https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

C(h)ama fria

 
Entregaste-me a tua vontade,
E eu, nós cheios de pressa
Para que depressa se matasse o que nascia
Que era mais do que podia
Caber nos nossos peitos.

Levei-te então para o altar
Onde se sacrifica o corpo a Vénus
E se consagra o amor...

...falo de montes com pinheiros
E de vizinhos à janela...

E que bela
Que era a lua,
Nos mergulhos da minha alma na tua
E o chiar dos amortecedores,
Qual Marvin Gaye...?!

Sei que naveguei
E estava ao leme,
Terra à vista e a sereia geme
Que teme
Um naufrágio,
Que pelágio e falta de originalidade
Neste momento de sexualidade
Em toda esta tua vaidade.

Entreguei-te a roupa interior,
E eu, eu cheio de pressa
Para que depressa te apressasses
A ter pressa.


Obrigado a tudo o que me inspira.

 
Autor
Ruben
Autor
 
Texto
Data
Leituras
501
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 20/09/2007 11:14  Atualizado: 20/09/2007 11:14
 Re: C(h)ama fria
NAVEGOU, GIROU SEU LEME MAS NAFRAGOU COM UMA BELA SEREIA NAS ÁGUAS CALMAS DO REGAÇO, LINDO AMIGO, LINDO.

Enviado por Tópico
Angela
Publicado: 20/09/2007 15:21  Atualizado: 20/09/2007 15:21
Colaborador
Usuário desde: 28/09/2006
Localidade: Caldas da Rainha
Mensagens: 567
 Re: C(h)ama fria
E a pressa é inimiga da perfeição...

Um bom texto!!

Um beijinho grande.