https://www.poetris.com/

 
Offline
Marília L. Paixão
fechando a porta em mim
FECHANDO A PORTA EM MIM Pensei num abrigo Diferente dos meus braços para ofertar-lhe Mas você j...
Enviado por Marília L. Paixão
em 29/07/2007 02:44:14
Offline
Marília L. Paixão
DONA DA CHAVE
Cansada Estaria Guardada Debaixo da sombra De alguma gaveta Estaria dormindo E nunca acordada S...
Enviado por Marília L. Paixão
em 23/07/2007 16:37:56
Offline
Marília L. Paixão
AMANTE DAS SÍLABAS
Eu beijo a beleza do que escrevo Não do que digo Eu invejo minhas próprias letras E me revitalizo...
Enviado por Marília L. Paixão
em 23/07/2007 13:58:18
Offline
Marília L. Paixão
CADA LINDO ESPAÇO NOVO!
Venha até aqui sente-se um pouco Olha o tanto que o mar já chorou Parece pouco? Olhe em volta ...
Enviado por Marília L. Paixão
em 21/07/2007 15:25:01
Offline
Marília L. Paixão
QUENTE COMO UM FERRO
TENHO DITO QUE SE CHORO É POR FALTA DE RISO TENHO DITO QUE SE RIO É POR QUE CHORAR JÁ INUNDARIA O...
Enviado por Marília L. Paixão
em 25/06/2007 19:45:41
Offline
Marília L. Paixão
UM DIA SEM MISTÉRIO
Não tenho nenhum direito de lhe atirar palavras más Mesmo quando me liga sem me falar das boas Ol...
Enviado por Marília L. Paixão
em 25/04/2007 16:23:42
Offline
Marília L. Paixão
ESPELHO SUJO
Não estava ali comendo poeira Tava me alimentando Estava Tava matando minha sede Estava Tava varr...
Enviado por Marília L. Paixão
em 25/04/2007 15:44:23
Offline
Marília L. Paixão
FORÇA BELA
Ela veio O nome dela Formou um inteiro. Ele foi O nome dele Ficou para sempre Solto. O nome dela ...
Enviado por Marília L. Paixão
em 25/04/2007 15:29:44
Offline
Marília L. Paixão
POR TRÁS DA IGREJA -
POR TRÁS DA IGREJA – PART ONE Por trás da igreja havia um morro belo. E também havia Um moço Bel...
Enviado por Marília L. Paixão
em 25/04/2007 14:58:39
Offline
Marília L. Paixão
PÉ DE UM NOVO MUNDO
Não há falta de beijos Não há falta de laços Não há falta de nada Mesmo quando perdemos a graça. ...
Enviado por Marília L. Paixão
em 23/04/2007 15:07:43
Offline
Marília L. Paixão
quem me acha me planta
Não sou pouco Não sou muito Não sou nada Sou muito é grata Sou tudo um pouco Perdida Achada Cad...
Enviado por Marília L. Paixão
em 23/04/2007 00:12:34
Offline
Marília L. Paixão
Resistência em glória
Eu não tenho uma casa É a minha casa que me tem Assim vou Casa afora Entre quartos Entre paredes...
Enviado por Marília L. Paixão
em 22/04/2007 16:43:29
Offline
Marília L. Paixão
O conto dos olhos
Vamos sentar ali Pediremos uma bebida Cheia de vida Pediremos um tira gosto Para evitar muito Olh...
Enviado por Marília L. Paixão
em 22/04/2007 03:01:48
Offline
Marília L. Paixão
Não acorda, amor!
Aqui no meio desta noite escura Vai um beijo para você Mas por favor, não acorde Não acorde... Q...
Enviado por Marília L. Paixão
em 22/04/2007 02:46:07
Offline
Marília L. Paixão
A VIDA BANDIDA
Toma aqui um pouco de dor Para parar de reclamar da vida Doeu bem forte? Ou doeu menos que suas p...
Enviado por Marília L. Paixão
em 22/04/2007 02:24:51
Offline
Marília L. Paixão
AS NOVIDADES
Se a moça saísse da janela O moço não veria o quanto ela era bela Se o moço não passasse pela jan...
Enviado por Marília L. Paixão
em 12/04/2007 17:21:50
Offline
Marília L. Paixão
teimosia
Para que escrever o que não gosto ou o que não posso se mais vale o gosto de poder deixar escrito...
Enviado por Marília L. Paixão
em 12/04/2007 16:45:11
Offline
Marília L. Paixão
apresentação
Uma Marília a mais Nunca uma a menos Entre a Marília um que não pude ser Entre uma Marília dois q...
Enviado por Marília L. Paixão
em 12/04/2007 16:01:43