https://www.poetris.com/
 
 
ROTINA
Fico sozinha.
A tristeza invade-me o peito cansado
Choro.
Minhas lágrimas não satisfazem a minha dor.
Canto.
Meu canto é triste, cheio de angústia.
Minha voz se cala.
O silêncio reina
Nem um pássaro canta.
Sem nenhum ruído
Adormeço sobre minhas lembranças
É noite...
Meu corpo descansa...
Minh'alma esquece.

Fátima Almeida
(fafahalmeida)

 
Autor
fafahalmeida
 
Texto
Data
Leituras
459
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
augustocola
Publicado: 19/07/2010 17:39  Atualizado: 19/07/2010 17:39
Luso de Ouro
Usuário desde: 22/07/2008
Localidade: ES - BRASIL
Mensagens: 267
 Re: ROTINA
E esquecida faz nascer a poesia!
Abraços!
Augusto