https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Vaidades minhas

 
 
Vaidades minhas

Vaidades de vaidades,
Tudo é e virá a ser...
Vaidade...
D. Leandro Yossef

Amar é uma ínfima vaidade
Posto que o que resta-nos é saudade
Um sorriso que nascera no amar
É o mesmo choro que brotara no sonhar...

O medo que resta-nos é a vaidade
Que rouba-nos a bela conformidade
De um dia poder amar por amar,
E viver um simples e vil belo apaixonar...

Agora resta-nos mais outra vaidade
Tudo que vivemos e não lembramos
De tudo que um dia fora a doce lealdade...

De tudo aquilo que um dia sonhamos
Transverte-se na mais triste liberdade
Das puras lembranças que nunca lembramos...

D.Ferreira Yossef, 04/02/2015


Facebook pessoal: https://www.facebook.com/leandro.yossef

Facebook Página: https://www.facebook.com/PoetaYossef?ref=hl

Ficava muito contente em ter a vossa visita, abraços...

 
Autor
LeandroYossef
 
Texto
Data
Leituras
401
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.