https://www.poetris.com/
Poemas : 

Dama de Negro

 
Ela veio a mim uma certa manhã
Uma solitária manhã de domingo
Seu lindo cabelo loiro balançava
Livre ao suave contato do vento
Eu nem sei como ela me acolheu
Já que a estrada era tão escura
Ainda que lutasse contra o mal
Era viver em meio à devastação
Em duelos que jamais acabariam
Por vezes ela lutou ao meu lado
Mas, não pensava só em guerras
Por isso ela me estendeu a mão
E me aconselhou com sabedoria
Disse tenha fé, acredite em mim
Preencheu meu coração de vida
Ela me chegou vestida em negro
Mas seu sorriso era feito de luz
Eu cederia a eternidade por ela
A lembrança daquele dia é viva
Ela virou-se, seguiu seu caminho
Eu apenas a vi ir-se na distância
Mas agora sei não estou sozinho



Dor e angústia protagonizam o show
Quando a noite vem, a mágica se faz
Nasce o poema das entranhas feridas
Então, abro as asas e voo ao infinito.




 
Autor
Mr.Sergius
 
Texto
Data
Leituras
111
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.