https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Reflexão : 

Ciclos da Existência

 
Open in new window



















Um dia, um sopro, o nascimento
a vida a desabrochar
sorriso, encantamento,
a vida a engatinhar...

Novo dia, a queda, um choro
a vida aprendendo a caminhar
abraço, acolhimento,
a vida aprendendo a apoiar...

Mais um dia, a escola, o mundo
a vida aprendendo a descobrir
cultura, sabedoria,
a vida aprendendo a crescer...

Outro dia, a juventude, a rebeldia
a vida aprendendo a contestar
ofertas, escolhas,
a vida aprendendo a discernir...

Um dia, a faculdade, a ciência
a vida aprendendo a crescer
empregos, oportunidades
a vida aprendendo a produzir

Novo dia, a paixão, o enlace
a vida aprendendo a amar
filhos, sementes
a vida aprendendo a germinar

Mais um dia, o suor, o trabalho
a vida aprendendo a progredir
cansaço, marcas no corpo
a vida aprendendo a amadurecer

Outro dia, implacável tempo, fios brancos
a vida aprendendo a envelhecer
maturidade, espiritualidade,
a vida aprendendo a transcender

Mas, um dia, a transição, a morte física
a vida aprendendo o cumprir o ritual
certeza, leveza
a vida aprendendo o caminho do portal

Amanhã, o reflorescer, o renascer
a vida aprendendo os mistérios do amor
do Caminho, da Verdade e da Vida eterna
a vida aprendendo o ciclo da existência.

Depois, o colo Divino, mítico e místico
a vida aprendendo a adorar a santíssima Trindade
do Pai amado, Jesus Cristo e Espírito Santo
a vida aprendendo a ser alma de luz e bondade.

AjAraújo, o poeta humanista, em momento de profunda inspiração cósmica, escrito em Janeiro de 2010.
 
Autor
AjAraujo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
495
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
vanriz
Publicado: 10/01/2010 11:56  Atualizado: 10/01/2010 11:57
Da casa!
Usuário desde: 19/10/2009
Localidade: São Paulo - SP
Mensagens: 437
 Re: Ciclos da Existência
Aplausosss Poeta!!!
Me emocionei com teu poema! Descrevestes exatamente todos os ciclos. Ciclos que vivemos e que posteriormente, vivemos de novo, ao acompanhar filhos, sobrinhos, amigos, sempre obtendo mais um aprendizado!

Lindo!

Abraço
Van