https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Surrealistas : 

Lua de Ìcaro

 
Tags:  loucura    insanidade    pressentimento    extasiado  
 
Escravo da insanidade
Despercebe a loucura,
Manifesta a liberdade
Ainda que por detrás das grades
Da pequena cela escura.

Orgulhoso das enormes asas
Sobrevoa a cidade,
Acima dos telhados sujos das casas
Mesmo que com as mãos atadas,
Bate palmas de felicidades.

Os pés no chão úmido e frio
Não lhe remetem a realidade;
Plaina sutil
Em seu vôo infantil
Tal como anjo de verdade.

Os olhos brilhantes
Miram por hora a lua que nos parece vazia.
Rasga ao meio nuvens gigantes
Extasiado com o azul cintilante
Que os outros homens não viam.

Enquanto a platéia aturdida assiste,
A busca continua.
No rosto aflito o sorriso insiste
E ainda que convulsionado o corpo resiste
Pressentindo a alma chegar à lua.

 
Autor
espigao
Autor
 
Texto
Data
Leituras
572
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.