https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Relacionamentos : 

tudo termina em dois silêncios se olhando

 

somos séries de fenômenos
que às vezes reverberam turbulências
e em outras, são quedas sutis de sereno.

é certo que um puxa o outro,
quando o tempo modorra abrir uma porta
é ágil em fechar outra.

em nossos momentos
de íntima cumplicidade
se nossas manhãs são feitas de remansos
as tardes trazem ventos pisoteando o céu,
como se cavalos selvagens
correndo pra liberdade.
o firmamento se estremece
nessas horas, com a fúria do tropel
rachando nuvens ao meio;
paredes vão ruindo no ar
na forma esfarelada de espelho.

quando tudo se aquieta na superfície das paisagens,
o sossego fecha a cortina e o torpor abotoa os lábios.

apenas dois pares de lagos, cheios e pacificados,
trocam reflexos silenciosos
de voos coreografados.


O que, às paredes, confesso.


depois do amor, como na tempestade, sempre vem a bonança...
 
Autor
MarySSantos
 
Texto
Data
Leituras
830
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
21 pontos
7
7
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Robertojun
Publicado: 14/06/2014 21:35  Atualizado: 14/06/2014 21:35
Colaborador
Usuário desde: 31/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 2188
 Re: tudo termina em dois silêncios se olhando
Olá, MarySSantos!

Passando para ler o poema.

Parabéns!

Abraço,
Roberto Jun


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/06/2014 23:24  Atualizado: 14/06/2014 23:24
 Re: tudo termina em dois silêncios se olhando
Na superficie do olhar, um silêncio que se entrega aos lagos do amor, onde as águas cristalizam uma linda paixão.

Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 15/06/2014 00:56  Atualizado: 15/06/2014 00:56
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 6511
 Re: tudo termina em dois silêncios se olhando
Olá Mary,

Parabéns!!

Uma belíssima

construção

poética.

Gostei!!

Beijos,

Mary Jun

Open in new window

Enviado por Tópico
VCruz
Publicado: 15/06/2014 13:44  Atualizado: 15/06/2014 13:44
Colaborador
Usuário desde: 08/06/2011
Localidade:
Mensagens: 679
 Re: tudo termina em dois silêncios se olhando
Belíssimas imagens...do fulgor ao sossegar, como se fosse um único fôlego...
Bjão
V.

Enviado por Tópico
Frederico
Publicado: 10/06/2016 14:32  Atualizado: 10/06/2016 14:32
Colaborador
Usuário desde: 12/08/2014
Localidade: Loures
Mensagens: 604
 Re: tudo termina em dois silêncios se olhando
O quando termina assim
tudo acaba bem...cheios, pacificados
Genial poema
Abraços
FC

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 10/06/2016 19:43  Atualizado: 10/06/2016 19:43
 Re: tudo termina em dois silêncios se olhando
Complicado de se entender, ai o que fiz, para não ser chamado de burro.
Me transformei em um dos lagos, ficando quietinho no meu canto, para não ganhar um puxão de orelha.
Aprendi com meu finado Avo, Deus o tenha.
Dizia.
_ Quando notares que a comida e pouca.
Deixa que os gulosos briguem.
Puxa a cuia de farinha para o seu lado.
Ficar bem poeta.
PG