https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Os Montes Azuis

 
Vejo-te fitando além dos azuis montes
A procurar sonhos e alegrias infinitas
Esperando que o amor da sua vida
Venha voando, cortando o horizonte...

No céu, um ponto luzidio nasce no manto,
E aos poucos vai crescendo, crescendo...
É sua “Vida”, seu amor que está chegando,
Planando, suave e manso feito um vento...

Estica seus finos e tão nevados braços
Numa tentativa vã, tenta me alcançar.
Mas te prenderam em visgo e em laços
Impedem-te, minha Gaivota, de voar...

Fica soluçando com os olhinhos em brilho
Ave que sou, te procuro e procuro um pouso.
Mas me prenderam em alçapões com visgo
Amarrado estou... Ave queda... Apenas choro...

Mas, minha amada,
Há no céu uma luz... Um criador
Que curará tuas asas quebrantadas
Com um sopro só se desfaz as amarras
E, aves livres que somos, buscaremos amor,
Voando felizes pelo infinito... Nossa Casa!



Gyl Ferrys

 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
639
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Felisbela
Publicado: 08/02/2012 23:21  Atualizado: 08/02/2012 23:21
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2011
Localidade:
Mensagens: 2207
 Re: Os Montes Azuis
Muito belo! Como sempre...parabéns!

Beijinho de amizade

Felisbela


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 09/02/2012 22:06  Atualizado: 09/02/2012 22:06
 Re: Os Montes Azuis
Olá poeta Gyl,
adorei sua poesia,pois que também sou assim,como ave presa a fios,querendo libertar-me e ir de encontro ao meu amor,que sim,acredito está à minha espera em algum lugar desse mundo.Enquanto eu não consigo me desvencilhar desse fios,fico por aí a sonhar..apenas sonhar... esperando meu cavaleiro para me salvar dessa torre.

Parabéns pelo lindo poema.
Um abraço.