https://www.poetris.com/
 
Crónicas : 

SOU....

 
Tags:  vida    reflexão    personalidade  
 
Open in new window





















S O U


(algo que escrevi sobre mim, baseada num texto de Martha Medeiros)


Sou diversificada, as vezes sou nada. Sou chocolate amargo,mas doce para a vida. Sou multidão, mas também solidão.

Sou riso alto, e choros escondidos. Sou amiga, até o fundinho. Sou divertida. Sou café puro sem açúcar mas doce para a vida. Sou dietética aos extremos, mas tenho minhas ressacas.

Sou maquina fotográfica em punho. Sou antagonica: quero e não quero. Sou caneta e papel pronta pra poesia. Sou inquieta, ansiosa, sou destemida, fingindo não ter medo. Sou mulher carinhosa, gata manhosa.

Sou musica, dia e noite, noite e dia. Sou cantora (uma das melhores) dentro do meu carro. Sou insegura, mas finjo-me de forte. Sou pura vida, não gosto de pensar na morte.

Sou chocolate a qualquer hora (como escondido e não reparto). Sou copo de vinho, tinto ou seco, não importa. Sou indecisa, e decidida. Sou colonia cherry blosson, calca fuso, sandália de dedinho. Sou chiclete de fruta, coca-cola diet sem gelo.

Sou pizza com salada. Sou laranja e manga. Sou diversos shampoos por semana. Sou mulher de qualquer marca de roupa. Sou direta e assertiva. Sou calada quando ferida. Sou praia, areia e mar. Sou observadora coleciono momentos.

Sou escandalosa e sou eu mesma. Sou exercício físico, mas tenho minhas recaídas Sou salada de qualquer tipo. Sou pe no chao, sentimentos descalços Sou chorona, mesmo com Zoloft. Sou chata, e cheia de manias.

Sou complicada, mas também sei ser fácil. Sou coração mole.
Sou reflexiva, mas ajo de sopetão. Sou flores e plantas. Sou cozinheira dedicada. Sou pipoca com queijo. Sou abraços para todo lado.

Sou lerda e esqueço tudo. Sou creme no corpo. Sou mãe exagerada. Sou banho-mania. Sou pão com manteiga e café com leite. Sou manhã feliz, de reencontros. Sou noite eterna. Sou intempestiva, arrependida.

Sou sofrida, carente de mim. Sou sangue quente correndo nas veias, sou choro partidos, abraço sofrido. Sou presa em minhas teias, sou grito de dor, gargalhada de alegria.

Sou criança, repartida em pedaços Sou coração a pulsar, entre sonho e realidade. Sou princesa na carruagem, olhos a sonhar. Sou perdida na paisagem, Sou coração verdadeiro, emoção por inteiro.

Sou canção sem um fim.



*Mary Fioratti*


 
Autor
MaryFioratti
 
Texto
Data
Leituras
810
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
18 pontos
8
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
quidam
Publicado: 25/03/2014 12:28  Atualizado: 25/03/2014 12:28
Colaborador
Usuário desde: 29/12/2006
Localidade: PORTIMÃO
Mensagens: 1438
 Re: SOU....
um diário de quem é... um espelho bonito de si... belo é mesmo uma «canção sem fim»


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 25/03/2014 14:42  Atualizado: 25/03/2014 14:42
 Re: SOU....
Gostei muito!

É "sendo" que se reafirma a vida... o milagre!





M...


Enviado por Tópico
Manufernandes
Publicado: 25/03/2014 21:31  Atualizado: 25/03/2014 21:31
Subscritor
Usuário desde: 09/12/2013
Localidade: Lisboa
Mensagens: 3860
 Re: SOU....
"Sou chocolate a qualquer hora (como escondido e não reparto)"
eu tmbm não, quando estou sozinho!
Parabéns, gostei!


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 27/03/2014 01:05  Atualizado: 27/03/2014 01:05
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: SOU....
adorei tua inspiração!
e pra quê ter fim? obrigada.