https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

Castelos de ilusões

 

Assola-me o teu corpo endiabrado qual vulcão
Que me asfixia numa sã e energética loucura
Relembro o toque da tua pele
O sabor quente da tua boca feita doçura!

Passeio por castelos de antepassados remotos
Adivinho-lhes a existência dura e cruel
Também a minha existência é feita de nuvens que choram
Trazendo com elas, ao longe na planície o fel!

Vidas feitas de efémero algodão doce
Almas de olhos no chão implorando perdão
Quero ser ave solta que não tem caminho de regresso
Recuso-me a cair de novo nas teias da ilusão!

Ergo os braços ao vento soltando ecos
Meus olhos alcançam a planície para além da tempestade
Só tu não me sais do pensamento
Ficarás para sempre com o nome de saudade!
 
Autor
AnaMariaOliveira
 
Texto
Data
Leituras
540
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
5
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Henrique Pedro
Publicado: 04/09/2008 13:40  Atualizado: 04/09/2008 13:40
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2007
Localidade:
Mensagens: 3821
 Re: Castelos de ilusões
Lindo o tempo se encarrega de apagar essas sensações das memórias do corpo, de cada célula nervosa e só depois se verá p que realmente resta. Parabéns. Beijinho


Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 04/09/2008 20:23  Atualizado: 04/09/2008 20:23
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: Castelos de ilusões
Escreveste mais um belo e arrebatador poema,
Ana.
Um beijo,
Vóny Ferreira

Enviado por Tópico
GlóriaSalles
Publicado: 05/09/2008 22:55  Atualizado: 05/09/2008 22:55
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2008
Localidade: Flórida Pta-SP
Mensagens: 2514
 Re: Castelos de ilusões
Eu simplesmente voei em todas as palavras!
Cada palavra me disse tanto...
Como se falassem de alma para alma.
Uma sensação maravilhosa, em cada verso.

Meu beijo Open in new window

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 06/09/2008 14:37  Atualizado: 06/09/2008 14:37
 Re: Castelos de ilusões
Quanta sensibilidade neste poema! Tanta doçura e tristeza numa dualidade de sentimentos.Adorei Ana.
Beijo azul...Sempre!