https://www.poetris.com/
Poemas : 

Amizades interiores

 
Pareço equilibrada apenas pela guerra que tenho em mim, destes dois monstros que decidiram aqui habitar.
Enquanto um me suga toda a energia e me faz zerar a mente de pensamentos, outro me enche de questões sobre coisas que nem acontecerem ou podem acontecer, nem sei, nem ele sabe...
Enquanto um me rouba a vontade de acordar, outro não me permite adormecer atormentado os meus sonhos num sono que devia ser descansado.
Enquanto um me rouba a vontade de viver outro quer que eu viva e faça tudo de uma vez.

Hoje não sei qual sinto, enquanto dormem os dois abraçados
 
Autor
Luasdepapel
 
Texto
Data
Leituras
131
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.