https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens de Teli

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de Teli

Olá.

Sou Télio Diniz, carioca da gema, vascaíno, casado, pai de 4 filhos ( 1 princesa e 3 lordes ), avô de 3 princesinhas e 2 príncipes, sendo que um terceiro príncipe já vive no céu.

Faço poesias porque nelas me vejo plenamente real.

IDA E VOLTA

 
Amei e fui amado,
pequei e fiz pecar.
Cantei e fui cantado,
gozei e fiz gozar.

Lacei e fui laçado,
sonhei e fiz sonhar.
Beijei e fui beijado,
chorei e fiz chorar.
 
IDA E VOLTA

SIMPLESMENTE CRIANÇA

 
Viajei ao passado
em busca daquele menino
que sonhava acordado.
Guia do meu destino.

Mantinha o brilho no olhar.
No peito, a esperança.
Vivia para brincar.
Simplesmente criança.

Não conhecia a maldade.
Ignorava o rancor.
Toda a sua verdade
era composta de amor.

De bicicleta seguia.
A vida querendo abraçar.
Namorar não sabia.
Sexo, nem pensar.

Lembrando de tudo agora,
é doce a sensação.
Este menino inda mora
dentro do meu coração.
 
SIMPLESMENTE CRIANÇA

PERFUME DE AMOR

 
Sou cravo todo prosa
a passear no jardim.
Dou de cara com a rosa,
flor aberta pra mim.

Não desperdiço a chance,
pétalas vou desfolhar.
Engatar um romance,
perfume de amor pelo ar.
 
PERFUME DE AMOR

AMOR NA PRAIA

 
Céu azul, estrelado,
noite de lua cheia,
um casal abraçado.

Deitados em plena areia,
o vento soprando, assanhado,
lembra que é hora da ceia.

Olham pro ceú estrelado,
sorriem pra lua cheia,
casal unido, abraçado.

O amor enfeitado de areia.
 
AMOR NA PRAIA

AQUELE SOU EU

 
Aquele que mais te ama,
aquele que mais te quer,
aquele que sempre te chama,
aquele que te faz mulher.

Aquele que vive contigo,
aquele que te traz no peito,
aquele que é teu amigo,
aquele que adora teu jeito.

Aquele que segue teus passos,
aquele que enfeita teus dias,
aquele que quer teus abraços,
aquele que faz poesias.

Sou eu que vivo sedento
a desejar teu carinho.
Sou eu que chego no vento
para enfeitar teu caminho.
 
AQUELE SOU EU

SENHA DO PRAZER

 
Esta cama incendiei,
fiz, do seu corpo, estopim.
Calor do inferno provei,
e em sua fogueira aportei.
Lenha queimando sem fim.

Em cada cantinho, mais lenha,
diabo, presente, atentando.
Você, do prazer, tem a senha,
quando me quer, grita: " Venha ".
Eu, mais que depressa, chegando.
 
SENHA DO PRAZER

SINAIS DE TESÃO

 
Seu coração a bater
colado ao peito meu,
faz você perceber
que hoje quero ser seu.

O corpo vai transmitindo
sinais de todo o tesão,
que por você estou sentindo,
mal posso conter a emoção.

Tiro sua roupa e vejo
o que sempre sonhei.
Motivo de tanto desejo,
momento que sempre esperei.

Alterno fúria e carinho,
mordidas e beijos de amor.
Mergulho de vez no seu ninho,
me faça suar de calor.

Sincronia perfeita
do côncavo e do convexo.
A sua pele me enfeita,
a minha, sacia seu sexo.
 
SINAIS DE TESÃO

GATA VADIA

 
Gata que vive no cio,
ama pra sobreviver.
Se aquece, em mim, quando o frio,
faz sua pele tremer.

Gata em meu corpo se aninha,
baixinho, começa a miar.
Lhe faço feliz, toda minha,
desejos seus a saciar.

Gata, pela madrugada,
se dá, sem vergonha, vadia.
Depois de gozar, já cansada,
dorme, que enfim, já é dia.
 
GATA VADIA

POETA DESINIBIDO

 
Na praia ao seu lado,
sonho que trago na mente.
Vivo, nele, embebedado,
dentro do peito a semente,
que mexe com a libido,
deste Poeta carente.
Tenho nada de inibido,
quero lhe fazer contente.
 
POETA DESINIBIDO

LIBIDO

 
Venha meu corpo explorar.
Busque o prazer escondido.
Me toque bem devagar.
Tudo é permitido.
Veja o que trago no olhar.
Sinta o tesão incontido.
Deixe a mente voar.
Libere cada sentido.
Ame até esgotar
o fogo desta libido.
 
LIBIDO

VERSOS E RIMAS

 
Rimar amor e paixão
dentro de uma poesia,
tarefa para o coração,
parceiro no meu dia a dia.

Só ele sabe de mim.
Entende meus sentimentos.
Meu princípio e meu fim.
Manda em meus pensamentos.

Foi ele quem me guiou
na direção do olhar
daquela que me conquistou
e que não canso de amar.

Versos de puro desejo
residem em nossa cama.
Nascem quando num beijo,
você diz que me ama.
 
VERSOS E RIMAS

TEIMOSO POETA

 
Adoro tua salada
de frutas, minha perdição.
Esta fome danada
vive em meu coração.

Tuas maçãs nas bochechas
atiçam meu desejar.
Fico feliz quando deixas,
eu, delas, provar.

Duas laranjas, teus seios,
doces, na minha boca.
De néctar do amor vivem cheios.
Vontade que não é pouca.

Uma bela melancia
na tua calcinha escondida,
me faz feliz todo dia.
Suprema tentação bandida.

A tua cereja pequena,
joia, que tanto desejo,
no teu ventre, morena,
vive a clamar por meu beijo.

Este banquete gostoso
preciso para viver.
Engordo mas sou teimoso.
Não quero emagrecer.
 
TEIMOSO POETA

SEXO ASSANHADO

 
Seu sorriso encantado,
acaba com a minha dor.
Seu toque aveludado,
lembra pétala da flor.
Seu beijo de tão molhado,
inunda meu peito de amor.
Seu corpo nu, desejado,
me deixa em total torpor.
Seu sono cansado,
faz de mim sonhador.
Seu despertar acanhado,
procura o meu calor.
Sexo logo assanhado,
debaixo do cobertor.
 
SEXO ASSANHADO

DISFARCE

 
Conto as horas do dia,
para, de noite, te amar.
Disfarço, com poesias,
vontade de te tocar.
Nos olhos guardo a magia
contida no teu olhar.
No peito a nostalgia
por este longo esperar.
No corpo as fantasias
inundam meu desejar.
 
DISFARCE

DE CORAÇÃO PARA CORAÇÃO

 
Refaça o seu coração,
você sabe tudo de amar.
Pra vida, se jogue então,
não deixe este sonho acabar.

Ninguém, o seu pranto, merece,
levante a cabeça e sorria.
Meu verso, de você, carece.
Aceite minha poesia.
 
DE CORAÇÃO PARA CORAÇÃO

SOU CHORÃO SIM

 
Chorão sou por natureza,
não consigo segurar.
Seja alegria ou tristeza,
minh'alma se põe a sonhar.

Transfiro para as poesias,
o que não cabe no olhar.
Faço de versos meus dias,
de rimas, noites pra amar.
 
SOU CHORÃO SIM

DIZER QUE TE AMO É POUCO

 
Dizer que te amo é pouco,
quando estou ao teu lado.
Amor tão intenso e louco,
trago no peito estampado.

Dizer que te amo é pouco,
quando, na cama, me entrego.
Sussurro, baixinho e rouco,
não vejo mais nada, estou cego.

Dizer que te amo é pouco,
quando me pego a cantar.
Pra tudo mais fico mouco,
não sou ninguém sem te amar.
 
DIZER QUE TE AMO É POUCO

AINDA SOU TEU

 
Mais um dia sem paz,
pelo corpo, calor.
Ainda te quero demais,
ainda é teu meu amor.
 
AINDA SOU TEU

ME ADOTE

 
Minha paz eu perdi
quando vi seu olhar.
Tanto tesão eu senti,
não pude evitar.

Meu corpo lhe deu o sinal,
do quanto, por dentro, queimava.
Fiquei vencido, bem mal.
Desejo só aumentava.

Tentei um beijo lhe dar
mas você recusou.
Por que me torturar ?
Não vê que de quatro já estou ?

Quero você, não tem jeito,
vou seguir seu caminho.
Não vejo, em você, um defeito,
me adote, sou seu cachorrinho.
 
ME ADOTE

DUAS

 
Uma foge da vida.
Nunca soube pecar.
Vive do mundo escondida.
O que mais faz é rezar.

A outra troca de cama,
de homem, de bar, de dor.
A todos finge que ama.
A ninguém deu amor.

Uma lembra o passado.
Menina livre a brincar.
Destino foi modificado.
Sequer sabe chorar.

A outra relembra, saudosa,
menina calma e feliz.
Alguém, em noite chuvosa,
fez com ela o que quis.

Uma reza por mim.
A outra meu corpo deseja.
Delas tenho pena sim.
Nada a fazer. Assim seja.
 
DUAS

" Quando Poeta, sou livre para voar, junto aos meus versos, rumo ao infinito. "

Télio Diniz

http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/2.5/pt/deed.pt_PT