https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

pedaços de mim...

 
pequena prosa poética

Com os cotovelos apoiados no parapeito da saudade, apoio o rosto entre as mãos e as lembranças surgem como uma chuva de verão...lentamente. Nada de brinquedos, nem de figurinhas de presépio, talvez estejam escondidas?! Será que não há uma só que seja? Mas é Natal e só isso me basta e me anima, a mãe faz uns fritos de abóbora (mas eu não gosto) resta-me o ambiente festivo e a família completa.Sou muito pequena, meu pai ainda me transporta aos ombros e eu fico de coração cheio com este gesto, sinto que sou importante para ele.A fogueira arde, as faúlhas bailam no ar, e a água ao lume para o café já escalda os dedos...e o meu rosto revela a satisfação que sinto, apesar de não haver brinquedos, nem figurinhas de presépio, estou feliz.
Do céu cai uma tromba de água, os relâmpagos iluminam a pequena janela, o vento ruge e entra pela chaminé, fico um pouco atemorizada, mas a avó diz que não há perigo, que o pára-raios da quinta em frente nos protege, acalmo-me e sentada na chaminé observo os afazeres da mãe que acabou de fritar os «velhoses» e enfeita agora a travessa do arroz-doce com canela, desenhando bonitos rectangulos com pintinhas e eu me orgulho da mãe que se mostra contente e feliz com os mimos feitos para a consoada da família.
Soltam-se suspiros, talvez agradecendo a Deus que nos fez remediados, em silêncio estudo seus rostos cansados sua pele amadurecida e sinto desejo de dizer a todos que os amo. Amanhã é dia de Natal haverá galinha no forno e o sol reinará nos céus azuis de esperança, substituindo o negrume da noite...agora sim vou dormir e sonhar lembrando de mim!

natalia nuno
rosafogo
o texto tem algum tempo.


Na plenitude da felicidade, cada dia é uma vida inteira.
Johann Wolfgang Von Goethe



 
Autor
rosafogo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1241
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
44 pontos
20
0
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
DomingosdaMota
Publicado: 11/03/2013 16:01  Atualizado: 11/03/2013 16:02
Colaborador
Usuário desde: 15/05/2010
Localidade:
Mensagens: 839
 Re: pedaços de mim...
Uma elegia em prosa poética; quanto aos doces, «velhoses» não sei o que são, a menos que seja uma outra designação para as «filhoses»; os fritos de abóbora, se são o que eu penso, e de que gosto muito, para os meus lados chamam-se «bilharacos».

DM


Enviado por Tópico
JPAnunciação
Publicado: 11/03/2013 16:25  Atualizado: 11/03/2013 16:25
Luso de Ouro
Usuário desde: 18/06/2008
Localidade: Évora / Lisboa
Mensagens: 250
 Re: pedaços de mim...
Cara Natália,

Mais que um pedaço de si, este texto é um verdadeiro raio de Luz.

Bjs.
JP


Enviado por Tópico
sommerville
Publicado: 11/03/2013 17:28  Atualizado: 11/03/2013 17:28
Colaborador
Usuário desde: 21/08/2011
Localidade: Porto, Portugal
Mensagens: 1007
 Re: pedaços de mim... rosafogo
Olá poetisa:

é opinião de alguns entendidos na literatura que é muito mais difícil escrever uma prosa-poética numa só página do que escrever um belo romance de 200 ou 300 páginas;é reconhecida a dificuldade de muitos escritores quando têm que escrever uma pequena história em poucas palavras...
Só para dizer-lhe e enaltecer o quanto "pedaços de mim" é valioso.Parabéns.


Enviado por Tópico
cleo
Publicado: 11/03/2013 17:34  Atualizado: 11/03/2013 17:34
Luso de Ouro
Usuário desde: 02/03/2007
Localidade: Queluz
Mensagens: 3857
 Re: pedaços de mim...
Belas imagens às quais só falta o cheirinho da canela...

Adoro coisas simples, escritas com simplicidade e sentimento, como esta, por exemplo


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/03/2013 19:59  Atualizado: 11/03/2013 19:59
 Re: pedaços de mim...
Boa noite poetisa.
Que lindas recordações expressas por belas palavras.
Que aromas e tempos levados na sua vida de outrora.
Parabéns.

Cumprimentos,


Frank_Mike


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/03/2013 22:11  Atualizado: 11/03/2013 22:11
 Re: pedaços de mim...
Que linda prosa RosaFogo!
O texto transmite o aconchego da sua família com uma delicadeza que cala fundo na alma.
Gostei muito!
bj
Angela


Enviado por Tópico
carolcarolina
Publicado: 12/03/2013 00:24  Atualizado: 12/03/2013 00:24
Colaborador
Usuário desde: 24/01/2010
Localidade: RS/Brasil
Mensagens: 9297
 Re: pedaços de mim...
Amiga Poetisa
Natalia

Que linda prosa amiga...acredito que as lembranças do natal na nossa infância são mesmo inesquecíveis...que a esperança continue reinando neste azul...um pedaço muito bonito de ti deixaste aqui...obrigada por partilhar...
Bjinhos
Carol


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/03/2013 13:33  Atualizado: 12/03/2013 13:33
 Re: pedaços de mim...
Cara amiga, o detalhe como descreves a prosa, nos coloca na história, posso ver a menininha, senti-la e ouvir o tic-tac do seu coração. Lembranças, vívidas e vividas! Que bom que podemos sempre rever, na memória da nossa infância os mais belos poemas da nossa vida. Muito lindo o que tua pena verteu neste azul luso. Parabéns!

beijinhos


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 13/03/2013 02:18  Atualizado: 13/03/2013 02:18
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: pedaços de mim...
um relicário em imensidão. Agradeço. bjs querida


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 19/03/2013 08:14  Atualizado: 19/03/2013 08:14
 Re: pedaços de mim...
Olá Querida Poetisa Rosafogo.

Uma "pequena prosa poética" tão rica em detalhes, risos de infância, aroma de arroz doce e canela, afagos e muita ternura em família. Com a mesma emoção ansiosa da véspera de Natal.
Dormir com o coração acolhido em afetos e sonhar com os sonhos vividos. Obrigado por compartilhar tão abençoadas lembranças. Tenhas uma semana plena e feliz.