembrei-me de algo
Não dar as costas aos predadores
Não caminhar só, à luz do dia
A noite é amiga da covardia
O instinto falha quando precisa
Quem sonha acordado amanhece na sepultura
Os assassinos estão às portas furtando vidas
Somente os fortes sobreviverão
Seremos flores plantadas ao deserto
Não restará pedra sobre pedra
Ficarão os escombros como lembrança
Almoçaremos com os escarnecedores
Os lobos tomarão como fiança as nossas almas
A ignorância é a maior inimiga do homem
Quem tem sabedoria guarda sua porção
Não atira aos porcos
As migalhas da própria consciência
Homens predadores de homens
Escoram-se em histórias sofridas
Atrasam o relógio do tempo
Por dois mil anos
As sepulturas vos esperam
Não haverá lembranças
Hoje o dia não nasceu
O sol escondeu-se de vergonha
Escureceu pra sempre no coração do homem
Que deixou de existir por opção própria.

Homenagem ao atentado as torres gêmeas world trade Center
Pelo autor Marcelo Henrique Zacarelli
Setembro de 2001 no dia 11 / Itaquaquecetuba (sp).

Somente os fortes sobreviverão
Seremos flores plantadas ao deserto
Não restará pedra sobre pedra...
 
O DESAPARECIMENTO DO HOMEM

Sozinho...

 
Só, sozinho, aonde você está.
Quando eu mais preciso de ti
Perdido nessa floresta
Te quero nessa noite fria... e escura.
Já não sei mas para aonde correr
Aonde te procurar
Não sei, não consigo mais viver
Você nunca está lá
Só queria que com um beijo de boa noite eu durmisse ao teu lado
Já não sei para aonde correr....
Aonde te procurar...
Será? que só me resta esquecer....
Não quero fujir
Quero você do meu lado
Não quero cair
Quero que você me segure
Minhas pernas doem de tanto correr e nunca te achar eu sei que ao teu lado quero é viver.
Não posso seder... tenho que esquecer não da! já faz parte de mim
Me consome, me acalenta, me ama! mas nunca está ali naquela noite chuvosa...fria! só...estou.
A noite é longa vou tentar durmir quem sabe quando eu abrir os olhos eu acorde do pesadelo de você não estar aqui.
Um menino que escreve tem medo de falar, ele não sabe, talves todos possam odiar.

__________________________
Gabriel Mueller
 
Sozinho...

Para quem deseja ser feliz.

 
A solidão jamais será o porto de abrigo, para quem deseja ser feliz...
 
Para quem deseja ser feliz.

Nas noites geladas, Penso em ti!

 
Nas noites geladas, Penso em ti!
 
Nas noites geladas,

Penso em ti!

E sinto que a minha alma aquece.

Nas noites de solidão,

Penso em ti!

E sinto que o desespero desaparece.

E quando preciso de ti,

Fecho os olhos.

Procuro no meu coração

E é lá que te encontro,

Minha doce paixão.

Agradeço a vossa leitura, Ana Cristina.
 
Nas noites geladas, Penso em ti!

Refúgio

 
Só, somente só... num único mundo, num estado de espírito renovado. Mundo de exclusão, de sentimento de revolta e decisão, capaz de mudar mentes, fazer brotar novas sementes. Refúgio agudo, sisudo... carregado pelo tempo e embalado pelo momento. Mudanças que surgem, divagando por um corpo moribundo, mundano... profundo. São passagens incertas dentro de mim, imaginando o que podia ser se: se pudesse, se fizesse, se quisesse, se agisse...
Secreto, misterioso... um mundo à parte onde posso sorrir, chorar, pensar em mudar, imaginar, criar. Sinais e gestos surgem nas memórias...secretamente. Neste baú recheado de contradições e omissões, sou eu, sou aquilo que sinto longe do mundo. Fora? Fora tudo o que não pensei, por fora nem sempre cá estiveste. Dá-me medo de aqui ficar, neste mundo à parte insatisfeito, tal como a minha alma. Vazio e frio, este mundo onde estou. Mas também ele...passageiro, este mundo onde estou. Refúgio? Do real, do que sinto que sei que muitos sabem e sentem. Nú como a noite este mundo. Vestido de luzes por instantes, tal como as estrelas...distantes. Balança o "querer" e o "ser", mudam-se os sentidos sempre, sempre oprimidos. Mais que meu, pode ser teu este mundo. Refugiar-se e trazer a paz, completar-se. Refúgio, mais que um estado... as emoções lado a lado. Tal como 1 + 1, a soma de 2 (diferentes) lados. É ter hoje e agora o céu, mas perder-se e ser então o réu. Sintonia, corpo em completo estado de harmonia, forte e harmoniosa sinfonia que explode todas as barreiras, que dá esperança àquele que sempre tudo alcança. Queres pertencer a outro mundo? Por um momento, devido a um contratempo... vive a vida com tempo! Um mundo real, de pensamento irreal, mais que instransmissível...pessoal. Junção de toda a soberba razão.
 
Refúgio

"Medo de te Perder"

 
“Eu não teria medo de te perder, exceto! Encontrasse-te perdido dentro do meu coração”
 
"Medo de te Perder"