https://www.poetris.com/
Poemas : 

comunhão

 



ser-te-ei paz
que sangra
palavras

dar-te-ei
seiva
brava

consome,
fustiga
e não
agrava


O que, às paredes, confesso.

 
Autor
MarySSantos
 
Texto
Data
Leituras
144
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
0
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.