https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Desilusão : 

verdes sonhos do meu dia a dia...

 
Hoje é a solidão
a fazer-se em mim tempestade
e a palavra que me abala, «saudade»
a perseguir-me até à morte
a deixar-me sem norte.
O outono não me larga a porta
por dá cá aquela palha
rio ou choro
não há poema que me valha
contra esta corrida desenfreada
que é a vida... apreensiva,
trago a alma mal vestida.

Hoje tudo me é indiferente
como se nada tivesse de meu
apenas a solidão da alma,
faço olhos grossos à gente
que passa por mim,
e deixo que rajadas de vento
me levem o pensamento.

Hoje ninguém é capaz de entender
porque viajo no tempo,
os desassossegos que é ver
meu olhos que arrasam por tudo e
por nada,
o esconder o rosto entre as mãos
as premonições (que adivinho)
as mudanças que em mim
fazem escalada
arrancando-me sorrisos derradeiros
o que mais queria...tudo contra mim
se alia...
- foram-se
- verdes sonhos do meu dia a dia.

natalia nuno

rosafogo


Na plenitude da felicidade, cada dia é uma vida inteira.
Johann Wolfgang Von Goethe



 
Autor
rosafogo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
660
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
12
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Manufernandes
Publicado: 01/06/2014 12:24  Atualizado: 01/06/2014 12:24
Subscritor
Usuário desde: 09/12/2013
Localidade: Lisboa
Mensagens: 3807
 Re: verdes sonhos do meu dia a dia...
" a procissão dá a volta à Igreja mas volta a entrar"
Assim é a esperança...dá voltas à vida
mas regressa num outro dia.
Vivamos o dia a dia
que os sonhos só voltam à noite!

Como sempre ... apesar do tema, uma bela poesia!



Bom Domingo
Manu


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 01/06/2014 14:02  Atualizado: 02/06/2014 22:48
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 26478
 Re: verdes sonhos do meu dia a dia...
Um outono triste onde as folhas de nossos corações perdem seus verdes nas intensas desilusões. Um poema sentimental onde as palavras se econdem junto ao silêncio


Enviado por Tópico
Robertojun
Publicado: 01/06/2014 16:37  Atualizado: 01/06/2014 16:37
Colaborador
Usuário desde: 31/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 2188
 Re: verdes sonhos do meu dia a dia...
Olá, rosafogo (Natalia)!

Amei ter passado por aqui
e lido este poema tão belo.

Parabéns pela inspiração!

Abraço,
Roberto Jun


Enviado por Tópico
saraabreu
Publicado: 01/06/2014 18:24  Atualizado: 01/06/2014 18:24
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2014
Localidade:
Mensagens: 2423
 Re: verdes sonhos do meu dia a dia...
Um desassossego intenso transmite o seu poema Rosa...mas há sonhos, há esperança nesses:

"verdes sonhos do meu dia a dia..."

Enquanto isso há poesia no ar.
Abraço
Luzia


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 01/06/2014 23:12  Atualizado: 01/06/2014 23:12
 Re: verdes sonhos do meu dia a dia...
Olá Natália

Poema revestido de sentimentos e emoções.

Mas…

Existe sempre alguém capaz de descortinar estas incursões no tempo, de lhe tocar com o sorriso do olhar e lhe transmitir a perseverança de que nada está perdido, sem o estar!

Cada dia, tem que ser o renovar do sonho! E sonhar é a força da vida!

Beijos

João


Enviado por Tópico
Betha Mendonça
Publicado: 02/06/2014 00:54  Atualizado: 02/06/2014 00:54
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2009
Localidade:
Mensagens: 6675
 Re: verdes sonhos do meu dia a dia...
Minha querida,
Essa sensação de inadequação
e solidão é frequente nas pessoas sensíveis.
Na verdade estamos e somos sós
nesse planeta de bilhões de pessoas.
bjs