https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

,sem sementes de papoulas nas mãos

 
.
.
.
.
.
.
.
................................................
***********************************************

,nascem pelo poente as cerejeiras despidas,
rejuvenesça-se a cor,
e o vento sopra de longe, escapa-se assim,

por entre os dedos sem vestígios.

(I)

,veste-te nesses gestos tão repetidos,
afinal, chove breve,
por um instante pensei nos sonhos despedidos,

partidos, rasgados pelas noites escuras,
sem sementes de papoulas nas mãos,
escuridões intempestivas,

haja boca que resista ao trago rápido do vinho.

,algumas vezes deixo-me morrer sem os cheiros
conhecidos pelas tardes que antecedem o crepúsculo,
por vezes sei das ausências surdas, símiles
aos pássaros em bandos escurecendo céus,

enquanto trompetas atordoam ecos que se revoltam,
entrincheirando palavras há tanto hibernadas, cacofônicas.

(II)

,sabes, quisera um dia salvações inúteis,
pela estrada que começou lá atrás, sem curvas,
vontades, um fim,

e levitei-te, e inventei-te,
quisera apenas caminhar os teus caminhos,

olha as margens, por onde a rouquidão repete os triviais
passos em volta.

,volto-me, sim.

(III)

,[regresso-me, rasga-me em silêncio].



"Forfante de incha e de maninconia,
gualdido parafusa testaçudo.
Mas trefo e sengo nos vindima tudo
focinho rechaçando e galasia.
Anadiómena Afrodite? Não:"

("Afrodite? Não" Jorge de Sena)




Segundo a mitologia grega o Deus Hipnos era simbolizado por um menino alado com sementes de papoulas nas mãos, significa o sono. O que é interessante é que Hipnos tinha um irmão gêmeo Tanatos, que significa filho da noite e da escuridão, a morte.




Textos de Francisco Duarte
 
Autor
F.Duarte
Autor
 
Texto
Data
Leituras
882
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
24 pontos
8
0
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 18/03/2013 23:59  Atualizado: 18/03/2013 23:59
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: ,sem sementes de papoulas nas mãos
São palavras são perpétuas. Pura imensidão. bjs


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 19/03/2013 00:29  Atualizado: 19/03/2013 00:29
 Re: ,sem sementes de papoulas nas mãos
Uma leitura deliciosa ,

rica em imagens e significações. O titulo me encantou-me.


Meus parabéns, e obrigada pela partilha.


Um abraço


Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 19/03/2013 12:33  Atualizado: 19/03/2013 12:33
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 9599
 Re: ,sem sementes de papoulas nas mãos
não me é fácil comentar-te, no entanto, não deixaria
passar sem te dizer que é sempre com enlevo, quase sonhando
que leio teus poemas que são para mim fascinação.

abraço-te
boa semana.


Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 19/03/2013 17:53  Atualizado: 19/03/2013 17:53
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16065
 Re: ,sem sementes de papoulas nas mãos
Poeta Duarte
Um texto místico e instigante!
Gostei da leitura!
Parabéns!
Beijos!
Janna