https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

; veio o vento pela manhã

 
;
;
;
;
;
;
;
;
;
;
;
;
***************************************

; veio o vento pela manhã
secando as roupas na varanda

secando lágrimas suspensas
que rorejavam sem destinos

I

seguem-se os tempos sob foices
em pavor
e se o esquecimento enaltece as súplicas
senti-las-ás
podê-las-ás ver
pela dança das sílfides rio acima
no caminho da nascente

II

mira os lírios níveos
nédios

é-lhes longínquo o extasiar do olhar. indesmedido.


(reintroduzindo-me em F.Duarte)


"Forfante de incha e de maninconia,
gualdido parafusa testaçudo.
Mas trefo e sengo nos vindima tudo
focinho rechaçando e galasia.
Anadiómena Afrodite? Não:"

("Afrodite? Não" Jorge de Sena)

 
Autor
F.Duarte
Autor
 
Texto
Data
Leituras
701
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
30 pontos
10
6
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
saraabreu
Publicado: 07/07/2014 20:08  Atualizado: 07/07/2014 20:08
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2014
Localidade:
Mensagens: 2423
 Re: ; veio o vento pela manhã
Um poema requintado Duarte...são os ventos sobre as lágrimas e saem belos versos numa inspiração fantástica, realço estes versos que são belos e acabam o poema de forma elegante:

"mira os lírios níveos
nédios

é-lhes longínquo o extasiar do olhar. indesmedido. "

E paira um olhar sobre a aurora que se anuncia.

Abraço
Luzia


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 07/07/2014 20:55  Atualizado: 07/07/2014 20:55
 Re: ; veio o vento pela manhã
e as viagens poéticas continuam sob um novo céu. sempre um prazer ler. parabéns, Duarte.


Enviado por Tópico
MarinaNegre
Publicado: 07/07/2014 21:12  Atualizado: 07/07/2014 21:14
Super Participativo
Usuário desde: 27/05/2014
Localidade:
Mensagens: 186
 Re: ; veio o vento pela manhã
escrita refinada tatuando os olhares
com os primores da poesia.

parabéns, sempre!


virá o vento todas as manhãs
a dar vida ao varal
de roupas sem recheios...

na varanda
sentará o tempo
tentando entender
a festa dos corpos.



Marina


Enviado por Tópico
RayNascimento
Publicado: 07/07/2014 21:34  Atualizado: 07/07/2014 22:07
Membro de honra
Usuário desde: 13/03/2012
Localidade: Monte Roraima - Brasil
Mensagens: 6403
 Re: ; veio o vento pela manhã
A pena que se dobra ao vento
Que passa e escreve poemas
No varal alma estendida
Esperando na cidadela do tempo
A tempestade passar
E aí...
Na foz do teu sorrir
O poema criou raiz
Germinado observado pelo sol
Evocando os 4 elementos da vida
No reluzir das cores da paisagem
Nas águas que refletem a imagem
Serena e calma no titilar
Das asas do olhar
Que busca no horizonte
A origem do caminhar dos rios.

Ray Nascimento

Fonte: http://www.luso-poemas.net/modules/ne ... ryid=274127#ixzz36opS4l3J


Open in new window


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 07/07/2014 21:54  Atualizado: 07/07/2014 21:54
 Re: ; veio o vento pela manhã
... ficarei
enquanto sigo rio acima

quando encontrar a nascente, regresso

até lá, que chova de tristeza

Obrigada

Sorriso