https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Amor Alimento

 
Open in new window











Amor Alimento

Aquela dor, a maior que há na vida,
Entranhada no peito fortemente
Alimentou de cinza a minha mente
Feito restinho de brasa esmaecida.

Sendo intensa, trágica, imerecida...
A Perguntei, talvez, inutilmente:
“O que te fiz, ó dor, tão gravemente,
Que me destróis, assim, enraivecida?”

E, Me respondeu a dor como se fora
Aniquilar-me à luz abrasadora
Mostrando todo seu contentamento:

“A fome induz o caçador à caçada,
O choro atrai minha sutil emboscada...
Enlevo-te o amor, e enfim, me alimento.”

Álvaro Silva

 
Autor
Álvaro
Autor
 
Texto
Data
Leituras
377
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
17 pontos
5
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 29/05/2015 19:12  Atualizado: 29/05/2015 19:13
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 15944
 Re: Amor Alimento
Poeta
Amor Predador

“A fome induz o caçador à caçada,
O choro atrai minha sutil emboscada...
Enlevo-te o amor, e enfim, me alimento.”

A carência a torna uma presa fácil, ao enxugar seu choro, faço juras de amor, jogo meu laço, pronto, devorado(a).
É bem assim!
Desculpe a interação! Gostei!
Beijos!
Janna


Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 29/05/2015 19:20  Atualizado: 29/05/2015 19:20
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Sol Poente
Mensagens: 6274
 Re: Amor Alimento
Belo soneto, adorei.
Abraço!
upanhaca


Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 29/06/2018 22:09  Atualizado: 29/06/2018 22:09
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9217
 Re: Amor Alimento
Boa noite Alvaro, teus versos enredam um personagem que se alimenta dos afetos amorosos de um determinado alguém que o apetece libidinosamente, parabéns pelo vosso envolvente soneto, um abraço, MJ.