https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens de francosilva

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de francosilva

Os Homens.

 
Há varias espécies de homens neste mundo.
Alguns, dizem mais do que sentem,
Outros sentem mais do que dizem.
 
Os Homens.

Realidade

 
A vida,
Com todas as suas glórias e tormentos,
É um sonho.
A morte,
Com toda sua crueldade,
É uma realidade.

Francisco Silva Sousa
 
Realidade

O Crente e a Crença.

 
O cristão comum é uma figura deplorável, um ser que não sabe contar até três, e que, justamente por sua incapacidade mental, não mereceria ser punido tão duramente quanto promete o cristianismo.

Friedrich Nietzsche

Na frase acima, Nietzsche faz uma alusão ao tão propagado inferno, que os religiosos e aproveitadores da fé, usam para atemorizar aos seus seguidores fiéis. Criaturas que seguramente estarão todos entre as chamas desse eterno sofrer prometido pelas igrejas, aos que não seguirem as determinações impostas por seu deus.
É impossível agradar a deus e conseqüentemente chegar a esse tão sonhado paraíso. A prescrição bíblica nunca será realizada por nenhum ser que nascer e viver nesse mundo. Cada seita ou religião, com seus deuses obstinados em oferecer terror, gincanas e sacrifícios, não dará margem a qualquer cristão chegar às portas do céu esperado por muitos que sacrificam suas vidas, a liberdade e o bom senso.
Sacrificam suas vidas quando, de cérebro lavado, entregam seus recursos aos padres e pastores na esperança de uma “salvação” intermediada por esses charlatões.
Perdem a liberdade, quando são condenados a não desfrutar das coisas que seus lideres desfrutam. Além de viverem assombrados com os castigos de deus. Apesar de pregarem a existência de outro ser imaginário chamado de satanás, que é detentor do mau, mas o que eles temem mesmo é seu próprio deus.
A perda do bom senso chega a ser uma coisa ridícula. É a que mais entra em acordo com a frase de Nietzsche. Como pode imaginar um ser racional, de sã consciência, que quando morrer irá para um lugar onde as ruas são de ouro e as colunas de suas casas de diamante?
As perguntas que me restam fazer é:
Por que acham que os seguidores de Alá são loucos quando cometem seus atos de destruição de pessoas e deles próprios, achando que vão ter algumas virgens lhes esperando no paraíso?
Por que acreditam que quase toda a população do mundo, exceto os que comungam a mesma fé, vão passar a eternidade nas chamas do inferno?
E mesmo assim, ainda acham que a sua religião é a mais amorosa e complacente.
Por que a ciência moderna, biologia, geologia, história e física não conseguem lhes convencer do contrário, enquanto um idiota qualquer rolando no chão e falando em línguas é tudo o que precisa para acreditar em deus?
Sente-se “menos humano” quando os cientistas dizem que evoluímos de formas de vidas primitivas, mas não vê problema nenhum com a alegação bíblica de que fomos criados do barro.
Afirmam que só existe um deus e que o deles é o verdadeiro. Os outros fazem a mesma afirmação e existem milhares de deuses e religiões.
Por que zombam das crenças hindus em relação à deificação das pessoas e das crenças gregas que falam de deuses fazendo sexo com mulheres, e não vêem nenhum absurdo em acreditar que o Espírito Santo engravidou a Virgem Maria, que depois deu a luz a um deus-homem que foi morto e ressuscitou?
Por que reprovam as atrocidades atribuídas a Alá, e não sentem nada quando lêem sobre como deus exterminou todos os bebês em “Êxodo” e determinou o extermínio de grupos étnicos em “Josué”, inclusive mulheres e crianças e até as árvores?
Não será insignificante uma taxa 0,01% de sucesso para as preces que são “atendidas” e tornam-se milagres – que prefiro chamar de coincidência – enquanto 99,9% falham e preferem dizer que foi a vontade de deus?
O crente só conhece algumas partes da bíblia. Aquelas que os pastores e padres determinam que leiam. São as mais chorosas, profundas, as que realmente tenham poder sobre seus cérebros.
Um crente conhece menos a bíblia e a história do cristianismo do que um ateu.
 
O Crente e a Crença.

Impossível Esquecer

 
Tentei de todas as formas tirar você da minha mente
Procurei mil maneiras de finalmente aprender viver sem ti...

Pensei que tudo fosse questão de tempo,
Tentei achar milhões de motivos
Para esquecer você!

Simplesmente não é assim.

Tenho seu rosto, seu sorriso, seus olhos
Gravados em meu coração...
Incrustados em minha alma.

Ainda sinto o toque de seus dedos!

Sinto seu beijo molhando meus lábios
Sinto o calor da sua pele.

Lutei com armas desiguais,
Enganei meu coração tentando te esquecer,
Tudo em vão...
Pois em cada parte de mim
Ainda há um pedaço de ti...

Francisco Silva Sousa
 
Impossível Esquecer

Saudade!

 
Saudade, sentimento que maltrata;
Que consome que vagueia o nosso olhar,
Que enegrece nosso dia.
Saudade, como gostaria de te apagar,
Da minha vida do meu sentir.
Saudade, angustiosa que faz chorar,
Que nos faz sentir gosto de amargura...
Saudade, sensação que domina nosso ser,
Que leva-nos a fazer coisas que não queremos.
Faz-nos perder o sentido, perder a esperança...
Saudade, não te quero,
Não gosto de tê-la comigo.
Mas qual a solução?
É inevitável, é impossível fugir.
Não conseguimos escapar desse sentimento.
Hoje estou sentindo saudades,
Sinto o desejo louco de estar perto de ti.
Sinto o coração bater na ânsia inevitável de te ver.
Sinto a respiração ofegante desejando sentir o cheiro.
Cheiro de amor, cheiro do meu amor.

Francisco Silva Sousa
 
Saudade!

A Morte!

 
Sei que um dia morrerei,
Mas enquanto isso,
Sempre desejarei,
Um coração de criança
E uma coragem indomada
De viver como adulto.
 
A Morte!

Saudade Eterna!

 
Por que partiste?
Chama bendita,
Luz da esperança,
Amor da vida,
Razão do sonho,
A mulher amada.
Esperança minha,
A nuvem levou,
O céu abraçou,
A tarde chorou,
O mar transbordou,
Com o sal dos meus olhos.
Raio de luz,
Uma poesia,
Uma saudade!
Imagem gravada n’alma,
Uma dor no coração.
A flor do jardim,
Dos meus sonhos e planos,
Da vida e dos sonhos,
Dos meus encantos!
Criança feliz,
Contigo fui,
Lagrimas alegre,
Sorrimos juntos!
Felicidade era eu e você.
O sono dos lindos sonhos,
Dormimos juntos!
Você foi meu mundo.
Meu mundo...
Acabou!
 
Saudade Eterna!

Visão!

 
Meu coração,
Saltou-me aos olhos e te viu,
Depois,
Voltou ao peito
E começou a te amar!
 
Visão!

A Violência

 
A violência nasceu com o homem e só terá fim com ele.
Nunca irá faltar motivo para falar de bestialidades e derramamento de sangue. A discórdia as agressões, estão presentes seja em que lugar for do mundo, até mesmo de onde jamais deveria ter existido.
A igreja, com sua misericórdia advinda de Deus foi uma das responsáveis por um dos maiores absurdos contra a humanidade: A Inquisição.
Milhares de inocentes foram brutamente torturados, e queimados vivos em “santas” fogueiras. Seus bens eram saqueados, obrigados a transferir o patrimônio da família para a igreja e, mesmo assim morriam miseravelmente queimados.
A troco de que?
Hoje a instituição Igreja católica, é uma das mais ricas do mundo. Seu império estende-se até mesmo onde ela não é reconhecida.
Mas a igreja é apenas parte desse tormento, apesar de que toda brutalidade universal, tenha saído do seu manual chamado de Bíblia Sagrada.
Se duvidar, é só pegar uma “sagrada bíblia”, e ler o Salmo 109. É só uma pequena demonstração.
Parte daí o pouco caso pela vida humana que, continua tomando rumos assustadores e o vermelho da vida irrigando a terra tetricamente.
O homem traz nos gestos, no olhar, em tudo o que faz a marca entalhada da violência.
Não há motivos para não generalizar. Os fatos estão à vista com muita clareza. Nos jornais, revistas, noticiários nas emissoras de televisão, rádios e, vemos in-loco muitas vezes.
Bárbaras manchetes envolvem o homem na mais estúpida das atitudes de um animal “racional!”
O passado virou história, o presente e o futuro também vão ser.
Não só o homem dos nossos dias, com a cabeça cheia de ambições modernas, é mais violento. Tudo é proporcional ao seu tempo. Todos foram, são e serão bárbaros. O ódio, a ambição, a busca por maiores espaços, mesmo que tomando os dos mais fracos, é o ingrediente indispensável para a violência.
Usemos novamente, como parâmetro, a bíblia – por ser um dos livros mais antigos - veremos que, dos 1.189 capítulos desse livro, somente os dois primeiros não nos falam do homem na pratica do mau, o terceiro já fala de Adão e Eva os praticando. E não demora muito, pois já no seguinte, aparece o assassinato de Abel, cometido pelo próprio irmão Caim.
De lá para cá, passaram-se séculos, e a história nos mostra que nunca houve trégua nessa guerra infinita. Ao contrário, houve sim, uma modernização nos métodos de matar o semelhante em maior quantidade, qualidade e com mais rapidez.
Armas sofisticadas, que causam maior terror, que destrói de muito longe, uma dor maior; o aniquilamento perfeito.
Trocaram-se as fogueiras pelas bombas atômicas; as arenas infestadas de leões, leopardos e gladiadores; por campos de concentração.
Não há diferença alguma na mentalidade do homem primitivo, com o homem atual, existe sim, uma maior tecnologia, diferentes preparos na confecção de invasões, que são preliminares das guerras. A morte chega mais diplomaticamente, sem muitos senões.
O incrível, é que se perguntadas, todos negam a violência, afirmam que até combatem, mas se na primeira esquina lhes aparecer um insulto, a veremos ao vivo e em cores. Cor de sangue! Somos o tipo de animal racional que é a favor e deseja a paz e, muitas vezes sai de casa para o trabalho chutando o cachorro e o gato de estimação! Quando volta a noite bate na esposa e nos filhos! Que espécie é essa que admiti lutar, matar ou morrer, em nome da paz?
A verdade, é que o homem é um guerreiro nato!
 
A Violência

A Criação

 
A criação como esta definida na bíblia sagrada, me parece uma coisa muito comum. Essa idéia mágica da constituição do Universo, dos mares, da luz e das trevas, dos animais e finalmente do ser humano, deixa transparecer que foi dali que se caracterizou a arte de se fazer desenho animado e a profissão dos mágicos.
Eu prefiro acreditar que formação universal tenha se dado pelos meios da lenta evolução, da transformação. Contando ainda com a exterminação dos dinossauros, pois sem o desaparecimento deles, a vida humana teria sido impossível de evoluir.
Não consigo acreditar que se possa criar alguma coisa do nada.
Acho mais sensata à explicação cientifica da formação de todas as coisas, mesmo com muitas interrogações, muitas duvidas, do que as afirmações bíblicas.
 
A Criação

Contraste.

 
Cada instante que passa, é uma gota de vida que nunca mais torna a cair. É a nossa lenta caminhada para o que de mais certo temos na vida, e que nunca iremos nos acostumar com essa idéia. A morte!
É um processo que se inicia no momento de nosso nascimento e que nos persegue por toda a existência até nos vencer sem nenhuma chance de prolongamento. Entretanto, vivemos na terrível expectativa de quando ela vai chegar e como. E quando abraça alguém que nos é bem próximo, sempre a surpresa existe e ainda nos expõe nossa fragilidade diante dessa abstrata inimiga.
O que mais me surpreende, é como existe tão pouco caso, tão pouco respeito ao que antecede a morte.

Viver.
Como é digno e bonito, poder gostar, querer, sentir, fazer e ser feliz.
Isso é viver e conviver.
Abraçar a mulher amada, admirar o sorriso da criança, sentir a amizade dos amigos, participar do mundo e fazer algo que seja bom.
Isso é viver.

Muitos morrem antes de nascer, certamente levando saudades por não haverem conhecido a vida sob o calor do sol. Nós que estamos com vida e em paz com a consciência, não existe nada melhor do que viver.

Existem muitos tipos de vida, como as que gozam todos os prazeres do mundo e as que só padecem. Contudo, mesmo enfrentando as dificuldades de uma vida sofrida, dificilmente alguém quer morrer.

Trabalhar arduamente, perder algumas lagrimas por amor, ser injustiçado, mal remunerado, enganado por legisladores, é uma constante, são coisas que ironicamente podemos chamar de vicio. Mas viver ainda é melhor.

Existem também, como vários tipos de vida, muitos tipos de morte.
Morrer!

O morto não é somente o sepultado. Pode-se estar morto andando entre os vivos. Se dentro do seu peito não bate um coração amável, se na sua cabeça não trabalha um cérebro que lhe guie os passos para os caminhos não tortuosos, conseqüentemente as suas atitudes serão drásticas e preocupantes. Esse tipo de morte tem uma grande diferença. Ela não se incomodará de causar a sua fisicamente ou moralmente.

Enquanto que os sepultados, nada nos fazem, a não ser sentir saudades. Saudades que muito mais eles levaram para a tumba, dos familiares e do mundo.

Na mais eterna miséria, já cansado de humilhações, decepções e desamor, Lautrec disse: - É tão imbecil morrer!...
 
Contraste.

Sentimento!

 
Com o meu corpo colado no teu,
Sinto o teu cheiro e o teu corpo suado,
Excitando-me a cada momento.
Teu hálito gostoso me faz delirar.
Você me amando,
Uma carícia, um beijo,
O desejo louco de amar você.
Ah! Você!
Como você me faz bem,
Como te gosto, como te quero.
Como fico louco de tanto te amar.
Te amo!
Te amo com toda a força do meu coração.
Meu corpo clama a tua procura.
Quero-te perto de mim.
Sinto que não há fronteiras para te sentir.
Desejo você, hoje e sempre,
Como um órgão vital que faz parte de mim,
A minha vida...
Não existe pecado entre nós.
Amo-te com muita intensidade.
A cada momento,
Sinto-me mais perto de você,
Pois te amo, com toda força do meu ser!...
 
Sentimento!

Velar

 
Agora que tudo acabou,
Só tenho que ouvir chorar meu coração.
Mas ainda sabendo que não posso te dá;
Juro: velarei pela tua felicidade.

Francisco Silva Sousa
 
Velar

Solidão!!

 
Na minha janela e olhos fixos na vastidão do horizonte,
Aprecio a natureza e seus fenômenos, tentando entender alguns.
O sol baixa vagarosamente.
Há um rubor dourado nas águas do mar.
Vai mudando para vermelho púrpuro e depois...
Entorpecendo em cores cinza prenunciando as sombras da noite.
Observo tudo com um olhar deprimido.
As folhas das arvores agitadas pelo vento furioso.
Parece trazer um lamento aos meus ouvidos.
Há algo de triste no aspecto da natureza.
Compartilho dessa nostalgia com o rosto entristecido.
Talvez não seja a maneira prudente de alguém gastar o tempo.
Mas uma tarde melancólica consegue me influenciar.
Uma tristeza me acompanha eternamente.
Nos momentos de calmaria, me deixo dominar por lembranças do passado.
O cenário propicia.
Sinto uma decepção, um fracasso, uma impotência.
Sonhei, sonhei e sonho!
O tempo vai passando, os anos se amontoando em mim.
Nada aconteceu!
Já é noite e continuo na minha janela.
Olho para o céu negro.
Estou cansado da luta.
A vida não foi boa comigo.
Amei na vida alguém. A morte me roubou.
Olho as estrelas e as imagino piscando na sepultura do meu amor.
Fecho os olhos e imagino a relva que cobre o tumulo.
Flores brancas e vermelhas... de todas as cores.
Vejo-me deitado ao lado dela, na mesma urna.
Em repouso e livre de cuidados.
Os olhos lacrimejam.
Os lábios tremem.
Um soluço salta do fundo do meu ser.
Volto à realidade e vou pra minha cama com minha companheira.
A solidão!

Francisco Silva Sousa
 
Solidão!!

Deus: Uma Ilusão!

 
Deus é o delírio que muitas pessoas se apegam pelo temor que a morte lhes causa. Deus é a salvação e você irá para o inferno se não for fiel a ele... Está ai à religião, um assunto quase ultrapassado que, entretanto, ainda arrebanha muitos fanáticos, mas que futuramente será esquecido.
Ser ateu não nos transforma em uma pessoa ruim, e sim em um ser que vive a realidade, sem medos e sem submeter-se a escravidão imposta por deuses.
Dizem que se você não acreditar em algo, a sua vida não tem sentido. Não é verdade. Isso é uma falsa e terrorista afirmação, uma ameaça aos “fiéis”, falando sobre pecados e inibindo as pessoas sobre, o que na verdade queriam acreditar.
Alegam que graças a deus eles chegaram a onde estão, foi ele que lhes deu saúde, prosperidade, sucesso na vida. Então você não tem créditos por seus esforços?
Imagine você ficar em casa esperando por milagres. Se você lutou, suou, enfrentou todas as adversidades e conseguiu vencer, o mérito é seu! No entanto preferem dar a deus a competência.
Por essa ótica, os ateus deveriam ser as pessoas mais miseráveis do mundo.
Cientificamente, deus é um estado psicológico, nada mais. Desde o inicio de nossos dias, começam a nos colocar as palavras mágicas em nossos cérebros de que deus é tudo e que dependemos dele para uma vida maravilhosa enquanto vivo e uma salvação da “alma” após a morte.
Deus veio de uma alegoria, o homem o criou e o transpôs como algo maior que ele próprio. O ser humano sempre foi e será dependente de algo superior. O homem primitivo, realmente não sabia de suas origens, não tinha idéia do que fossem os fenômenos da natureza. A solução para esses conflitos foi à imaginação de um ser superior. Ele precisava criar uma verdade absoluta, uma ação dominadora que manipula a humanidade durante séculos.
A igreja católica usa o “céu” e o “inferno” para gerar receita e poder, gerenciada por um ser que se diz representante do deus na terra (Papa), por bispos e padres mergulhados nos erros comuns de todos nós e que vivem nos amedrontando com as chamas do inferno.
Ninguém mais, até hoje, criou maior desespero entre a humanidade – em todos os sentidos – do que a própria igreja, perseguindo pessoas inocentes no período da Inquisição, das Cruzadas e ainda mais, com o terror do fogo eterno do inferno. Enquanto isso, o clero profanando, praticando horrendos pecados, mas se intitulando santos! Santos que obrigam a todos a cumprirem ordens de um deus que nem eles mesmos respeitam.
Se você sabe o gosto do seu deus, o que lhe agrada e não o faz, será que você também não é um pouquinho ateu? Existem pessoas que vivem com os joelhos calejados, as mãos quase coladas num abraço suplicante, curvados diante de padres, e quando saem da igreja fazem coisas inexplicáveis.
O que dizer dos homens bombas que matam inocentes em ações religiosas, imaginando que depois do suicídio vão estar na gloria?
Para a maioria, é bom acreditar em algo imaginário.
 
Deus: Uma Ilusão!

Hoje!

 
Hoje, o sol está mais radioso,
As plantas estão mais viçosas,
As flores...
Oh! As flores,
Elas estão mais fragrantes,
O céu mais azul,
O ar mais morno,
A atmosfera mais serena,
A brisa mais perfumada.
Hoje, as pessoas parecem-me todas felizes,
Cheias de bondade e muita beleza.
O otimismo abrange pessoas e coisas.
À noite...
Ah! À noite,
Calma e serena,
Reveste-se de insólita majestade.
As estrelas nunca brilharam tanto,
O rouxinol jamais soltara trinados mais melodiosos.
Hoje, a cidade inteira está em festa,
Envolta num halo de alegria e de felicidade.
As tristezas agonizam como aves agoureiras,
Feridas pelo raio.
Renascem todas as mocidades,
Reflorescem todas as ilusões.
Hoje, sentirei estar pronto a crer em tudo,
A esperar tudo e não desesperar de nada.
Hoje, tudo poderia ser possível.
O sol poderia começar no firmamento,
Uma fantástica dança sideral,
O universo desvairado,
Poderia formar-lhe um cortejo,
De astros desconhecidos,
De planetas distantes,
De satélites minúsculos.
Nada disso me espantaria.
Hoje, o mar poderia converter as ondas em chamas,
Poderia esfarelar-se as montanhas e confundir-se com o solo,
Poderiam adquirir movimentos as árvores,
Falar humano os animais.
Hoje, a escuridão poderia ser luminosa,
E as trevas serem feitas de luz,
Nada disso me chamaria à atenção.
Hoje, o que não poderia e nem deve acontecer,
É desamor.
Nada que venha a atingir nossos corações apaixonados.
Hoje!É mais um dia que vou estar com você!
 
Hoje!

Ultrajes

 
Fui ludibriado, aterrorizado, atirado ao fogo eterno.
Caminhante em solo instável, sem morada e sem rumo.
De repente, a máxima coerente, a razão e o senso brotaram.
Entendi!
Tudo mudou.
O terror acabou, entretanto, outro assédio principiou.
Acossado fiquei. O convencionalismo me segue a passos largos.
Vazaram-me a vida com os ferrões do mundo, onde mãos coladas num abraço forte, elevadas por joelhos dobrados e calejados, tentaram me atingir.
Resignado, suportei as maldições.
Talharam-me os pensamentos com facas densas.
Afogaram minhas idéias no oceano do desengano.
Gastaram meu lamento nos despenhadeiros da inconsciência, angustiaram-me com promissões desconhecidas, molestaram meu ser com delírios ferinos.
Enquanto, combatentes agonizantes, arrojavam-se nos abismos do fim da vida.
Mutilaram-me com a força dos átomos, com ultrajes e denuncias infundadas de indivíduos do centro, com seus tortulhos de fábulas e com o letargo artificial, por sugestão externa da moralidade e, com a ânsia do comando.
Malharam-me ripários de cérebros lavados, porque tenho opinião própria, por discordar, investigar; por ter um ideal, que não era ilusório e sim indefectível.
Apregoaram-me maldito, feras humanas e delirantes, quando no extremo da resistência, tive forças para dizer “não”!!!
Personalidade não se compra. Caráter não se pesca.
O fogo que me rodeia não é o “eterno” e sim o de olhares e ruídos dos zumbis místicos.
Podem acender a fogueira, pois ainda assim farei como Giordano Bruno: "vocês certamente têm mais medo em pronunciar a sentença do que eu em escutá-la!"
 
Ultrajes

Deus é Misericordioso?

 
Se você fizer essa pergunta a qualquer crente:
- Deus é misericordioso?
Ele primeiro vai ficar surpreso pela pergunta, pois eles acham que todos devem acreditar no que eles acreditam. Depois, dirão convictamente, que sim!!!
Mesmo que ele viva miseravelmente, enfrentando todas as adversidades desse mundo cruel. Desse capitalismo maligno, que só vale quem têm.
Ele acrescentará que...
- Tudo que você pede a deus, ele atende, dependendo da sua fé.
Contudo, a minha opinião é que, se você pedir saúda, é claro que ele lhe dará. Mas, você terá que ter um bom plano de saúde que cubra todos os tipos de doenças conhecidas e as desconhecidas e, ainda torcer que não seja nada grave.
Mas se você não tiver um plano de saúde ainda, poderá se salvar, desde que conte com a amizade de um político influente que mobilize as enfermeiras e médicos de um hospital da rede pública, e a doença também, não deverá ser grave.
Quando você pede uma vida tranqüila, com todos os confortos possíveis, deus lhe dará. Basta pedir com fé. No entanto, você terá que ter uma excelente conta bancária, um grande patrimônio que lhe proporcione ter tudo que lhe traga conforto.
Você pede a deus saúde e felicidade para seus filhos. Ele dará. Basta pedir com fé. Contudo, você terá que ter condição financeira de comprar os alimentos adequados, remédios e vitaminas para gerenciar o crescimento e a formação corpórea da criança. Ter posse suficiente para bancar os estudos em bons colégios, pagar uma boa faculdade onde ele vai adquirir especialidades para enfrentar a vida quando for independente.
Afinal, ele terá que ter tudo que milhares de filhos de famílias de países da África não têm.
Daí vem à pergunta que jamais se calará em mim.
Que deus é esse?
Bom! Infinitamente bom, para alguns e imensamente ruim para a maioria, pois se levarmos em consideração que existe muito mais pobre do que rico. Essa é a verdade.
Por que isso?
Se todos – segundo pregão – somos filhos do mesmo pai.
Um pai de verdade não tem discriminação com nenhum filho.
Um pai de verdade e detentor de todos os poderes, teria que ter olhos para todos os seus filhos e mesmo que alguns quisessem cair em erros que lhes fizesse sofrer, ele deveria protegê-los.
Tudo isso me faz crer que deus nunca existiu.
Somos nós, nosso próprio deus.
Sempre ouvi dizer que deus tem o poder sobre a vida e a morte. Isso me faz ver que os verdadeiros deuses são os poderosos governantes das grandes nações que quando resolvem destruir uma menor nação, vão, matam, destroem e voltam em “paz”. Mesmo que essa atitude tenha sido a mais injusta, nada supremo aparece para impedir.
Não posso acreditar que deus tenha trabalhado na criação por seis dias e tenha estado em repouso até os dias de hoje, sem ter intercedido nas mais bárbaras crueldades que se tem noticia, algumas causadas por quem ficou na sua representação e inventou a Inquisição.
Prefiro achar que foi o próprio homem que teve a idéia e criou deus. Por sinal um invento muito lucrativo para alguns e um verdadeiro desequilíbrio para o restante.
Faço parte de uma minoria que não acredita. Que não aspira paraíso nem teme o inferno. O maior ingrediente da escravidão e a fonte de renda dos sábios enganadores.

Autor: Francisco Silva Sousa
 
Deus é Misericordioso?

Guerras!

 
Se os altos governantes
Fossem para os campos de batalha
Lutar numa guerra,
Com certeza;
Teríamos tido poucas
Ou nenhuma dessas estupidez.

Francisco Silva Sousa
 
Guerras!

Você!

 
Você pra mim,
É a raiz para planta.
É a água ao sedento,
É o oxigênio do sangue.

Você pra mim,
São as asas de um pássaro,
É o rio para o peixe,
É o ar nos pulmões.

Você pra mim,
É o agasalho no frio,
É o frio no calor,
É a vida nos trilhos.

Você pra mim,
É a saudade mais gostosa,
É a presença prazerosa,
É o delírio de um amor vivido.

Você pra mim,
É a vida vivida,
É o sorriso espontâneo,
É amor na plenitude.

Você pra mim,
É eu em você,
É você em mim,
É o meu amor!
 
Você!