https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

Sopro da Alma

 
Tags:  vida    alma  
 

Sopra e voa de mim a alma,
Que insiste em balançar nos ventos de cores,
Que bebe com os amores,
De lembranças que ficaram de passar,
Por onde esse vento quer dançar.

Balanço nessa dança,
Ao som da música fúnebre da dor,
Que vai num adeus e num temor,
De não mais voltar…
De não encontrar aqui nesta alma mais lugar…

Balanço nessa dança,
Que abraça a melodia assobiada,
Pela Pomba branca salgada,
Trazendo para minha alma o doce amar,
A brisa perfumada pelo cheiro de mar.

Sopra e voa de mim a alma,
Que solta gargalhadas na minha memória,
Onde saltava e pulava noutra história,
Que guardo e revivo a dançar,
Por lembranças de aromas e de mar…

Marlene Carneiro


Read more: http://ghostofpoetry.blogspot.com


Open in new window


 
Autor
Ghost
Autor
 
Texto
Data
Leituras
836
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 24/09/2011 18:21  Atualizado: 24/09/2011 18:21
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9306
 Re: Sopro da Alma
Boa tarde Marlene, sua personagem vive um momento de contrastes entre euforias, e desânimos, por conta dos eventos que circundo o seu viver, parabens pelo seu instigante poema, MJ.


Enviado por Tópico
carolcarolina
Publicado: 24/09/2011 22:01  Atualizado: 24/09/2011 22:01
Colaborador
Usuário desde: 24/01/2010
Localidade: RS/Brasil
Mensagens: 9297
 Re: Sopro da Alma
Querida Amiga
Poetisa Ghost!

É sempre assim, a nossa memória sempre retorna ao lugar ou uma lembrança embora doa.
Belo poema!
Bjinhos
Carol