https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens de Juhanna

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de Juhanna

Tecnica poetica

 
escrevo com o coração
o quer me vai no pensamento
nao tenho mera noção
neste tal descobrimento

Nao me chega uma caneta
Nem as letras do teclado
Nao sou como o Camoes Maneta
Nem uso papel furado

Nao uso lapis a carvao
nem tinta preta permante
uso apenas a imaginaçao
que me ocorre perto de uma tarde quente!

em cada letra que escrevo
em cada palavra que dito
e um ar que vem do relevo
que passa do coração ao infinito!
 
Tecnica poetica

Sonhar

 
Numa letra, procuro o meu destino
O caminho...
Para o meu futuro
O Desatino

Para um caminho desfeito
Mesmo que o queira direito
Nao o consigo indirectar...
Entao perfiro, mil vezes sonhar!

Quero sonhar
No que quero ser futuramente
Mostrar as pessoas do presente
Que sonhar é viver...

Quero sonhar...
Onde poderia de ir ao longo do sonho
Poderei ter um furturo mais risonho
Para alem de imaginar...

Quero sonhar
Quero voar para alem do infinito da imaginçao
Quero estar num sonho e nao acordar
Quero aqui ficar!

Ainda quero o destino
Num sonho de libertaçao
Ainda quero um sonho
Para dizer nao...

Ao caminho de felicidade
Que quero seguir
Ao caminho de liberdade
Que nao quero fugir...
 
Sonhar

Meninos de Angola

 
Meninos de Angola

Que nem dinheiro têm para uma sacola

Que vivem despidos

Por esses caminhos perdidos

Suas familias fazem fila

Com bilhas ao pe de carros do estado

Parecem descontes

Por serem um povo aprisionado

Menino de Angola

Com o teu cabelo encarapinhado

Trazes o teu coração a esmola

De um destino mal traçado

Por seres pequenino

Ate tens alegria no coração

Pensas que o futuro

Nao sera assim tao mau nao!

Menino Pequenino começas a trabalhar cedo

Nem a escola vais

Nao aprendes a ler

So para ajudares os teus pais

Países de inocentes

Que vivem para aqueles que sao crentes

Que esperam por um mudo a melhorar

E terem um futuro melhor a estruturar....

poderas encontrar o meu poema no meu blog: http://sinaisdalua.blogs.sapo.pt/2008/06/
 
Meninos de Angola

Momentos da nossa vida

 
Momentos da nossa vida
Sao sentimentos
Descontraidas ilusões
Que não têm fim...
Para mim divide-me
Entre o bem e o mal
Da escuridao ao banal
Para quê pensar?
Se não ha nada para o fazer
Não existe motivo
Mas existe desmotivo por parte da minha mente
Que me aborrece
Onde se esquece o presente
E viaja-se para o futuro
Imaturo ou nao
Não se espera
Por quem me quer mal...
Mas afinal, quem me quer?
Não sei, não quero aqui dizer!
Sou apenas uma alma solitaria
Que vem de longe
Que vive perto!

Sinais da Poesia
 
Momentos da nossa vida

Liberdade

 
Porque ler é uma Sabedoria da Natureza,

Porque a poesia é uma forma de nos libertamos

Porque a liberdade somos nós que a fazemos

Porque a liberdade começa onde acaba a tua

Entao...

Deixa-me ser livre!
 
Liberdade

Nao sei quantas almas terei

 
Não sei quantas almas vou ter

Até um dia eu ninguém ser

Posso ser tantas sem dar conta

Passar do presente ao passado

E passar para o futuro, mesmo sem ter la estado



Serei imperatriz do antigamente

Ou serei algo avançado

Que ninguem tenha esperado



Tenho a minha alma

Na ponta dos dedos

Conto com uma caneta para o fazer

Tenho alma e imaginaçao para escrever

Que seja em prosa ou em verso

Mesmo que seja no inverso

O dom está na minha alma



A alma do meu saber

Que muitas das vezes me incentiva a escrever



Nunca saberei...

Quantas almas terei...

( este poema deriva de um poema de Fernando Pessoa - Ortonimo, pois o seu poema deu assas a este que está em cima exposto. Todos os poemas aqui postados, sao da minha inteira autoria, agradecia quem os copia-se pussesse quem foi a autora e o site, neste caso blog. Obrigada )

Sinais da Poesia
 
Nao sei quantas almas terei

Deixaras Saudades :'(

 
deixaras saudades
Avó que me embalaste
Que tantas vezes cantastes cantigas da tua memoria
Historias que não tinham fim

Partiste,
mas para mim permaneceras
no canto da minha historia
na minha vida...
Ate aos ultimos dias

Estaras la em cima?
Como uma estrelinha a olhar para mim
eu aki estarei a olhar para ti
e pensar como eras
o que foste aqui
o que sofreste
o que perdeste e o que ganhaste
mas conseguiste te erguer
Lutar e vencer!

Adeus, Adeus
Adeus ate um dia
viveras aqui no meu coração para sempre! Avó (L)
 
Deixaras Saudades :'(

Cante, nao deixe a voz enfraquecer

 
cante, nao deixe a voz enfraqucer
proclame palavras belas, e bonitas
que sejam desditas que embalem o coraçao!

cante, soletre cada palavra
que esta dentro de si
digas bonitas frases sem musica
pois a musica nao sera preciso para dizer palavras bonitas

Seja como João Vilaré
Proclame o seu fado falando
chamando por quem é surdo
para quem quer ouvir
Sorria mostre o seu coração!

Cante, cante mostre a sua alegria
a magia que vc tem em si
Não o despredice, a vida sao apenas 3 dias!

este poema veio na sequencia de um comentarioo... por fim dei lhe continuidade!
Sinais da Poesia
 
Cante, nao deixe a voz enfraquecer

Interrogaçoes da minha alma

 
Será que penso?

O meu pensamento vai para alem do meu ser?

Se eu souber e não contar?

Alguem em mim irá acreditar

Porque me interrogo se não tenho respostas?

Se as prospostas não têm um sim ou um não...

Não chega ao coração de ninguem

Para esse alguem me possa responder

Dizer o significado da razão

Que está em mim, que não passa além do pensamento

Sofrimento além da dor

O amor que se une

Que fica impune de sair

De cair no esquecimento

De falso sofrimento

Que sinto ao não pensar!
 
Interrogaçoes da minha alma

Amalia

 
Amalia... Fadista
pertagonista de um filme real
deixando o banal
para uma vida sentimentalista
que me deixou ser realista
ao chorar
ao tentar viver a sua vida
atravez de uma televisao
que me pos de coração
subreposto
onde o desgosto
era a realidade de uma vida pobre!

Amalia... canta me o fado!
Quero que o teu nome seja chamado...
alem do romatismo
que o impresionalismo
esteja aqui
que o mundo caia em si...

Amalia... Amalia...
A rainha do fado POrtugues
e tambem internacional
que nao faz mal
ouvir o que é nacional

Amalia... Faz me sentir viva
Faz que o sentimento esteja aqui
Faz que o aprendimento se afaste
que meu coração estremeça
e o ar que vem do ceu me aqueça!

Amalia... onde quer que estejas
onde quer que me vejas
Amalia apenas uma frase incompleta
escrita por mim de forma incorrecta

Amalia, Amalia, Amalia
teu nome eu chamo em vao
Amalia... uma frase que me deixa a pensar
se hei-de eu de rabiscar
Apenas um nome
Apenas uma letra
ou apenas um pensamento...

Amalia...
estas na voz de quem tenta cantar
num mundo a explorar
onde a rivalidade acabou
onde eu deixei
a caneta a tinta secar
Onde eu este poema nunca o vou conseguir acabar...

Amalia o fim ha-de chegar
num fado ou numa canção
que me vai embalar
e me tirar da solidao!
 
Amalia

A minha ilusao

 
Quando me levanto
Vejo que no espelho sou apenas eu
Quero ter espanto
de um amor so teu

Amo a tua virtude
A tua dedicação
O teu olhar doce
que me olha com paixao!

dispo a minha roupa
entro num corpo de prazer
Algo me deixa louca
numa miragem para na esquecer

o vento viaja na minha nudez
deixa arrepiar o meu ser
satisfaz me com sensatez
de um corpo que nunca irei ter!

Apaixono.me por quem nao vejo
Mas quem gostava de abraçar
Pedir apenas um beijo
Pedir para apenas me amar...
 
A minha ilusao

Vivo Na Lua II

 
Vivo na Lua
Onde a minha cama é o Sol,
As Estrelas o meu caminho
E o sonho o infinito.
Vivo na Lua sem destino.

Olho o céu.
Tudo o que me rodeia é meu,
Mas a minha alma é como a noite,
Só, calma, misteriosa.
O meu coração é como o universo.
Mas como me pode caber no peito?
Como pode caber tamanha dor?!
Oh! Como posso carregar o peso do vazio?
Como vivo com a escuridão e a solidão dentro de mim?
Esta grandeza, este aglomerado de astros desconhecidos…
Contemplam-me e não me vêem!
Celebram-me e não me lembram!
Vivo em todos e não estou em ninguém!
Se a minha alma está com a noite,
O meu coração no imenso vazio
E a minha morada na Lua
Porquê? Por que é que não me vêem?!

Lanço um olhar sobre o mundo
Todos anseiam o infinito.
Eu anseio terra, chão, sentimento.
Eu quero a vida, o êxtase, a sensação!
Quero sentir!
Preciso desesperadamente de sentir!
Mundo!
Toca-me, sente-me, cheira-me, vê-me
Ouve-me, canta-me, lembra-me,
Espera-me, chora-me, deseja-me…
Vive em mim!

Deito-me…
Tento sonhar!
Felicidade às vezes é miragem, mas
Eu só…
Só queria sonhar e ser e deixar acontecer!

Mundo!
 
Vivo Na Lua II

Regresso

 
[font=Edwardian script itc]regressei passado 3 anos, peço desculpa a quem me segui nos meus poemas, regresso para ficar... espero :)

regresso ao fim do mundo
para me conter na hora do adeus
fico com a saudade da vida
o que me preenchia numa noite de escuridão
quando eu tentava ha luz fraca de uma vela
e onde eu sonhava em te-la
somente para mim...

quando os reflexos na lua
se debroçavam sobre a minha janela
eu debroçava-me sobre ela
e pedia o que tinha em mente
o que era realmente
o que gostava de ter...
ver nos olhares sentilantes da lua

regresso para pedir um desejo
um dia de alegria e amor
uma paixao destinta e saudavel
um dia para que todos deiam o seu melhor

mas acima de tudo o regresso
o regresso de escrever
com emoção,
com saudade,
que tenho em mim
que espero que os outros tenham por minha alma

assim seja
um regresso iluminado
pela lua
num luar de lua cheia!
[/font]
 
Regresso

Ser Mulher

 
ser mulher é...
Ser amiga
Ser carinhosa
Ser mae
Ser uma flor de um jardim
Ser amada por quem a quiser amar
Ser conquistada para a quem quiser conquistar

Ser mullher e ter atributo
Ser tratada como nao há igual
Ter poder para dizer nao
Ser tratada como tal

Ser mulher é sorrir
É contagiar os outros com o seu poder
E ter vontade de rir
É ter vontade de viver

Mulher...
Tambem sabe rir
Quando lhe apetece tantas vezes chorar
Mulher ...
Diz a verdade
Quando lhe a apetece mentir
Mulher...
suporta o sofrimento
Quando lhe apetece desistir de viver

Mulher...
Sao todas aquelas que tem a sorte do ser!
 
Ser Mulher

Sou Criança

 
Sou criança de palmo e meio
Sou criança Qe trago a esperança
De brincar e de sorrir
Sou criança ate partir

Sou criança adolescente
nao me esqueço do passado
deixo a vida pendente
Nao deixo a criança de lado

Sou Criança adulta
onde os meus filhos tambem o sao
brinco de forma bruta
e ensino o que esta bem ou nao

sou criança idosa
Onde ainda existe a esperança
ainda me sinto vaidosa
Ainda me sinto criança!!!

Sou criança
Que tenhu a esperança
Que em mim nao desapareceu
sou criança que tenhu a lembrança
que um dia
essa criança fui eu!

Http:\\sinaisdalua.blogs.sapo.pt
 
Sou Criança

Já nao sei o que sinto

 
Já não sei o que sinto
Tantas vezes digo a verdade
Tantas das outras minto
verdade será saudade
Mentira desilução

O meu inconsiente mente
o que o meu coração deveras sente
Sente a dor da amargura
Sente a loucura do amor
Mas não sente o consciente do pensar
Que me faz agir sem o querer
Não me deixa pedir o que queria tantas vezes fazer

Não sei o que sinto
Minha alma esta confusa
Apenas é a minha unica alma a pensar
onde eu sinto, me quero refugiar!

Sinais da Poesia
 
Já nao sei o que sinto

Alvaro de Campos

 
o inspirador de momentos
sentimentos indefinidos
desaparecidos no nevoeiro
por inteiro...
POema verdadeiro e sentimentalista
Socialista com o mundo
profundo que te entra pelas veias
Teias do desespero
Passageiro de uma forma inovadora
que me ensina a escrever
ler com intusiasmo
Pasmo quando se acaba...
 
Alvaro de Campos

poesia de escrever

 
Penso no que escrevo

O que muitas vezes não vejo

O querer

O poder

O infinito de escrever

A sensação de desmotivo

Que muitas vezes me falta

Hà dias que desisto

Hà dias que o infinitivo

Bem me querer

Bem me abraçar

Quando ele me tenta ajudar

Em palavras que desaparecem

Em torno do meu ser

Um dia voltarei a escrever...

Em verso ou em prosa

Talvez em arte, em forma de rosa

Nunca desistirei!!!

Nunca me vou inverter

Da poesia de escrever...]
 
poesia de escrever

Voltei a escrever

 
Voltei a escrever!
Em linhas que nunca acabam
Voltei para dizer que não vou parar...
Onde quer que esteja
O meu sonho permanece
Acontece, desdobra-se em partes
Iguais? não sei... talves!

Agarro na Caneta e escrevo sem haver um fim
Penso em tudo... penso em ti

Escrevo por ti
Para te poder alcançar
Libertar, do que tenho ca dentro...

num mundo de vitoriosos
que tudo de ganha com esforço
Tudo se perde quando nao se quer vencer
Tudo se escreve para quem quiser ler

Será algum dia vais ler o que escrevo?
O que risco no blog?
Será que me vais ignorar?
Virar a cara quando eu passar?

Tudo o que medito é um sonho
Tudo o que vejo é a realidade
Mas tudo o que escrevo
É o sonho da verdade

Tudo o que me vai no pensamento
é o que irei ter...
Nao irei parar de escrever!!!!
 
Voltei a escrever

Nao te quero perder!

 
Numa musica dedicada a Francisco Adam, fiz este poema... tantas vezes perdemos as pessoas e quem gostamos sem lhes dizemos o kanto eles sao importantes para nos!

vivo num mundo de quatro paredes
onde te venero
onde digo o teu nome
onde revejo as nossas fotografias
onde passo os dias
a querer'te cada vezes mais
nao me digas que vais
para longe onde n quero que vas

nao me deixes...
por outra ou alguma razao
nao me partes o meu pobre coraçao

naoo! nao me vires as costas
nao me ignores
por onde tu fores
eu quero ir
quero sentir...

nao me fexes a porta
ja nada me importa
Apetece me chorar
nao quero sem ti ficar
Amo'te sem querer
Sem poder
te dizer o quanto es importante...
 
Nao te quero perder!