https://www.poetris.com/
Poemas : 

LEMBRANÇAS

 
Basta-me
Ter-te
Querer-te
Certo do sim

Pois, esquecer - te
É difícil demais
Seria como saber
Que não ter-te
Seria esquecer-me
Certo do sim

Esquecer-te
Seria quase morrer
Perder o rumo, a rima
Certo do sim

Seria pendurar o dia na varanda
Não achar graça de nada
Sufocar de tanta falta de ar
Certo do sim

Vestir sua roupa, apertar sua pele
Beijar sua imagem na parede do quarto
Bater palmas nesse último ato
Dar risadas tristes nessa tarde amarela

Certo do sim
Certo do sim
Certo do sim


José Veríssimo

 
Autor
veríssimo
 
Texto
Data
Leituras
169
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
4
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Lucineide
Publicado: 10/06/2018 17:22  Atualizado: 10/06/2018 17:22
Colaborador
Usuário desde: 06/12/2015
Localidade:
Mensagens: 1260
 Re: LEMBRANÇAS
Quando a gente ama, nada importa. O ser amado é importante demais . Só ele basta. Parabéns pela poesia maravilhosa.


Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 10/06/2018 21:23  Atualizado: 10/06/2018 21:23
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12514
 Re: LEMBRANÇAS P/veríssimo
Um encantador poemas feito lembranças, gostei muito,
abraço Vo