https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Hoje, calei o tempo

 
Hoje, calei o tempo com o teu sorriso.
Pelo meio apanhei uma chuva de pensamentos.
Eles falavam dos silêncios estremunhados pelas carícias mudas e dos olhos cerrados pela ausência. Talvez por ser sábado preparei-me para o amor que não chegou a tempo de um beijo. Falei com a tristeza e parei dentro de ti, nas tuas méleas memórias presentes num futuro sempre próximo.
É preciso que se escreva a direito e se cumpra o prometido.
Os sorrisos são sempre uma delícia para o sentir, apesar de longínquos, merecem sempre a pena embrulhá-los com os teus abraços.
E os beijos, esses calam o tempo e caminham na tua direcção, sempre de olhos bem abertos, para não confundir o momento.


Carolina

 
Autor
Carolina
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1975
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
20 pontos
12
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 25/12/2009 14:16  Atualizado: 25/12/2009 14:16
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: Hoje calei o tempo
Confesso Carolina que tinha saudades
de te ler. E começo por te pedir para
nunca o deixares de fazer...!
O teu texto fala também de silêncio.
Tens razão... quantas vezes é no próprio
silêncio que nos reabilitamos ao reencontrar
a serenidade que nos faltou em determinado momento?
É dia de Natal. Desejo-te por consequência um dia
feliz, já que para mim... este dia é igual a outros...!
Por sistema tento ao longo do ano que mais dias de Natal, aconteçam, daí... esta aparente indiferença.
Beijinho grande e... bom ano!
Vóny Ferreira

Open in new window


Enviado por Tópico
Nitoviana
Publicado: 25/12/2009 14:39  Atualizado: 25/12/2009 14:39
Colaborador
Usuário desde: 10/04/2009
Localidade:
Mensagens: 648
 Re: Hoje calei o tempo
Muito bonita esta nostalgia de um bem se sentir!
Um beijo e um dia de Natal óptimo, Carolina


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 25/12/2009 17:55  Atualizado: 25/12/2009 17:55
 Re: Hoje, calei o tempo
Hora de falar verdade e pelo coração, que é o lugar afinal onde escrevo normalmente os meus textos. Só que agora sem personagens, eu mesmo.
Ver-te a editar depois de tantos meses de ausência fez a minha alegria no dia de hoje.
É mais ou menos sabido aqui, pelo menos entre aqueles que nos conhecem, que foi em parte por minha causa que o deixaste de fazer. A determinado momento não lidaste bem com a crítica e com um ou outro episódio onde reconheço que passei das marcas e por isso abandonaste o barco. Mas não o devias ter feito.
Sei que não tens qualquer pretensão em ser escritora, mas mesmo assim, devias ter teimado e teres-me mandado dar uma volta ao bilhar grande.
Foi por isso que hoje, com este texto bem escrito, o que diga-se, é uma característica constante em ti, recuperei um pouco da alegria perdida.
Disse-te sempre que levavas jeito para a coisa, precisavas era de enfrentar os medos. Assumires e ripostares em vez de apagares os textos.
Estou certo que regressas diferente e eu aplaudo-te, doce Carolina.


Enviado por Tópico
Betha Mendonça
Publicado: 25/12/2009 21:52  Atualizado: 25/12/2009 21:52
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2009
Localidade:
Mensagens: 6741
 Re: Hoje, calei o tempo
Um silêncio eloquente como descrito no teu texto cala-nos a alma.Bravo, Carolina! :)
Bjins, Betha.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 31/12/2009 13:06  Atualizado: 31/12/2009 13:06
 Re: Hoje, calei o tempo
Bem... Eu fiquei retida no tempo porque perdi este belo texto. Ao lê_lo perdi-me novamente nas beleza deste tempo.

Bom Ano Carol

beijo azul


Enviado por Tópico
malgaxe
Publicado: 08/01/2010 00:27  Atualizado: 08/01/2010 00:27
Participativo
Usuário desde: 10/05/2009
Localidade:
Mensagens: 25
 Re: Hoje, calei o tempo
Calar o tempo com a lembrança da pessoa amada, não é só fidelidade a um verdadeiro amor, esta imobilidade que voce deu ao tempo, foi capaz de traduzir-se na grandiosa presença da cara metade em cada ato vivido. Acho que me precipitei em te pedir um dueto numa poesia, sinto que não estou a altura de tão brilhante poetisa. Beijos