https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

Em teu reino d’amor

 
Open in new window
No amor, sou tudo;
Sou todo o vento do prado
Sou todos os afectos,
Sou todos os beijos,
Sou guardião das rosas.
No amor, sou tudo
E sou nada;
As vezes me zango,
As vezes me rio,
Me zango com tua ausência,
Me rio no calor do teu abraço.
No amor, sou tudo;
Sou o pôr-do-sol em teus olhos
Sou tua primavera
Sou tuas ondas nas Bahamas
Sou servo em teu reino.
No amor, sou tudo
E sou nada;
As vezes confundo
Amor e paixão
Prazer e gemidos fingidos
Orgasmo e ejaculação.
No amor sou tudo
E sou nada;
As vezes me zango,
As vezes me rio,
E neste rio do tudo
E do nada,
Me diga quem sou,
Em teu reino d’amor.

Adelino Gomes-nhaca


Adelino Gomes

 
Autor
Upanhaca
Autor
 
Texto
Data
Leituras
308
Favoritos
4
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
41 pontos
1
4
4
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 25/11/2019 14:24  Atualizado: 27/11/2019 01:46
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Sol Poente
Mensagens: 6611
 Re: Em teu reino d’amor
No amor,
Sou braças ardentes
Dum frívolo amor,
Sou coração aberto
Ao mundo e ao perdão.
No amor, sou tudo
E sou nada;
Sem seu abraço
E sua compreensão,
Sou o nada de todos os
Nadas nas curavas da vida.