https://www.poetris.com/
Sonetos : 

SOB O PÓRTICO

 
Tags:  SONETOS 1999  
 
SOB O PÓRTICO

Observo do vestíbulo o arco gótico,
Sobre-elevando ogivas a alturas vãs,
Como se não para homens, sim titãs
Que viessem n'um cortejo apoteótico.

Do mais extravagante ao mais exótico,
Cruzes santas e gárgulas pagãs
Ornam os capitéis d'onde malsãs
Testemunham outro óbito despótico...

Há algo que repugna e atrai no crime
E as cabeças roladas a um só gesto
Não falam apinhadas sobre o vime.

Hoje, esse átrio silente é só seu resto,
Onde tão desolado que sublime,
Eis-me aqui sob o pórtico funesto!

Belo Horizonte - 12 10 1999


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
30
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.