https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

fadário outonal

 

a saudade traz se num fio
ao pescoço
pendurada numa pérola
uma gota do orvalho
ou lágrima desco(nso)lada

a saudade corre nas mãos
e descreve um arco preso
no centro negro dos olhos
de uma supervisão
caso tenha passado
e eu não esteja enganado

a saudade canta se triste
na boca do meu fado
é uma jóia é um chiste
no meu outono enfadado


 
Autor
uersus
Autor
 
Texto
Data
Leituras
573
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
3
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 25/09/2012 01:21  Atualizado: 25/09/2012 01:21
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29310
 Re: fadário outonal
A saudade nos faz muito sofrer, belíssimo poema,, parabéns poeta

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 25/09/2012 14:14  Atualizado: 25/09/2012 14:14
 Re: fadário outonal
*Apreciei a cadência, uma melodia outonal, nunca enfadonha!
As analogias teceram um colar e eu o coloquei no pescoço...
Levo-o, como jóia.
BeijoKa*