https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Prisioneiro da liberdade

 
Tags:  saudade    liberdade  
 
Encharcado do intenso azul
Prisioneiro da liberdade...
No rosto o vento do sul
No coração a saudade

Recostei-me àquela pedra
Lenta uma visão se esvazia
Encoberta, cinzenta... medra!
Sem sol, sem sal, sem maresia

Ah que maldade!... nem som
Da ave de longínqua estação,
Do chilro de suave tom...
No excitante calor do verão.

Pedra, a de então é a mesma.
O mesmo som das marolas...
Sou porem do que fui a sesma
E liberdade é pedir-lhe esmolas

 
Autor
Manito
Autor
 
Texto
Data
Leituras
681
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 02/02/2011 15:34  Atualizado: 02/02/2011 15:34
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29264
 Re: Prisioneiro da liberdade
BELISSÍMO, UMA MARAVILHA, DEIXO MEUA ABRAÇO.

MARTISNS

Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 02/02/2011 15:34  Atualizado: 02/02/2011 15:34
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8223
 Re: Prisioneiro da liberdade
olá Manito, que bom revê-lo aqui perto da Ventania
Abraço
Roque Silveira