https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Saudade : 

Alvo

 
Tags:  alvo  
 
Alvo
 

Alvo


Nada aconteceu, pois tudo foi ilusão
pensei em ter amado um sonho,
mas era como areia caindo
das mãos furadas pelo tempo,
não acredito que não aconteceu...
gotas de liberdade ilusória
jogadas nos recifes da realidade,
tais como lágrimas emolduradas
em palavras vãs.

E quando a noite vem com a sua imagem,
a lâmina da recordação entalha
os traços do seu rosto no quadro da paixão,
então eu lembro quantas e quantas vezes
com os meus lábios áridos senti
as batidas do seu coração.
Uma cortina feita de estrelas desce
no palco da lembrança,
ao ver a sombra do seu corpo
no muro do desejo.

Mas nada aconteceu...
nada do que eu esperava
agora nada me resta, a não ser
pensar nos seus olhos, pela
última vez a me olhar,
como flechas envenenadas
cujo alvo era o meu coração.


By Lully

 
Autor
Lully
Autor
 
Texto
Data
Leituras
530
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
6
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 06/12/2011 08:20  Atualizado: 06/12/2011 08:20
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11186
 Re: Alvo
Lully querida,
Um poema triste, de coração desfeito, mas escrito com a elegância da tua marca.
Beijinho
Nanda


Enviado por Tópico
zzipperr
Publicado: 06/12/2011 09:18  Atualizado: 06/12/2011 09:18
Da casa!
Usuário desde: 24/04/2009
Localidade:
Mensagens: 304
 Re: Alvo
A saudade tão ou as vezes mais poderosa que o amor...


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 06/12/2011 10:46  Atualizado: 06/12/2011 10:46
 Re: Alvo
Muito bom Lully...muito bem tecida essa teia chamada saudade


Abraços - Pedro