Poemas : 

Autopsicografia

 
Tags:  fernando pessoa  
 
O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.

E assim nas calhas de roda
Gira a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama o coração.


Fernando António Nogueira Pessoa
( 03/06/1888 — 30/11/1935)
Autores Clássicos no Luso-Poemas

 
Autor
Fernando Pessoa
 
Texto
Data
Leituras
1398
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 02/08/2009 11:04  Atualizado: 02/08/2009 11:04
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Autopsicografia
Um dos poemas emblemáticos de Pessoa, que nos identifica um pouco, cada um de nós.
Abraço0o! Abílio

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 02/08/2009 11:15  Atualizado: 02/08/2009 11:15
 Re: Autopsicografia
NÃO É SEMPRE NA OBSERVAÇÃO DO COSTUME E DAS COISAS QUE SE FAZ AS GRANDES COISAS. É NA OBSERVAÇÃO DO DIA A DIA. É UM POEMA POPULAR É VERDADE MAS É UM POEMA FALIDO ISTO É MAIS SIMPLES. NÃO TEM COISAS QUE TEM SIGNIFICADO E AÍ O OBJECTO DE CULTO.
É NA OBSERVAÇÃO DO MITO DE PESSOA QUE SE VIVE HOJE E ISSO É IMPORTANTE QUE SE VEJA POIS NO ESTUDO DE TUDO É SEMPRE ESQUECIDO.
É NO INCONFORMISMO E SABER COM A POLÍTICA E A VIDA QUE SE FAZ ESTE POEMA.
ABRAÇO PARA PESSOA.
AMANDU

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 02/08/2009 14:56  Atualizado: 02/08/2009 14:56
 Re: Autopsicografia
Património da Humanidade.