https://www.poetris.com/
Poemas : 

Línguas em comunhão

 


Não aos dedos em riste,

não queremos que as mentes

sejam pastéis de vento

nem que as línguas

sejam ferros, navalhas.

Antes apertos de mãos,

línguas em comunhão

amainando os corações.

Diante do contexto mundial

queremos disseminar amor

democratizar a paz!


Janna



 
Autor
Jmattos
Autor
 
Texto
Data
Leituras
158
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Valdevinoxis
Publicado: 17/11/2022 16:30  Atualizado: 17/11/2022 16:30
Administrador
Usuário desde: 27/10/2006
Localidade: Aguiar, Viana do Alentejo
Mensagens: 2095
 Re: Línguas em comunhão
Gostei do texto. É forte e pertinente.
Se fosse eu o autor (e gostava de ter sido ) não teria escrito as últimas três linhas porque entendo que condicionam a leitura interpretativa. Sem elas o leitor poderia sempre colocar a obra noutros contextos.
Não obstante é um bom texto.