https://www.poetris.com/
Poemas : 

é tarde

 
Tags:  solidão  
 
Gostava de gostar de mim
Em tanto sonho frustrado
Mas a vida fintou-me assim
Vou aceitá-la até ao fim
De espírito inconformado.

Antes menos do que pior
Não me dou a um desgosto
E se o passado me contrapor
Para este mal ser menor
tiro-lhe a raiva do rosto.

Meia vida já se me foi
Tudo me falta em metade
Só em dobro o que me dói
Só o que virá me destrói
Se me faltar a vontade.

Ás vezes é porque não quero
Estou cansado para querer
Do cansaço ao desespero
É o tempo de ser sincero
E só espero ver para crer.

É tarde no que não posso
Gostava de ser como era
Mas o tempo não é nosso
E o resto de mim, endosso
Ao seio de uma quimera.

Mas se como era eu fosse
Talvez fosse como não sou
Com sonhos em minha posse
Num desvio de vós, precoce
Que são da vida onde estou.


Nascer para ser feliz

 
Autor
bloackt
Autor
 
Texto
Data
Leituras
49
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
1
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
TrabisDeMentia
Publicado: 05/06/2020 09:06  Atualizado: 05/06/2020 09:06
Webmaster
Usuário desde: 25/01/2006
Localidade: Bombarral
Mensagens: 2370
 Re: é tarde
Fechou com chave de ouro, o poema. Abriu, a minha boca.

Uahh, triste mas fantástico!

Obrigado pelo momento,
Sei que não devia mas, fiquei feliz :)