https://www.poetris.com/

 
Offline
Álvaro
Nunca o Perdi
Nunca o Perdi Em tenra idade a orfandade paternal Rompeu a porta sem divisar a tramela. ...
Enviado por Álvaro
em 12/08/2018 16:27:13
Offline
Álvaro
Despedaçado
Despedaçado À guisa de inefável desencanto Fostes vós -fina flor do holocaust...
Enviado por Álvaro
em 24/07/2018 01:50:20
Offline
Álvaro
A Lua
A Lua Há na lua um arco-íris sem as cores A tez monocromática das eras O feitiço nos o...
Enviado por Álvaro
em 22/07/2018 15:37:45
Offline
Álvaro
HUMANA REDENÇÃO
Humana Redenção Onde se encontram as salivas cuspidas, O ricto torpe e mordaz do uf...
Enviado por Álvaro
em 03/07/2018 17:08:20
Offline
Álvaro
Amor Alimento
Amor Alimento Aquela dor, a maior que há na vida, Entranhada no peito fortemente Ali...
Enviado por Álvaro
em 29/05/2015 19:04:11
Offline
Álvaro
Orgulho e Vaidade
Orgulho e Vaidade Recua ante o orgulho que te exalta o lume, Cessa a vaidade tola nest...
Enviado por Álvaro
em 27/05/2015 19:30:24
Offline
Álvaro
Enganos
ENGANOS Fui completa ruína dos seres que amam Enorme alegria destes mesmos seres, Fui ...
Enviado por Álvaro
em 23/05/2015 14:30:01
Offline
Álvaro
Amada Sara
Amada Sara Sei que muito te amaria se pudesse Quão ansioso nos teus braços me ...
Enviado por Álvaro
em 03/02/2015 01:20:46
Offline
Álvaro
Conduzindo Desalentos
CONDUZINDO DESALENTOS Dizem, os corações ainda empedernidos, Certo serei ao esquec...
Enviado por Álvaro
em 30/01/2015 01:02:17
Offline
Álvaro
Nesse Mundo
Nesse Mundo Vênia às celebridades mundanas! Suas guerras, empáfias e mentiras... Que exacerb...
Enviado por Álvaro
em 28/01/2015 02:01:09
Offline
Álvaro
Sinto Apenas
SINTO APENAS Importo ao meu verso simples, o sentimento! - Flor imarcescível das aurora...
Enviado por Álvaro
em 22/01/2015 15:07:29
Offline
Álvaro
Teu Meu Brasil
Teu Meu Brasil Cumpre seja todo fim mais belo que o meio Não é a presença, mas a fa...
Enviado por Álvaro
em 19/01/2015 14:46:42
Offline
Álvaro
Rogativa
ROGATIVA Oh! Pai, criador do criminoso e do justo... Fazei dessa terra...
Enviado por Álvaro
em 15/01/2015 13:58:31
Offline
Álvaro
A Dor
A DOR Oh! Dor, tu és a tácita estradeira Desbravando as montanhas grandiosas Dos ...
Enviado por Álvaro
em 13/01/2015 20:09:56
Offline
Álvaro
Perene Amor
Perene amor Perene será este amor Que em meu peito vive já morto, Que alimenta a dor, Que esvazi...
Enviado por Álvaro
em 12/01/2015 20:14:46
Offline
Álvaro
E Das Vezes
E Das Vezes Quero-te sem medo e sem receios! Condensarei teu murmúrio ao meu alcance Na mais pur...
Enviado por Álvaro
em 12/01/2015 17:41:37
Offline
Álvaro
Como Eu
COMO EU Vivo a inquietante turba das falências, A imperfeição complexa do fracasso... Falaz e ve...
Enviado por Álvaro
em 11/01/2015 14:09:54
Offline
Álvaro
A Jenário
A Jenário Desde origem informe de embrionário Quando foste cerebralmente torto - Livre da culmin...
Enviado por Álvaro
em 09/01/2015 14:55:46
Offline
Álvaro
ARREPENDIDO
ARREPENDIDO Envenenado cedi às ilusões descabidas. Oh! A deixei, sem porquês... Indiferente... N...
Enviado por Álvaro
em 09/01/2015 13:09:54