https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

Incerteza

 
Sou poeta de coração,
Ilusionista de verdade;
Amo com contemplação
O sorriso da lealdade.

Na procura da certeza,
Na conquista dos sorrisos…
Eu sei que a tua beleza
Tem o som de muitos guizos.

Pedia a contemplação…
E encontrei a loucura;
Vieste tarde demais…
Curar o que não tem cura.

Estrelas sentinelas,
Brilhantes como lírios,
Devaneios de quem não é louco…
Mas ambiciona conquistar trilhos!

De momento sou poeta,
Esta é a minha vontade;
Falta-me somente o jeito…
De ver em ti a verdade.

Sou um lírio a desabrochar…
Num mar de incerteza…!

 
Autor
João Nuno Marcos Bap
 
Texto
Data
Leituras
697
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 16/07/2007 08:14  Atualizado: 16/07/2007 08:14
 Re: Incerteza
ADOREI


UM BEIJINHO

Enviado por Tópico
Histeroneurastenia
Publicado: 26/05/2009 03:38  Atualizado: 26/05/2009 03:38
Muito Participativo
Usuário desde: 04/09/2007
Localidade:
Mensagens: 77
 Re: Incerteza
O meu preferido dos que li até agora escritos por ti :)