https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Sabedoria (voz da consciência)

 
Tags:  consciência    sabedoria  
 
Sólida, permeia os sentimentos,
Escarnecendo do vento e dos rios,
Em gládio intenso, seus intentos,
Frustrar-nos-ão os abismos sombrios.

A (meta) física se lhe rende em glórias,
Plácido caldário de luz e sedimentos,
Confinamento de certezas transitórias,
Nos porquês, loca rasa de sofrimentos.

Anciã galáctica na imberbe história,
Aos sábios enobrece da dor os desafios.
Dos insanos fiada consútil e irrisória
Em aras perenes de templos vazios.

Eremita dos corações sós e carentes
Soterrados entre areias e concretos,
Revela-se bálsamo em frontes inocentes
E cilício pontiagudo na cintura dos retos.

Inconformada, padrões preconcebidos
Empalidecem-lhe o fulgir e o fulgor.
Discernimentos insta-se a ver elididos,
No abrasamento epicurista e no amor.

 
Autor
Manito
Autor
 
Texto
Data
Leituras
592
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
EDCOE
Publicado: 13/02/2011 15:30  Atualizado: 13/02/2011 15:30
Muito Participativo
Usuário desde: 24/04/2009
Localidade:
Mensagens: 79
 Re: Sabedoria (voz da consciência)
Profundamente poético,
Imensamente filosófico!

Congratulações, amigo!

Édison Coelho.