https://www.poetris.com/
Sonetos : 

Faz tempo

 
Faz tempo que não desfruto
Do corpo de uma mulher
Não, não estou de luto
Mas o destino assim o quer

Mas sinto a falta do seu perfume
De deslizar suavemente pela sua silhueta
Em mim nasce um lume
Com uma chama ereta

Mas vejo-a sempre como uma descoberta
Um desejo de descobrir o desconhecido
E jamais uma mera conquista

Onde o nada é profundo
Claro que também saceio a vista
Mas isso passa num segundo!!!

 
Autor
sisnando
Autor
 
Texto
Data
Leituras
46
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.