https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens de RamiroGomes

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de RamiroGomes

SONETO DA VERDADE

 
Nas nuvens das coisas não ditas
Penduram como estrelas
Detrás das grelhas
As verdades escondidas

Mas se a verdade
É menos densa que a mentira
Mesmo submersa gira
E emerge com facilidade

A verdade é sempre verdade
Escondé-la é uma vaidade
A prova da falsidade duma personalidade

Voa como a águia
Corre como a água
Luz que não se apaga
 
SONETO DA VERDADE

É Magia?

 
Meu coração dorido
Olhos húmidos
Meus pés desnudos beijam a terra
Minha fé aguda ultrapassa serras
Meus faróis luminosos
Encandeiam os céus
Meus joelhos trombosos (dobrados)
Dilaceram véus
Meus pensamentos nublados
Atingem a supremacia
O coração do tempo
Sempre a pulsar
E no seu tic, tac
Trouxe-me alegria
É magia?
 
É Magia?

TUDO ISSO ME FAZ CRER

 
Todas as manhãs cedinho,
Ouço o piar dos passarinhos
Cada um ao lado do seu ninho
O que tem servido de despertador
Para o estudante e o trabalhador
Tudo isso me faz crer!

Ouço o cantar do galo ao lado da galinha
Tanto na minha casa como na da vizinha
Todos os dias sempre na hora certinha
E os pintainhos se mantêm quietinhos.
Tudo isso me faz crer!

Depois de a gente dormir e acordar
As coisas velhas conseguirmos recordar
O anfíbio que tanto vive na terra como no mar
A beleza duma noite clareada pelo luar
E os corpos celestiais suspensos no ar
Tudo isso me faz crer!

A nascente e o pôr-do-sol
O mar sem nascente nem foz,
A formiga que derrota um animal feroz
O germinar do grão de arroz
O camaleão que muda de cor
E o desabrochar duma flor
Tudo isso me faz crer!

A inibição da chuva pelo arco-íris
A sucessão do dia e da noite
O silêncio sepulcral da calada da noite
A cada mistério que não percebo
O relampejar e o trovejar
E o vento que sinto mas não vejo
Tudo isso e muito mais, me faz crer que existe um Deus.
 
TUDO ISSO ME FAZ CRER

VEM VIVER A VIDA

 
Vem viver a vida
Vem fazer do meu colo
O teu jardim infantil
E ser o fruto da árvore da vida
Abundante em flores fragrantes

Vem fluir nessa doce paixão
Roubar o meu sono matinal
Vem nessa viagem sem final
Vem, vem adoçar esse colchão

Vem e chama-me de pai
E cada vez que gritares ai
Farei das minhas mãos
Um lugar puro e são

Vem oh rosa desejada!
Vem comigo escrever
Lindas linhas versejadas
Para o mundo ler e ver

Vem, vem viver a vida.

Dedicando a minha filha amada
 
VEM VIVER A VIDA

VENTO DE DESTINO

 
VENTO DE DESTINO

Irradiada pelo sol e a lua
Segui os trilhos do seu brilho e
Ansiando granjear o seu sorriso
Briguei comigo e com todos
Esqueci-me de mim
E quis ser o beija-flor
Dos lábios da sua boca

Corri a volta do seu mundo e,
Ungi-me de esperanças mal nutridas,
Incolor, ninguém pintou o meu universo em verde,
Porém, guiou-me o vento do destino à uma banda azul
E imigrei para um coração florido de amor puro
 
VENTO DE DESTINO

Vaso Raso

 
O ser humano é como um vaso raso e com prazo, sem Deus se quebra se atingido por uma pedra.
 
Vaso Raso

ALÉM DO HORIZONTE

 
Já não quero querer
Quem não vela pelo meu sofrer
Já não quero sofrer
Por alguém que não me quer
E nem sequer quer me querer

Não quero sofrer em vão
Tanta perplexidade, tanta indecisão
Cada vez mais além do horizonte
Estão os desejos do meu amor opulento

Vou imigrar, mas não sei para onde
Quero que uma voz cheia de romantismo me responda
Que um coração recheado de paixão me esconda
Me esconda da solidão e da sua crueldade
Os meus sentimentos extinguiram-se
Pois já não enxergavam beldade
 
ALÉM DO HORIZONTE

PARABÉNS

 
PARABÉNS

No 1 dia de Agosto
O mundo viu nascer
Uma menina benévola
Que em mim veio florescer
A ternura de uma Pérola
Que enfeitiça o meu rosto

Com o seu coração sedento...
Encontrei no caminho do tempo
Seus olhos em meu olhar
Radiantes como um raio solar

No seu coração há um espaço
Onde o destino desenhou um laço
E no melaço dos seus beijos
Encontro os poemas que versejo

Um só
É maior que mil desejos
Meu amor tem sobejos
E quer amar “uma só”
 
 PARABÉNS

NÃO DIGA “NÃO” [1]

 
Se tu não disseres “não”
Não há mais quem o diga
E ainda que houver quem o instiga
É inútil, porque não o considero então

Útil é apenas o que sai da tua boca
Com o intuito de agradar o meu coração
Os meus sentimentos estão presos no teu coração

Se tu não disseres “não”
Não temerei do “não” que os outros disserem
Se tu não disseres “não”, em vão os outros o dizem

Sei que ainda temos algo em comum
Sei que somos dois corpos em um
Por tudo isso e muito mais, eu te peço:
Não diga “não”
 
NÃO DIGA “NÃO” [1]

CÉUS A COR-DE-ROSA

 
Encobres com o cabelo o teu rosto
Que irradia de beleza
Os céus do nosso quarto
Únicos céus já visto a cor-de-rosa
Debaixo de lençóis
Longe dos raios ultravioletas
Percebemos que não estamos a sós
E depois?
Sentimo-nos num porto seguro
Respirando pedaços de ar puro
Assim bem mais perto do paraíso
É a sensação que me dá o teu sorriso
Enquanto a chuva cai lá fora
E sem parar, cai a toda hora
Traduzindo-se na leveza
do nosso novo chão
e no ânimo da nossa emoção
 
CÉUS A COR-DE-ROSA

DOCE RIMA

 
És flor
És amor
Sem dor
Tens fulgor
Tens o dom
De dar a cor
Ao teu batom
Faço viagem
Em tua imagem
E faço mil lmagens
E umas tantas tiragens
És a cura
Da minha penúria
És a doce rima que rima
Nos versos dos meus poemas
Paro, calo-me e penso
Na tua cabeça, sem lenço
Na suavidade do teu cabelo
No teu falar deslumbrante e belo
 
DOCE RIMA

C...Manuel Ramiro Gomes...B