https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

DEVER SAGRADO

 
Tags:  vida    morte    e  
 
DEVER SAGRADO

Chora de comoção o passaredo!
Já se cobre de negro a terra inteira!
Serás, festa do pobre, a derradeira,
Que esta família faz, com tanto medo!...

Ai, pobre humanidade; és um brinquedo,
Nas mãos da morte, cega e traiçoeira!
Há lágrimas ocultas na lareira…
Mesmo o porco, ao morrer, chora em segredo!

Porque lavamos nós, tão febrilmente,
O leito dum ser vivo e devorado,
Com este pranto, se ele vai morrer!?...

Ouve estes filhos, Pai de Céu, clemente,
Cumprindo um dever triste, mas sagrado!
Que o pai terreno, vivo, os possa ver!


 
Autor
FRANCISCO QUARTA
 
Texto
Data
Leituras
863
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 10/12/2007 04:51  Atualizado: 10/12/2007 04:51
 Re: DEVER SAGRADO
É TRISTE MAS BELO SEU POEMA.

Enviado por Tópico
Henrique Pedro
Publicado: 10/12/2007 07:14  Atualizado: 10/12/2007 07:14
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2007
Localidade:
Mensagens: 3702
 Re: DEVER SAGRADO
Poema belo, de pendor melodramático que vale, sobretudo, pela mensagem. Abraço. hAp