https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Na minha aldeia

 

Na aldeia

Como é linda
a minha aldeia,
tem um cheiro
a pão de trigo
de cevada e de aveia.
As courelas
bem garridas,
ali, nada nos falta,
dos verdes das hortaliças
às papoilas coloridas.
Ondula aquele dourado
da seara já madura,
esbate-se
no azul do Céu,
numa infinita lonjura.
O aroma do pomar,
o rio, a ponte,
as lavadeiras no rio.
As bilhas em fila
na fonte.
Tudo tem uma candura
uma leveza no ar,
paz, alegria, e graça
coniventes,
entre as gentes do lugar.
Um tesouro,
perdido no meio da serra.
Feliz de quem o encontra,
nasci lá,
é minha terra.

Vólena

 
Autor
Volena
Autor
 
Texto
Data
Leituras
952
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
GELComposicoes
Publicado: 09/04/2013 01:40  Atualizado: 09/04/2013 01:40
Luso de Ouro
Usuário desde: 04/02/2013
Localidade: Uberlândia - MG - Brasil
Mensagens: 2374
 Re: Na minha aldeia
Gostei muito!
Fiquei imaginando, deu vontade conhecer.
Abração.