https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Brasa à sardinha

 
Tags:  sangue    suor e lagrimas  
 

Subi o sangue à Cabeça
Por não viver a barba longa
Duma aliança que não reconhece
O impulso interior dos seus filhos

Remeto-me ao silêncio
Ao render-me à evidência

Passei revistas às tropas
Com pensamentos e palavras
Da Minh ‘alma em fervor
Mas, não consigo puxar
A brasa à sua sardinha

Ninguém mais aguenta os cavalos
Ao andar nas lonas amarfanhadas
Pelo cântico inaudito dos tolontros
Na sombra das praias escondidas


Zau Makaveli

 
Autor
zaumilson02
 
Texto
Data
Leituras
202
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.