https://www.poetris.com/

 
(1) 2 3 4 5 »
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
O FIM (soneto)
Talvez queria, quando tive. Mas quis Que, este amor fosse tão duradouro Entre o prólogo e o ponto...
Enviado por LucianoSpagnol
em 21/02/2020 11:29:23
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
FRENESI (soneto)
Medo, mas pro amor não cabe dúvida No seu o meu olhar eu assim o queria E, em teus abraços minha ...
Enviado por LucianoSpagnol
em 20/02/2020 16:05:08
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
UM CORAÇÃO (soneto)
Conheço um coração, tão apaixonado Toca lira constante, e em que perdura A amizade, presença do a...
Enviado por LucianoSpagnol
em 20/02/2020 10:58:45
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
VELÓRIO (soneto)
Penso às vezes na minha morte, os tutores Se dela estarei dormindo no meu cansaço Penso nas insta...
Enviado por LucianoSpagnol
em 18/02/2020 19:31:25
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
SAUDADE EM PROSA (soneto)
As saudades lá se foram, respingadas Lá pelo tempo... outra estória e verso Mesmo assim na memóri...
Enviado por LucianoSpagnol
em 16/02/2020 17:13:54
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
ROUPA NOVA (soneto)
Muita vez houve tristura dentro da emoção! Peito aberto, de sentimentos tão cristalinos Sobre os ...
Enviado por LucianoSpagnol
em 16/02/2020 11:09:51
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
ALMA GÊMEA (soneto)
Ó amor! ó sensação piedosa e pura! Ó sentimento... implacável e ferino - Afeto, que laça de chei...
Enviado por LucianoSpagnol
em 15/02/2020 23:49:34
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
CERRADO EM SONETO
Olha! A imensidão do cerrado ao teu ver figura Detém-te! Neste encontro de misteriosas plagas O b...
Enviado por LucianoSpagnol
em 14/02/2020 15:19:10
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
MICRO MUNDO (soneto)
Vivendo e amando, em sorvedoiros fecundos De tudo: desgostos, prazeres, silêncio e festas De desv...
Enviado por LucianoSpagnol
em 13/02/2020 11:24:06
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
ACORDO (soneto)
Alegro... vejo a ventura em aclive e rama Toda a sorte, que contenho na alma boa Abarca-me em gl...
Enviado por LucianoSpagnol
em 12/02/2020 13:27:57
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
NO TRONCO DO IPÊ (soneto)
O ipê resplandece, na sede do inverno Árido e frio chão, resistir o seu nome Durar, no estio, qu...
Enviado por LucianoSpagnol
em 12/02/2020 10:29:17
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
MY BLAME (soneto)
Imagino às vezes diferente, os amores Que deliciei atado em trabalhoso laço Penso no que fiz e o...
Enviado por LucianoSpagnol
em 11/02/2020 19:03:33
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
FIRMAMENTO (soneto)
Por tantos amores, desvairado e descontente O teu, eu reconheci naquele exato momento Pois, o meu...
Enviado por LucianoSpagnol
em 10/02/2020 23:25:56
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
POETANDO O VENTO (soneto)
Melancólico, gemem os ventos, em secas lufadas No cerrado do Goiás. É um sussurrar de ladainha Em...
Enviado por LucianoSpagnol
em 10/02/2020 11:58:33
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
AMADOR (soneto)
Amor, latejo em ti, no meu peito, por onde Sinto! és perfume, e calor, e amizade, e clamor E, ao ...
Enviado por LucianoSpagnol
em 08/02/2020 10:12:29
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
LUZIR D’ALVA (soneto)
Ao luzir d’Alva, no cerrado, a saudação Ipês, buritis, lobos guarás, doce melodia Ó que feitiços ...
Enviado por LucianoSpagnol
em 07/02/2020 11:39:24
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
VERSOS DE AMOR (soneto)
Os versos de amor não expiram, são eternos Adoçam a amargura e embala o pensamento E nestes senti...
Enviado por LucianoSpagnol
em 06/02/2020 20:17:42
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
POR AMAR (soneto)
Por tantos caminhos, aflito e perdido Imaginei nas venturas ter firmamento Que inda agora mesmo,...
Enviado por LucianoSpagnol
em 06/02/2020 13:10:07
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
PRAVOS A POETAR (soneto)
Estes, que a inspiração cruel poeta Marcando-os com tristonha tensão Estes ditados em má sorte na...
Enviado por LucianoSpagnol
em 04/02/2020 11:07:26
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
SURGIR O DIA (soneto)
Tinge-me o horizonte do cerrado... Agora Rubro, no céu azul, num fascínio profundo De fogo, tinge...
Enviado por LucianoSpagnol
em 03/02/2020 11:16:07
(1) 2 3 4 5 »