https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Perfume das Rosas

 
Trazia contigo os aromas das rosas
Junto com os frescores das auroras,
Constelações ocultas nos olhos seus...

Boca de onde brotam poesias e prosas
Veludos de volúpias dos lábios meus...

No frenesi dos movimentos pélvicos
Corpos se salgando e beijos de doçuras,
Gritos e gemidos em chamas dos infernos,
Chamas dançarinas em mares de loucuras
Pelas gigantescas e vermelhas labaredas
Do libido das línguas de incríveis envergaduras,
Alimentos das almas em lenhas acesas...

No V da virilha, uma caixa de surpresa,
Um baú secreto de perigoso e bom tesouro
Onde posso fazer desenhos com os dedos,
Fazendo-te arder em delírios e desejos...

Nos seios tem uma via láctea de ouro,
As vagas do mar nos seus olhos fazem morada,
As aves do céu em seus ombros repousam,
Em seus cabelos jorram estrelas em cascatas,
Borboletas mágicas seu corpo de flores adornam,
Alumia sua tez uma luz de lua prata furtada...

Chegou mansa como vento sul em suave verão
Adentrando os poros do meu cicatrizado corpo,
Secando o sal de lâminas que dilacerava o rosto,
Tornando o meu território espacial, o "Aqui",
Fazendo o meu tempo surreal, o "Agora"
Complementando o que trazia em minhas mãos

( Nuvens dos sonhos que nunca vão se embora).



Gyl Ferrys

 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
290
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
16 pontos
4
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 21/03/2018 16:07  Atualizado: 21/03/2018 16:07
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 6594
 Re: Perfume das Rosas
Boa tarde, Gyl,

Parabéns, pelo texto bem escrito com maestria...
De forma acessível a uma boa leitura. Na medida certa!

Um abraço,
Mary Jun


Enviado por Tópico
Carii
Publicado: 21/03/2018 16:19  Atualizado: 21/03/2018 16:19
Colaborador
Usuário desde: 28/11/2017
Localidade:
Mensagens: 1772
 Re: Perfume das Rosas
Gyl.. um bonito e sensual versar. Enquanto lia lembrava-me desta canção. Lindo poema! Abraços.