https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Desilusão : 

Sementes lançadas no deserto

 
Neste deserto inóspito
Outrora verde e fértil
Onde sementes de bonança
Lançadas foram... em vão!
Venenosos bagos
Espalhados no chão
Produziram ódios
Queimaram a terra
Tornando-a estéril
Foi uma loucura
Foi um engano
Semear esperança
Para colher desilusão!
Mas a terra é vida
Talvez se regenere
E outras sementes
Lançadas serão
Talvez um dia


*... vivo na renovação dos sentidos, junto da antiguidade das lembranças, em frente das emoções...»

Impulsos

coisa pouca

 
Autor
cleo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1281
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
juvepp
Publicado: 07/06/2007 21:43  Atualizado: 07/06/2007 21:44
Colaborador
Usuário desde: 13/04/2007
Localidade: Machico - Madeira
Mensagens: 547
 Re: Sementes lançadas no deserto
Olá Cleo, a esperança é a última a morrer. Acredita que nada é em vão. Não lamentes as sementes lançadas. Elas germinarão amores, simpatias amigos do coração. Tenho de me conter para não me alongar.É que escreves com tanta emoção e criativa que é difícil conter-me. Gostei imenso dos teus comentários. Lavaram-me a alma. Sorri e obrigada. Sê feliz. Um beijo

Enviado por Tópico
Gilberto
Publicado: 07/06/2007 23:13  Atualizado: 07/06/2007 23:13
Colaborador
Usuário desde: 21/04/2007
Localidade: V.Nde GAIA-Porto
Mensagens: 1804
 Re: Sementes lançadas no deserto
É verdade Cleo...
Quantas vezes nos enganamos...
Quantas vezes amamos...e sofremos. Muitas!

A vida é feita destas coisas.
Haverá outros ventos...outros mares.
Onde encontrarás o teu porto de abrigo.

Belíssimo poema!

Beijinhos