Poemas, frases e mensagens de zKdiniz

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de zKdiniz

Ave maria, sarava é a velha Mais tarada! de Taperoá

 
O Cartaginês pirou
Quando um Shivas tomou
No pingo do meio dia
Dizia ser dezoito horas
E cantava Ave Maria
Joaquim Nabuco caba astuto
Batia tambor
Nos fundos da casa
De Dona Canô
O Compadre Galego é presepero
Faz amor com Beto o dia inteiro
Vixe Maria ! Cleópatra ta danada
Em Santa Luzia foi assaltada
Correndo do puteiro berrava D. Pedro I

Ave maria, sarava é a velha
Mais tarada! de Taperoá

São Jose é cantor
Toca na banda de Lazarô
Para o bicho não pegar
Nicanor teve que rebolar
Noé boquero quente
Mata noiado com os dentes
Jesus caba afamado
Lúcifer ele tem tatooado no braço
Foi em Lajeiro Bonito
O ribuliço que tremeu o chão
A peleja de Abraão
Com um Partideiro
Do morro do Alemão
...e quando fugi de lá
Guenzo sem me agüentar
Karol Józef Wojtyła
Não parava de gritar

Ave maria, sarava é a velha
Mais tarada! de Taperoá

Assaré sujeito honrado
Go go boy a noite
Durante o dia é macho
Patativa é passo brabo
Sorria você esta sendo filmado
Arriégua desconjuro vai de reto
Tudo em vinte quatro vezes sem juro
Raquel poetisa quente
Diz que Fariseus não é gente
Raça de corno
Diz o eleitor
Votar é obrigação
Eleger é abrir mão da salvação
Explica Frei Damião
No mei do fuzuê me chega você
Com os zoi que se podia ler

Ave maria, sarava é a velha
Mais tarada! de Taperoá

José F. Borges
Cordelista Amoral
Caba desaforado
Anarquista Macumbero
Pinguço Presepero
Foi preso no Juazeiro
Torando um Burrego
Dom Quixote foi Tenente
Marchante Ambulante
Crente Caba pedante
Viciado em Baralho
Bebi no Bordel Minotauro
Nostradamos foi condecorado
Por seu mestre Zé Ramalho
E aquele caboco lá
Não pode andar
Toma uma bicada e fica a resmungar

Ave maria, sarava é a velha
Mais tarada! de Taperoá

Alberto Caeiro biritero
Seu irmão Álvaro era dono de um putero
Chove em Mulungu
Um Pardal Suru
Come um prato de Angu
Em Jacaraú
O Teju se abofelou
Com um Timbú
Puta que pariu
Grita o Tatu
Bicho valente
Com bigode de
Onça palita os dentes
O vigário sustento pelo
Sacristão com os pés
Arrastando no chão
Estrupiado o eclesiástico
Teve força para comentar

Ave maria, sarava é a velha
Mais tarada! de Taperoá
 
Ave maria, sarava  é a velha   Mais tarada! de Taperoá

Bilhete p/ meus três Filhos

 
Meus Filhos
D´ Coração aberto
Lhes digo:
Nada tenho contra
Suas experiências
Só suplico...
Sobrevivam a elas!

Papito.
 
Bilhete p/ meus três Filhos

Martelo Aloprado

 
Osho é um cabocu suspeito!
Por roubar cavalos
Foi preso em Desterro...
Ta bom! Grita Satanás
Cristo com sangue no olho:
Eu quero é mais!
Buda, Zaratustra & Allah
Foram presos na boate Sarava!
No Pancadão do meu salve:
Tiradentes se liga nos covardes!
Da Capadócia a Palestina
São Jorge vendia Estriquinina!
Abraão, Salomão & Sansão
São go go boys no boate Tentação!
Gideão é seu patrão
Lampião destemido e temido!
Na sola de Maria Bonita
Virava menino...
Nostradamus chamou o rapaz
Lhe dizendo Zé Ramalho
Não me passe para traz!
“Se Anarquia é utopia
O que faz o Punk
Todo dia?!?” Dizia D. Maria
Em Taperoá tomando bicada
Num sushi bar!
Para ir até lá:

“Apenas apanhei na.
Beira Mar um táxi
Para estação lunar!”

Ave Maria! Sarava!
O nome na boca do Sapo
E deixa pra lá!
O alcance de tua compreensão
É o limite de tua razão!
Já dizia Jorjão...
“Din-din-don, o Rap é o som,
Que emana do Opala mar-rom!”
Assim é de mais!
Exclama Barrabás
Filho da Puta! Agiota
Não me deixa em Paz!
Lenine pagando o que
Fez no Passado
Hoje é um caba arretado
Pernambucano bate tambor!
E é de ia iá e io iô...
“Se auto organizando!
Sem pátria nem patrão!
Onde nada é de ninguém!
E tudo é de todos!
Auto gestão!”
A filosofia oriental
Tem um “q” de marcial
Já dizia o filosofo Simonal
No mei de feira me formei
No puteiro fui graduado!
Na Cachaça tenho doutorado
O mundo ta virado
Dois e dois não são mais quatro!
Tapioca, Gerimum e Cuzcuz
Com Manteiga mais dois litros
De brejeira quem traz é Pedu
Peixeira!
“Todo homofóbico é um tolinho
Frustrado que sonha ser currado
Por homens rudes e tarados”
Todo penso é torto
Diz o galã da novela das oito
A Manga Rosa esta no ponto!
Pega uma seda e pronto!
Severo...
Deus te abençoe!
Mais um broder
Do Bairro que se foi!
Reginaldo Rossi
Cabocu brabo
Dava pisa de Urtiga
Em delegado
Em sua homenagem
Com seu nome
Um Ferro foi batizado!
Todo mundo louco!
Alucinado! Grita o padre
Na missa das oito!
Como ainda! Não sei voar

“Apenas apanhei na.
Beira Mar um táxi
Para estação lunar!”

Marcelão é um broder
Das antigas...
Desses que lembramos
Para o resto da vida!
Free era um caba
Suspeito mas André
È um bom sujeito!
Tolstoi esta viciado
Na auto piedade mergulhado!
Ema Goldmam me disse assim:
Filho da Puta! Olha para min!
Ta ligado! Espero ate
As quatro...
Quatro e um
És finado!
Carai lá vem o
Leva e traz
Filha da Puta!
Sempre de quas quas quas
Se ligou foi ele que falou
O bicho escutou
...E na malicia o Broder
Derrubou!
“Prazer é sexo!
O resto é negocio!”
“Bangu um!
Policia zero!!!”
Uma bicada com
Carne de porco...
No Bar do penso
Quem prepara é o torto
Corno não é verbo
Mas se conjuga em qualquer
Pessoa e se for de primeira!?
D´ boa!
Dedico esse luar
Para minha Mãe
Tia & Filhas
Que fiquem sob
A proteção das Senhoras
Das Encruzas!
Porem se o Cavalo
Não agüentar
Chegar

“Apenas apanhei na.
Beira Mar um táxi
Para estação lunar!”

Moro do lado do Viaduto...
O Tiziu estar de luto!
A patativa fez intriga
Entre ele e Dona Formiga
Não é fácil perceber
Quando a covardia toma você!
Meu Broder Gordo é um caba
Descabido, Atrevido,Enxerido...
Meu gato Mimi
Pense num bichim ruim
O bicho é macho!
Mas foi castrado
...E Max o York de mãe
O faz de namorado...
Reis minha casa é assim
Cheia de Mumganga do
Inicio ao fim!
Com o Ragga vou terminar
Esperando os bichos as boy
Bora...bora....
...E para chegar lá...

“Apenas apanhei na.
Beira Mar um táxi
Para estação lunar!”
 
Martelo Aloprado

BANQUETES dos VERMES

 
AURORA LIBERTÁRIA
O amor vence o ódio que emana de toda escravidão!
E libertos deste sentimento hediondo
Que causou devastação...
A Humanidade conclama a liberdade
Sua sagrada comunhão!
Dianta das ruínas de tua fé!
Erguem-se os pilares da Razão!
Solta o fuzil soldado!
Pois todos os homens são Irmãos!!!
Emana-se ao Pecada Mulher!
Põem fim a tua escravidão!!!
Elegendo a Humanidade!
Ao patamar das abstratas divindades!!!
 
BANQUETES dos VERMES

Bessa

 
Hoje eu a vi vestida com uma beleza que só o que perdemos possui!

DECIFRA-ME & ME DEVORA!
 
Bessa

AMÉM

 
O Sangue que libertei de minhas veias ao escorrer por entre salas serpenteia
...e bento por esse liquido divino berro! que o prazer foi meu assassino
Com o testemunho da manhã vejo como é vã toda fé cristã
Ao ver meu corpo inerte e saber que seu destino é o banquete dos vermes
Tenho agora o Escárnio dos amigos como prece.
Decifra-me & Me Devora!
 
AMÉM

A PALAVRA

 
Engana-se quem pensa que a controla!
Que a tem na ponta da caneta.
Que a tem registrada ...
Engana-se quem através de uma brisa inspiradora crer ser sua detentora!
Esse ser que julga conhecer e juras te pertencer! Nasce, Cresce e vai Morrer!
Tem mais sorte que Eu, e Tu que vamos apodrecer!
Esse Ser Universal, hoje, amanhã, daqui a mil anos pode Renascer!
 
A PALAVRA

Praia do Poço ( Cabedelo)

 
Uma garrafa de Conhaque, uma tarde bucólica de domingo. A Chuva da o Tom. A Solidão na praia do Poço no Inverno é aterradora!
A Solidão é apenas uma sintonia como outra qualquer, ironia né?
Uma mentira Romântica é a Solidão?
Escuto a resposta em uma onda. Porem infelizmente não tem tradução!
E nas entre linhas do navegar estão os Naufrágios de todas as conjugações do verbo Amar!
 
Praia do Poço ( Cabedelo)

JURAS!

 
Engana-se!
Engana-me!
Enganamos nós!
 
JURAS!

Iara

 
Gostaria de te ver
Como quem admira
O Amanhecer!

Gostaria de te ver
Com a segurança
D´um bucólico
Entardecer!

Gostaria de te ver
Possuidora de uma
Beleza que só
Possui o Alvorecer

Gostaria de te ver
Como um Anjo
Sem nunca perceber...

Gostaria de te ver
Com Olhos que
A razão nunca
Vão compreender!

Gostaria de te ver
Possuído por um
Sentimento sublime
Maior que o querer...

Gostaria de te ver
Sem a prisão
Que foi o
Medo de te
Perder!

Gostaria de te ver
Com a sabedoria
Que só possui o
Alvorecer

Gostaria de te ver
Igual a um Guia
Que zela você!

http://amalucabeleza.blogspot.com/
 
Iara

...................................................................................................................................

 
Os passaros ao amanhecer começam seu escárnio.
Agora, que se faz dia!
As Sombras, são meu santuário!

Úze D´Popolle.
 
...................................................................................................................................

...Engano...

 
Aquela cerva que nos acompanhou
É a única companhia que restou...

O monologo do meu pensar
Culmina quando o garçom diz:
Vai encerrar!

Mar de pele, secreções, o cheiro de sexo
È um deja vu, que tenho na privada nu!

O back não queima, quando queima não faz!
O Whisky não sacia, o pó tanto faz

Lagrimas adubam meu rosto
Sempre mantendo vivos a solidão e o desgosto!

Madrugada, genitora de todas as espécies sofredoras,
Perante a aurora se retrai, procurando as Sombras
Por minhas entranhas se esvai...

Engano a vida, e juro por tudo que a amo...
No outro segundo a troco pelo primeiro engano.
 
...Engano...

BANQUETES dos VERMES

 
CRISTIANISMO
Histórica mente batizada no sangue!
Tortura,usurpação,ódio!,vingança!
ABIDICAÇÃO DA RAZÃO HUMANA!!! (3x)
A negação da justiça!
O fim da liberdade!!!
ABIDICAÇÃO DA RAZÃO HUMANA!!! (3x)
O Capital, O Estado e a Religião!
Completam - se nas praticas de EXPLORAÇÃO!
ABIDICAÇÃO DA RAZÃO HUMANA!!! (3x)

O HOMEM MATOU O CIDADÃO
Ao longo da Historia
Esse duelo surgiu!
O HOMEM NATURAL!
MATA!
O fruto que o e$tado (contrato social) pariu!
O HOMEM MATOU O CIDADÃO!!! (3x)
O filho da constituição sua maior gloria é matar ou morrer
Por sua nação!!!
O sacrifício pela pátria!
É sua RAZÃO!!!
O HOMEM MATOU O CIDADÃO!!! (3x)
 
BANQUETES dos VERMES

Morreu mais um... ( Hard Core Sound )

 
Morreu mais um e daí? Não era nenhum dos seus...

Onde estas o Humanidade? Humanidade onde estas?

Morreu mais um e daí? Não era nenhum dos meus...

Onde estas o Humanidade? Humanidade onde estas?

Com tanta Negligencia, Com tanta Hipocrisia, fazendo do Egoísmo sua filosofia."

Saudades Crânio....
Broder Punk assassinado
Banda Derriba Tus Muros
 
Morreu mais um... ( Hard Core Sound )

Quel

 
Fia...
Sabe por que
Não consigo te entender
Por não estar
A altura do teu saber!
Por isso que eu fulero...
Fia...
Sabe d´uma coisa
Queria ter um décimo
Do teu saber!
A total ausência
Do medo de Viver!
A tua loucura
É ser Especial!
Não curvar-se
Perante o tédio
Do normal
É uma Honra
Conhecer um Ser
Que tem como religião
A Magia do Viver!
Na Existência ver
O maior Deus
Que pode haver
Fia...
Quando narras
Tuas Historias
Vejo o significado
Da palavra Gloria!
E p terminar
Quero dizer
Que a intensidade
De tua Luz
Ofusca o Amanhecer...
A Maluca Beleza

Maria Bonita Poesia
 
Quel

ZK (Zeca)

 
Minhas varizes faceais mapeiam a hidrografia do meu rosto.
Esculpindo profundos Vales de Solidão e desgosto.
Minha pele seca e rachada com algumas tatuagens opaca não contam um décimo de minha saga.
A ausência de saúde dentes, músculos, me tornou um eremita, a espreita da estreita e sombria caverna da vida.
Sustento por grandes pés um corpo fraco,guenzo,debilitado...
Minha boca é uma caverna oca e cheia de germes, o meu bom dia tem cheiro de fezes.
Na garrafa vejo toda minha sina...
Solidão, Poesia e Ruína!
Meus olhos grandes e negros guardam letais segredos tendo a incrível capa cidade de mudar de cor, toda vez que barbaramente é atacado pelo amor.
Sentimento que me causa nojo!
Sinto repudio ao gozo!
Tenho nojo do cheiro do sexo, dos seus fluidos e objetos.
Assim como toda doença fulminante sou discreto.
As manchinhas da minha pele, tão bonitas escondem sua cancerosidade. Assim como aquele sinalzinho preto que você lambe também é um tumor.
 
ZK   (Zeca)

DADA - OE12CAO

 
O Mar me chama
Esse ônibus que não vem!
12x s/ juros!
Como assim gravida!??
Aceita-se imóvel de menor valor
O suco d´ luz apagou minhas entranhas...
 
 DADA - OE12CAO

TEATRO d´ RUA

 
Um Velho Artista
Aos cento e dois
Anos ensaia mais
Uma Peça.
Velho vai morrer...
Em casa.
Digo-lhe com
A maldade que só
A intimidade traz...
Retruca o Artista.
Tolo, sem platéia jamais!
 
TEATRO d´ RUA

Amor e os ventos....

 
O amor açoita como o vento, e o uivo do mesmo traduz um lamento... E essa canção é compreendida em toda esfera! Em segundos gemidos agoureiros ecoam nos quatro cantos da terra!
 
Amor e os ventos....

Terça, 05h32minmin 26/05/09

 
Terça, 05h32minmin 26/05/09

A solidão esculpiu minha face / Essa carranca ratifica minha realidade / Três décadas me condenam a essa verdade!
Esse ser tempestade que sente todo ódio da humanidade tem na saudade o reflexo da sua nulidade!
Perante o Febo diante o altar dos mais sagrados segredos / Eu! Criador da criatura que sou foi o anjo caído que observou: A dor paisagem comum a teus pares traços elementar de nossa vulgaridade!
 
Terça, 05h32minmin 26/05/09

"Céu não há inferno não existe o castigo do vicio é o próprio vicio e o premio da virtude é a própria virtude...

DECIFRA ME & ME DEVORA!

http://imprensalternativa.blogspot.com/