https://www.poetris.com/
 
Homenagens : 

VALENTE

 
VALENTE



E ela estava ali,
Tão linda...
Criança como nunca.
Te chamaria a dançar
Uma ciranda.
Os pés tinham cheiro de chuva,
Veio tão linda,
Tão despida.
Transbordava sua essência
Em suas mãos,
Brotavam cores.
Sua alma pintava,
Contrariando sua dor,
Gozado como tinha brilho!
Sem defesas,
Ela e seu destino.
Trazia consigo
Pés que encontram caminhos
Na dor, na cor.
Desprovida de chão
Se criou.
Tens muitos nomes,
Mas te chamo Valente.



Devo confessar que sou o contrário, meus passos seguem em contrário.
Sou uma pessoa inquieta, vou onde meu vento me leva. Artista Plástica e escritora, as vezes sem saber se pintoraqueescreve ou escritoraquepinta...
Procuro por algo, mas a intenção n...

 
Autor
Vania Lopez
 
Texto
Data
Leituras
1293
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
29 pontos
3
1
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Norberto Lopes
Publicado: 30/01/2009 00:01  Atualizado: 30/01/2009 00:01
Colaborador
Usuário desde: 15/03/2008
Localidade: Lisboa
Mensagens: 970
 Re: VALENTE
«Tens muitos nomes,
te chamo Poetisa»


Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 23/07/2011 10:34  Atualizado: 23/07/2011 10:34
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8222
 Re: VALENTE
os pés tinham cheiro de chuva . desprovida de chão
beleza.