https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Daniele

 
Daniele

É tão doce a candura transparente
Que brilha e enfeitiça o rosto dela,
É um milagre do céu a ousadia inocente
A dessa criança divinal e bela.

Quando a covinha anima a boca pura
Num riso glorioso de encantar ainda...
Rouba minha'alma aquela formosura
D'mulher comparada aos céus de tão linda.

Tem a mimosa pele de um tocar
Leve e santo, como não se apaixonar
Por essa menina dos sonhos meus?

Essa criatura que me compele
Ao amor, o nome? chama-se Daniele.
Nem parece mulher, parece um Deus!

Stacarca


"Amar-te é ter a certeza que morrerei por um propósito;"

 
Autor
Stacarca
Autor
 
Texto
Data
Leituras
8042
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
0
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.